A Forbes publicou hoje uma extensa matéria sobre o sucesso de bilheteria de Mulher-Maravilha, mas também adicionou um elemento interessante do futuro da princesa Amazona nas telonas: além de estrelar o vindouro Liga da Justiça em novembro próximo é retornar em 2019 para a sequência de seu filme solo, Diana também estará no filme solo do Flash que, como foi revelado na Comic Con, se chamará Flashpoint, em alusão à saga homônima dos quadrinhos.

Nas HQs, a Mulher-Maravilha tem um papel importante em Flashpoint, assim como Aquaman e Ciborgue. A Forbes noticia que Flashpoint, apesar de ser um filme do Flash, terá a participação de vários outros heróis da DC, provavelmente como a concorrente Marvel fez com Capitão América – Guerra Civil.

Nas HQs, Ponto de Ignição (como foi chamado no Brasil) mostra o Flash tentando voltar no passado para impedir que o Flash Reverso mate sua mãe, mas ao mexer na tecitura do tempo, termina preso em uma realidade alternativa bastante diferente da nossa. Não é claro se o cinema terá a ousadia (ou coragem) de criar uma nova realidade tal qual Os Novos 52 nos quadrinhos.

Por fim, é interessante notar que a Forbes marca o lançamento de Flashpoint para 2020, fazendo com que o filme do velocista escarlate ocupe uma das novas datas de lançamento anunciadas recentemente. Com isso, veremos a Mulher-Maravilha em dois anos seguidos ao mesmo tempo em que a heroína mais icônica de todas passará a ocupar um papel do tipo embaixadora da DC Films, que até agora era ocupado apenas pelo Batman.

Anúncios