civilwar cap looking at the window
Chris Evans como Steve Rogers: adeus está próximo?

O ator Chris Evans é um dos preferidos dos fãs por seu papel como Capitão América em seus filmes solo e nos dos Vingadores. Com os filmes solo do Homem de Ferro no passado distante – o último foi em 2013 – e os de Thor nunca cumprindo as promessas que realizou; coube ao Capitão América manter acessa a tocha dos Vingadores na entressafra dos filmes da equipe. E Evans fez isso muito bem, com os sucessos de o Soldado Invernal e Guerra Civil. Porém, ele mesmo diz: “tudo tem um fim” e deixa claro que partirá para outros rumos após o fim de seu contrato atual, que prevê a participação em Vingadores – Guerra Infinita e sua sequência (o sem título Vingadores 4), que estão sendo filmados concomitantemente este ano.

Em entrevista ao USA Today Evans foi perguntado se continuaria no papel e foi direto:

Eu estaria mentindo se dissesse que não seria difícil para mim [deixar o papel], mas a passagem do tempo e a passagem da tocha é parte da experiência. Nada dura para sempre. Há beleza nessa partida, mesmo que também haja tristeza às vezes. Mas também é alegre. Eu tive uma grande jornada. Os super-heróis são entidades reinventáveis, como Batman e mesmo James Bond. Esses filmes encontrarão novas encarnações e novos modos de contar a história. Eu estou totalmente de acordo com isso. Se eles querem seguir depois de Vingadores 4, é realmente o direito deles. Eu irei embora sem arrependimentos e eternamente grato.

De fato, o presidente do Marvel Studios, Kevin Feige, já declarou antes que os personagens da Marvel são maiores que os atores que os interpretam. Então, apesar do público do cinema gostar de vincular rostos conhecidos aos personagens que amam, é uma prática comum de Hollywood simplesmente substituí-los depois de um tempo. O citado Batman foi vivido por três atores em quatro filmes dentro da mesma continuidade em sua primeira franquia no cinema. James Bond, o 007, foi vivido por seis atores diferentes em 50 anos de franquia, com cinco deles localizados dentro da mesma continuidade – somente o mais recente Daniel Craig representou um reboot na saga. Na própria Marvel, o personagem James Rhodes, o Máquina de Combate, foi vivido por Terence Howard em Homem de Ferro; enquanto Don Cheadle o viveu nos outros dois filmes solo do latinha e em Vingadores – Era de Ultron e Capitão América – Guerra Civil. Mesmo o Hulk foi vivido por Edward Norton em O Incrível Hulk e passou para Mark Ruffulo desde então.

É preciso pensar, portanto, que chegará um momento – não tão longe no futuro – que os Vingadores serão substituídos por atores mais jovens, seja o Homem de Ferro, o Capitão América ou a Viúva Negra.

Chris Evans já deu outras declarações dizendo que estava aberto a continuar vivendo o herói pós-Vingadores 4, mas nunca sabemos se ele mudou de ideia ou está apenas renegociando seu contrato (e pedindo mais dinheiro).

Com certeza, é interesse da Marvel que ele permaneça e, após Vingadores 4, todos os maiores protagonistas precisarão renegociar seus contratos. O mais provável é que alguns permaneçam em seus papeis e outros sigam em frente para ser substituídos. Será Chris Evans um deles?

Anúncios