Novos Guerreiros: Marvel e ABC irão produzir série de TV com a equipe de heróis adolescentes e a Garota Esquilo será a protagonista

Garota Esquilo: personagem popular irá a TV em comédia.

Garota Esquilo: personagem popular irá a TV em comédia.

O site TV Line noticiou que a Marvel Television e o canal ABC irão ampliar a parceria que já desenvolvem com as séries Agents of SHIELD e Agent Carter e irão produzir um novo programa para a TV: uma série com os Novos Guerreiros, heróis adolescentes publicados pelo braço editorial da empresa, a Marvel Comics. Segundo o site, o programa será uma comédia de 30 min. (padrão para os programas de humor da televisão dos EUA) e será protagonizado pela Garota Esquilo, uma heroína que é uma das preferidas dos leitores de quadrinhos dos dias de hoje.

Não há informes sobre quem serão os outros membros da equipe, mas rumores já apontam nomes conhecidos, como Speedball e Justiça.

A Garota Esquilo foi criada pelo escritor Will Murray e teve sua primeira história desenhada pelo lendário Steve Ditko, artista que ajudou na criação de Homem-Aranha e Dr. Estranho, nos anos 1960, ao lado de Stan Lee. A heroína adolescente Doreen Green estreou na revista Marvel Super-Heros (vol. 2) 08, de 1992, numa aventura única. A ideia de Murray era criar uma heroína leve e divertida, para se contrapor à violência e clima sombrio que dominavam as HQs na época.

Garota Esquilo faz uma selfie com X-23.

Garota Esquilo faz uma selfie com X-23.

Pouco depois, o escritor Fabian Nicieza fez planos de incluir a heroína na revista dos Novos Guerreiros, que escrevia há época, mas terminou saindo da Marvel antes de concretizar os planos. Esquecida pela editora e leitores, a personagem ficou mais de dez anos sem ser publicada novamente, até que foi resgatada pelo escritor Dan Slott (atualmente, quem comanda as aventuras do Homem-Aranha) na minissérie cômica dos Vingadores dos Grandes Lagos (Great Leakes Avengers, que são traduzidos no Brasil como Vingadores Centrais), uma equipe humorística de heróis criada por John Byrne na época em que comandava as aventuras dos Vingadores, divididos, então, em duas equipes: a principal (na Costa Leste) e uma secundária, os Vingadores da Costa Oeste. Como piada, surgiram os Vingadores dos Grandes Lagos, região central dos EUA, que abriga estados como Ohio, e faz fronteira com o Canadá. Seus membros eram dotados de poderes bizarros ou inúteis.

Após alguns anos aparecendo esporadicamente em aventuras que contavam com o grupo, a Garota Esquilo migrou para a revista mais séria dos Novos Vingadores, entre 2010 e 2013, não como membro da equipe, mas como babá de Danielle, a filhinha de Luke Cage e Jessica Jones, que faziam parte do grupo. Sua participação secundária serviu para popularizar a personagem.

Por isso, em 2015, a heroína ganhou sua revista própria Squirrel Girl, onde mantém suas características originais de personagem leve, divertida e cheia de humor. Seus poderes são supervelocidade, força sobrehumana e a capacidade de se comunicar com os esquilos, animais que usa como parceiros e ajudantes no combate ao crime e se mostram incrivelmente eficazes. Desde então, a heroína é bastante popular entre os leitores jovens da Marvel e até foi incluída na equipe Novos Vingadores, também reformulada naquele ano.

Os Novos Guerreiros: versão na TV.

Os Novos Guerreiros: versão na TV. Nova, Estrela de Fogo, Radical, Justiça, Speedball e Namorita. 

Os Novos Guerreiros são um grupo de heróis adolescentes, um tipo de versão júnior dos Vingadores, formado por jovens aventureiros que agiam separadamente e se unem por acaso em uma missão. Constituído a partir de personagens já criados anteriormente, o grupo se reuniu na revista The Mighty Thor 411, de 1989, nas mãos do escritor Tom DeFalco e do desenhista Ron Frenz. Já em 1990, a equipe ganhou uma revista própria, The New Warriors, à cargo de Fabian Nicieza (texto) e Mark Bagley (arte), dupla que produziu a mais famosa fase do grupo. Nicieza comandou a revista por 53 edições, e o volume foi cancelado no número 75, de 1996, em meio ao processo de falência da Marvel Comics, que resultou no cancelamento de muitas revistas mensais.

Sem a mesma importância do passado, os Novos Guerreiros voltaram a ser publicados em outras quatro oportunidades, a última em 2014, quando se iniciou a mais recente fase da equipe.

Os membros tradicionais dos Novos Guerreiros (em sua primeira fase) eram: Radical, Estrela de Fogo, Marvel Boy (mais tarde rebatizado de Justiça), Speedball, Namorita e Nova.

About hqrock - Irapuan Peixoto

Doutor em Sociologia, professor universitário, músico e escritor amador. Nascido em 1979, já via quadrinhos antes de aprender a ler. Coleciona revistas desde 1990. É roqueiro de nascença. Toca em bandas de vez em quando, mas está gravando um disco com suas composições.

Posted on 01/09/2016, in Desenhistas, Escritores, Marvel Comics, Revistas, TV. Bookmark the permalink. 4 comentários.

  1. A pergunta que não quer calar e dói só de pensar: se incluírem Justiça neste elenco, ele será mutante ou irão fazer com ele o mesmo que fizeram com ela e tantos outros: torná-lo um inumano ou produto de experimentos bizarros?

    • Pois é, Lucy… Na TV não tem jeito: Justiça não será mutante. É esperar para ver o que vem por aí…

      • Pior não é o que farão com ele na TV, mas nos quadrinhos. Se tirarem o gene X do rapaz estarão maculando uma das principais características da sua personalidade, da sua mitologia. Afinal, foi por ser um mutante que ele sofria abusos do pai. E por conseguinte, isso fez Justiça matá-lo acidentalmente, ser julgado, condenado, preso…

        Bem, levando-se em conta o que fizeram com Wanda e Pietro: o fator mais marcante e relevante dos dois era o fato de ambos serem filhos de Magneto (um dos melhores retcons da Marvel, diga-se de passagem). Era tão bacana que nunca, jamais, a relação conflitante entre pai e filhos foi realmente trabalhada nos quadrinhos. E, em princípio, nunca será. Um baita potencial jogado no lixo.
        Confesso que não vejo mais nada de interessante nos dois gêmeos. Foi como se tivessem retirado toda a cobertura e recheio de um bolo… e a massa que ficou é dura e de gosto duvidoso.

      • Exatamente, Lucy. É isso mesmo o que sinto também. Uma pena mesmo. Acho frustrante esse peleguismo dos quadrinhos de aderirem a tudo o que o cinema mostra… Para quê? Isso sempre existiu, mas a diferença é que antes, a DC Comics deixava um tempo considerável passar para ver se algum elemento do cinema (ou da TV) era realmente bom para ser incorporado aos quadrinhos. A Marvel de hoje já faz imediatamente ou mesmo antes! E nem sabemos se isso irá funcionar inclusive no cinema. É triste mesmo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: