O Radiohead, com Thom Yorke (centro) e Jonny Greenwood (dir.).
O Radiohead, com Thom Yorke (centro) e Jonny Greenwood (dir.).

Uma das mais importantes bandas alternativas das últimas décadas, os britânicos do Radiohead irão lançar novo álbum e sair em turnê em 2016. É o que garantiu o guitarrista do grupo Jonny Greenwood em entrevista à estação russa Silver Radio, segundo diz a Rolling Stone.

A banda vem produzindo o novo álbum lentamente, desde o ano passado, e segundo Greenwood, isso é causado por a banda ter ficado tanto tempo sem se reunir:

Não fazemos nada juntos há bastante tempo, então, conseguir recomeçar toma bastante tempo.

Ele ainda diz que o álbum já está pronto e que eles estão avaliando o que fizeram:

Terminamos as gravações do novo álbum, mas continuamos reavaliando o trabalho que fizemos. Esperamos tê-lo pronto em breve e, depois disso, começaremos a planejar a turnê que acontecerá no ano que vem.

O novo álbum será o sucessor de King of Limbs, de 2011. Desde então, os membros da banda têm se dedicado a projetos paralelos: Greenwood compõe trilhas sonoras para o cinema, enquanto o vocalista Thom Yorke montou a banda Atoms for Peace e lançou um disco solo surpresa no BitTorrent, chamado Tomorrow’s Modern Boxes.

Thom Yorke no Festival de Glastonbury.
Thom Yorke no Festival de Glastonbury.

O Radiohead tem sua origem em 1985, quando estudantes da mesma escola na cidade de Oxford, na Inglaterra, fundaram uma banda chamada On a Friday. O grupinho permaneceu existindo como um hobby de seus membros por algum tempo, mas foi reagrupado em 1991 no intuito de se profissionalizar. Chamando a atenção no circuito indie, a banda assinou contrato com a gravadora EMI, mudou o nome para Radiohead e, após um EP mal-sucedido, atingiu as paradas com seu primeiro álbum, Pablo Honey, de 1993, e o single Creep, tornando-os até mais famosos nos EUA do que em sua terra-natal.

Após incessantes turnês e o risco de ser uma banda “de um sucesso só”, o grupo lançou o EP My Iron Lung, que se notabilizou por um som mais maduro e complexo e ganhou uma grande base de fãs no circuito underground. O disco The Bends, em 1995, estourou em meio ao movimento do Britpop, e a banda legou sucessos como Fake plastic trees e Just.

Em seguida, o lançamento do álbum OK Computer, em 1997, levou a banda pela primeira vez à primeira posição nas paradas britânicas e os transformou em um fenômeno mundial – não tanto de vendas, mas uma das bandas mais aclamadas e influentes de seu tempo. O álbum apareceu nas listas de “melhores do ano” e, também, teria várias aclamações como “o melhor da década”, puxado por grandes canções como Paranoid android, Karma police e No surprises.

Após toda a aclamação, o Radiohead mudou radicalmente sua sonoridade, investindo pesadamente no som de teclados e em uma abordagem mais eletrônica, que rendeu os álbuns Kid A (2000) e Amnesiac (2001), mesclando mais os dois estilos da carreira a partir de Hall to the Thief (2003) e In the Rainbows (2007).

Uma banda de grande qualidade, é sempre interessante ter o Radiohead por perto. Vamos aguardar.

Anúncios