O guitarrista dos Rolling Stones, Ron Wood foi operado para se tratar de um câncer de pulmão, revelou ele próprio hoje, em uma entrevista ao jornal britânico The Mail on Sunday. O músico descobriu o tumor em um exame de rotina:

Quando o médico anunciou, senti a angústia da espera para saber se o tumor havia se espalhado para outros órgãos. Podia ter sido o fim, o momento de dar adeus.

Felizmente, não houve metástase em outros órgãos atingidos e o tumor foi removido por uma cirurgia, ocorrida em maio. Wood ainda completou que, se fosse necessário, não faria a Quimioterapia, por causa da queda dos cabelos.

Ron Wood tem um longo histórico de abuso de drogas legais e ilegais, mas nos últimos anos têm tido mais problemas com o álcool, o que levou ao fim de pelo menos dois relacionamentos amorosos do músico na última década. Desde 2010 Wood tenta se manter sóbrio e, finalmente, parou de fumar cigarros no ano passado, logo após o nascimento de suas filhas gêmeas, Gracie Jane e Alice Rose.

Ron Wood tem 70 anos e começou a carreira musical em meio à cena de R&B de Londres, no início dos anos 1960. Após passar como guitarrista por várias bandas de pequena expressão, chegou ao primeiro time como baixista do The Jeff Beck Group, em 1967, ao lado do cantor Rod Stewart e do guitarrista Jeff Beck. A banda lançou dois álbuns de sucesso, mas já encerrou as atividades em 1969, quando Wood e Stewart se uniram aos egressos do Small Faces e nasceu o The Faces, voltando à guitarra e que foi bastante popular na Inglaterra, mas nunca nos EUA.

Por fim, quando o guitarrista Mick Taylor se demitiu dos Rolling Stones, em 1975, Ron Wood foi o escolhido para substituí-lo, permanecendo na banda desde então, ao lado dos fundadores Mick Jagger, Keith Richards e Charles Watts.

Anúncios