Promovendo o painel de Vingadores – Guerra Infinita para a San Diego Comic Com, o ator Mark Ruffalo, que faz Bruce Banner, o Hulk, surpreendeu o entrevistador ao afirmar que todo mundo morre no filme.

Ao lado de Don Cheadle, que faz o coronel James Rhodes, o Máquina de Combate, Ruffalo comentava Thor – Ragnarok, que será lançado em novembro e do qual participa, quando se adiantou e falou sobre a vindoura reunião da equipe, cujo filme chega aos cinemas no ano que vem:

Nós [Hulk e Thor] temos que ir a Asgard e salvar as coisas, mas como na maior parte dos filmes da Marvel, as coisas não terminam bem para os heróis. Vocês não perdem por esperar o que vai acontecer no próximo [Guerra Infinita]: todo mundo morre no fim. [Pausa] Estou em apuros?

Em seguida, Cheadle dá uma represália de leve no companheiro, mas como ambos são excelentes atores, fica difícil saber se estão falando sério ou brincando. É bem provável que Ruffalo esteja apenas zoando o entrevistador.

De qualquer modo, todos Vingadores morrerem em Guerra Infinita não é algo impossível: nas HQs, ao tomar posse da Manopla do Infinito, Thanos elimina metade da população do Universo em apenas um estalar de dedos. No cinema não deve ser tão simples assim, porém, o Titã louco terá poder suficiente para eleminar seus inimigos. 

Também há precedentes na Saga de Korvac, na qual o vilão homônimo mata quase todos os Vingadores – e o modo como voltam à vida não é explicado na edição seguinte. No cinema é possível que Thanos mate os Vingadores e sobre apenas alguém como Homem-Aranha ou Capitã Marvel que irá se contrapor ao vilão em Vingadores 4 e já que a trama envolve as Jóias do Infinito – e possivelmente Hela e o reino dos mortos – alguém encontre uma maneira de ressuscitá-los ao final

Quem sabe?

Anúncios