Imagem oficial de Dr. Estranho.
Imagem oficial de Dr. Estranho.

Ontem, a revista Entertainment Weekly revelou a primeira imagem oficial de Dr. Estranho, filme sobre o mago supremo do universo nas histórias em quadrinhos da Marvel Comics que será lançado  em breve, dentro do mesmo universo fictício dos Vingadores, por meio do Marvel Studios e Disney Company, imagem essa que o HQRock divulgou em sua página no Facebook. Agora, a magazine começa a divulgar o material de seu interior, com alguns detalhes sobre o longametragem. O diretor Scott Derrickson, o presidente do Marvel Studios, Kevin Feige e o protagonista Benedict Cumberbatch falam à revista (divulgado via Comic Book Movie).

Primeiramente, Derrickson exalta o aspecto visual do filme que, garante, será totalmente diferente de qualquer outro do gênero:

Psicodelismo em Dr. Estranho.
Psicodelismo em Dr. Estranho.

Eu sempre estive interessado no extremamente ousado visual dos quadrinhos. Eu tenho muita ambição pelos visuais, que estão calcados nos quadrinhos, que os filmes já feitos até agora não têm. E um monte disso vai em direção à arte de [Steve] Ditko e toda aquela loucura dos anos 1960 que vemos nos quadrinhos.

O diretor se refere ao artista Steve Ditko, um dos principais desenhistas da Marvel Comics em seus primeiros tempos. O artista é cocriador do Homem-Aranha e fez importante trabalho na revista do Homem de Ferro, porém, sua arte exuberante no Dr. Estranho marcou toda uma época e influenciou toda uma geração de artistas (e não apenas das HQs, mas da ilustração em geral e até do cinema). O uso de imagens fortes, desconexas e alucinantes, carregadas com cores vivas e berrantes ajudou na criação do movimento psicodélico dos anos 1960.

A arte original de Steve Ditko em Dr. Estranho.
A arte original de Steve Ditko em Dr. Estranho.

É nesse tipo de herança que mira o filme, segundo Kevin Feige:

Quando esta HQ apareceu no início dos anos 1960, foi realmente importante, um modo muito fantástico, com um monte de psicodelismo dos anos 1960 como nós o conhecemos. Stan Lee e, em particular, Steve Ditko, teve tinha um fantástico estilo psicodélico. Não sei se eles estavam fazendo alguma coisa esquisita nos escritórios da Marvel, mas certamente, o material que eles estavam fazendo inspirou todas aquelas pessoas que estavam fazendo experimentos com expansão da mente na época. Então, isto é inerente ao produto. E é nossa missão estabelecer aquele visual para este filme.

É pouquíssimo provável que o escritor Stan Lee (o grande criador do Universo Marvel) e Steve Ditko tenham tido qualquer tipo de experiência psicodélica, ou seja, com substâncias como LSD ou similares. Ao contrário, Ditko é famoso por uma conduta severa e reservada. Porém, criaram um visual estonteante que casou perfeitamente com aqueles que fizeram tais experiências e criaram quadrinhos muito psicodélicos que fizeram sucesso entre os hippies e os universitários dos anos 1960, ajudando a mudar o status quo das histórias em quadrinhos para um tipo de arte mais série e reconhecida.

O típico cenário psicodélico de Steve Ditko nas histórias dos anos 1960.
O típico cenário psicodélico de Steve Ditko nas histórias dos anos 1960.

Ter um filme do Dr. Estranho que mire esses tipo de visual parece ser muito bom. Feige vai mais longe e descreve uma cena entre Stephen Strange e a Anciã, na qual a maga apresenta para ele as várias dimensões que compõem o universo:

A sequência culmina com o que nós, por trás das cenas, nos referimos como a “viagem mágica e misteriosa” [referência à canção/filme psicodélica dos Beatles, Magical Mystery Tour], que literalmente o leva para uma chocante e muito rápida viagem através do multiverso. As imagens só podem ser apenas viajantes, por falta de um termo melhor, como aquelas imagens que Ditko fez no passado. Então, aquilo, esperamos, vai colocar esse filme à parte de qualquer um dos outros filmes.

Para arrematar, Benedict Cumberbatch diz:

Cumberbatch como Strange.
Cumberbatch como Strange.

todo o tipo de loucura [no filme]. Quedas, vôo, pulos, lutas, dar socos, receber socos. É realmente agitar e pular. Há muita loucura foda acontecendo.

As imagens promocionais divulgadas pela EW parecem apontar o caminho certo da Marvel. Outra vez.

Dr. Strange é dirigido por Scott Derrickson (de A Entidade e O Exorcismo de Emily Rose) e tem história de Jon Spaihts (de Prometheus) e roteiro de  C. Robert Cargill.  O elenco tem Benedict Comberbatch (Dr. Stephen Strange), Tilda Swinton (A Anciã), Chiwetel Ejiofor (Barão Mordo),Rachel McAdams (Christine Palmer), Mads Mikkelsen (Dormammu), Michael Stuhlbarg (Dr. Nicodemus West). O lançamento será em 04 de novembro de 2016, dentro da Fase 3 do Marvel Studios.

O Dr. Estranho foi criado por Stan Lee e Steve Ditko (a mesma dupla do Homem-Aranha) em 1963 na revista Strange Tales 110. Sucesso nos anos 1960 em meio aos hippies, por causa de suas histórias psicodélicas, teve histórias memoráveis por escritores como Roy Thomas e Steve Englehart, mas perdeu popularidade com o passar do tempo, embora tenha sido o líder do grupo Os Defensores, criado em 1971. Desde 2007, é membro regular dos Vingadores.

Advertisements