os mutantes roupas azuis 2
Os Mutantes: discos em vinil.

A gravadora Pollysom está relançando a discografia da seminal banda paulista Os Mutantes em vinil! O conjunto já havia sido lançado por meio da Box Deluxe, mas agora os LPs estão disponíveis à venda separadamente.

Infelizmente, não são realmente todos os discos da banda, pois existem lacunas importantes, já que a coleção apresenta apenas a fase com a cantora Rita Lee. Fazem parte do pacote: Os Mutantes (1968), Mutantes (1969), A Divina Comédia ou Ando Meio Desligado (1970), Jardim Elétrico (1971), Mutantes e Seus Cometas no País dos Baurets (1972), os póstumos Technicolor (1999) e Mande um Abraço para a Velha (2014). São os álbuns do período da Gravadora Pollydor, gravados entre 1968 e 1972.

Cada álbum tem o preço sugerido de R$ 89,00.

Os Mutantes foram uma das bandas mais importantes do rock brasileiro e a única que têm algum tipo de prestígio fora do país que não seja um grupo de metal (como Sepultura e Angra). Surgidos nos estertores da Jovem Guarda, em 1967, a partir da união dos irmãos Arnaldo Baptista e Sérgio Dias (baixo e guitarra) à cantora Rita Lee, os Mutantes se integraram com veemência ao Movimento Tropicalista, escandalizando o grande público com sua mistura de rock e MPB, uso de efeitos sonoros, música psicodélica e apostando sempre no não-ortodoxo, tudo com muito humor. Do sucesso dos Grandes Festivais do fim dos anos 1960 ao mercado dos LPs da década posterior, o grupo virou uma referência importante na música do Brasil.

Na medida em que os anos 1970 entravam, os Mutantes iam reforçando cada vez mais o lado rock de seu som e se aproximando do rock progressivo de bandas como Yes e Jethro Tull, o que levou à saída de Rita Lee em 1973. A banda gravou um disco que foi recusado pela gravadora, o que resultou na saída de Arnaldo Baptista, que seguiu uma carreira solo cultuada. Sérgio Dias seguiu na liderança solitária dos Mutantes, sempre mudando de formação e numa sonoridade totalmente progressiva, até 1978, quando o grupo foi definitivamente dissolvido.

Além dos discos relançados pela Pollysom, a banda lançou outros três pela gravadora Som Livre: O A e o Z (gravado em 1973, rejeitado pela gravadora e lançado apenas em 1992), Tudo Foi Feito pelo Sol (1974) e Mutantes Ao Vivo (1977).

 

Anúncios