O primeiro poster oficial.
O primeiro poster oficial.

No fim de semana passado, ocorreu no Brasil a Comic-Con Experience em São Paulo e por lá passaram Joe e Anthony Russo, os diretores de Capitão América – Guerra Civil, sequência de Capitão América 2 – O Soldado Invernal e fecho da trilogia das aventuras-solo do herói criado pela Marvel Comics, levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney Company. Entre as várias entrevistas, a dupla comentou a participação de Homem-Aranha e Homem-Formiga no filme.

Sobre o Homem-Aranha, que fará sua reestreia no cinema, agora como parte de um acordo que o divide entre a Marvel e a Sony Pictures, Antonhy Russo foi entrevistado pela revista Super-Interessante:

SI: Há muitos rumores que falam sobre dois ou três uniformes [para o Homem-Aranha] no filme. O que você fala sobre isso?

AR: Bem, fizemos um monte de pesquisa e experimentos com os visuais de cada personagem. Queríamos fazer o mesmo processo com o Homem-Aranha. Sabíamos que ele seria jovem e isso era muito importante para nós, porque queríamos captar essa essência ao personagem, porque ele é alguém único no Universo Marvel. Tom Holland [o ator que viverá o personagem] é um fantástico Homem-Aranha, as pessoas irão amá-lo. Foi um processo muito experimental, colocando-o com os outros atores, especialmente [Robert Downey Jr., o Tony Stark], e tivemos que aprender como funcionaria. E estamos muito felizes com o resultado final. Ainda estamos trabalhando algumas coisas, como o uniforme. Não está pronto ainda porque muito será produzido com efeitos especiais.

O uniforme dourado e vermelho do Homem-Aranha na Guerra Civil dos quadrinhos.
O uniforme dourado e vermelho do Homem-Aranha na Guerra Civil dos quadrinhos.

SI: O filme mostrará o uniforme vermelho e dourado que ficou famoso com a HQ de Guerra Civil?

AR: O filme mostrará uma mistura do que todo mundo está esperando com uma pequena surpresa. Então, bom, isso é tudo o que posso dizer.

A fala do codiretor dá mesmo a entender que eles irão misturar o uniforme clássico do personagem com a armadura dourada e vermelha. Dizer que parte do uniforme será feito com efeitos especiais praticamente é dizer que irão incrementá-lo com alguma coisa: os tentáculos vistos pós-Guerra Civil? Talvez os olhos e a aranha do peito brilhem tal qual a armadura do Homem de Ferro.

O fato do personagem contracenar principalmente com Tony Stark nos dá uma ideia do que irá acontecer: quando o filme começar, o Homem-Aranha já estará na ativa, usando um uniforme improvisado. Então, por causa dos Acordos de Sokovia, Tony Stark irá atrás do vigilante e o recrutará para seu lado, aproveitando para criar um uniforme para ele, que, tendo em vista o ego do cientista, terá as cores do Homem de Ferro. É possível que, ao longo do filme, Peter Parker – que vai ter uns 15 anos de idade – termine discordando das táticas não éticas de Stark e mude de lado, indo auxiliar o Capitão América. É isto o que ocorre na Guerra Civil dos quadrinhos.

Homem-Aranha dividido na Guerra Civil original em quadrinhos.
Homem-Aranha dividido na Guerra Civil original em quadrinhos.

Já durante uma entrevista com o jornal Diário de Pernambuco, Russo afirmou algo curioso: embora a Marvel o tenha alertado para ter um Plano B caso não pudesse usar o Homem-Aranha no filme (cujos direitos pertencem à Sony), eles nunca tiveram um Plano B!

A Sony controla o arco do Homem-Aranha e a Marvel o dos demais Vingadores. Mas quando pensamos em Guerra Civil, sabíamos que tínhamos que trazer o Homem-Aranha. O estúdio disse que tentaria, mas pediu que tivéssemos um plano B. Nunca montamos este segundo plano. Peter Parker tinha de estar presente. Pensamos muito em como reintroduzi-lo no universo Marvel e vamos mostrar uma versão nova dele no filme. Vocês vão ficar muito felizes com o que virá!

No painel da Comic-Con o codiretor também deu alguns detalhes da trama geral:

Eu e meu irmão escolhemos contar histórias complexas, então, adicionamos muitas camadas, pontos de vista. Não temos um lado. Procuramos mostrar como ambos estão certos e errados. O Homem de Ferro se sente culpado pelo aconteceu em Era de Ultron e quer fazer as pazes com o mundo. Por isso, é a favor da proposta do governo de cadastrar e regular os heróis.

O diretor explicou ainda que resolveram fugir dos tons políticos.

A motivação dos personagens é pessoal. A audiência vai decidir. Mas a questão principal é questionar, como eles conseguirão continuar?

Guerra Civil é um filme do Capitão América, insiste o codiretor.
Guerra Civil é um filme do Capitão América, insiste o codiretor.

Russo também insistiu no ponto que Guerra Civil é um filme do Capitão América, apesar da grande quantidade de outros personagens da Marvel. Também acrescentou que este é o filme mais sério da Marvel até hoje, mas que haverá algum tipo de humor.

O filme tem um tom mais sério do que qualquer outro filme da Marvel até agora. E é o processo natural porque você realmente pega esses heróis, que foram amigos e parceiros, um contra o outro. E se vamos fazê-los lutar por um filme inteiro até o fim, então, isso é uma coisa séria, porque eles são pessoas espertas, pessoas que gostamos, não são vilões, são os mocinhos. (…) Ao mesmo tempo, nem todos os personagens do filme tem o mesmo investimento no conflito. Há certos personagens que vêm à história um pouco tarde que não têm a mesma bagagem dos Vingadores em termos do que está acontecendo no filme. Então, não têm aquele tom sombrio do filme, assim, podem ser um pouco mais leves e mais divertidos. Acho que o filme tem um equilíbrio saudável  entre ser muito sério, interessante e com histórias surpreendentes, e um tipo de leveza, diversão e humor. Personagens como Homem-Aranha e Homem-Formiga entram na história mais tarde.

Homem-Formiga serve de alívio cômico.
Homem-Formiga serve de alívio cômico.

Civil War foi publicada como um minissérie em sete partes, entre 2006 e 2007, com roteiro de Mark Millar e arte de Steve McNiven, sendo a história da Marvel mais importante daquela década, mudando o status quo dos personagens por anos.

No filme, uma tragédia fará o Governo dos EUA baixar uma lei que exige o controle dos superhumanos, abrindo um debate acirrado entre o Homem de Ferro (que defenderá a lei) e o Capitão América (que julgará que ela fere dos os direitos civis). O Homem-Aranha terá uma participação importante no filme como alguém que fica dividido entre as duas facções. Além de Tony Stark assumir um papel quase vilanesco, também teremos como vilões o Barão Zemo e Ossos Cruzados. Os personagens dos filmes do Capitão – Soldado Invernal, Falcão, Sharon Carter – e dos outros filmes da Marvel – Viúva Negra, Gavião Arqueiro, Feiticeira Escarlate, Visão, Máquina de Combate e o estreante Pantera Negra – participarão do filme e se dividirão entre as duas facções. Guerra Civil também servirá de “abre-alas” para Vingadores – Guerra Infinita Parte 1 e Parte 2, que estreiam em 2018 e 2019, respectivamente.

Captain America – Civil War tem direção dos irmãos Joe Anthony Russo e roteiro de Christopher Markus e Stephen McFeelyO elenco tem Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Robert Downey Jr.(Tony Stark/ Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/ Viúva Negra),  Sebastian Stan (Bucky Barnes/Soldado Invernal), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão), Frank Grillo (Brock Rumlow/ Ossos Cruzados) Daniel Brühl (Barão Zemo), Emily VanCamp (Sharon Carter/ Agente 13), Jeremy Renner (Clint Barton/ Gavião Arqueiro), Elizabeth Olsen (Wanda Maximoff/ Feiticeira Escarlate), Paul Bettany (Visão), Paul Rudd (Scott Lang/ Homem-Formiga), Don Cheadle (Coronel Jim Rhodes/ Máquina de Combate), Chadwick Boseman (T’Challa/ Pantera Negra), William Hurt (General Thaddeus Ross), Martin Freeman (papel não-revelado), com participação especial de Tom Holland (Peter Parker/ Homem-Aranha) e Hayley Atwell (Peggy Carter). O longametragem é o primeiro da Fase 3 do Universo Marvel nos Cinemas. As filmagens já encerraram e a estreia será em 06 de maio de 2016.

O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941 e foi o maior sucesso dos anos iniciais da Marvel Comics. Após décadas sem ser publicado, foi resgatado para as histórias modernas em Avengers 04, de 1964, por Stan Lee e Jack Kirby, numa história dos Vingadores, grupo que passou a liderar a partir de então.

O Homem-Aranha foi criado por Stan Lee e Steve Ditko em 1962, na revista Amazing Fantasy 15, da Marvel Comics. Ele é publicado até hoje na revista Amazing Spider-Man e outras e também é membro dos Vingadores.

Anúncios