Gambit na arte do brasileiro Ed Benes.
Gambit na arte do brasileiro Ed Benes.

Parece que anda complicada a produção de Gambit, filme solo de um dos membros dos X-Men, a equipe de heróis mutantes da Marvel Comics, levada aos cinemas pela 20th Century Fox. Meses atrás, foi noticiado que o protagonista Channing Tatum quase pulou fora do filme após um adiscussão salarial; e agora, o longametragem perde seu diretor: Rupert Wyatt (de Planeta dos Macacos – A Origem) não irá mais comandar a obra.

Quem deu primeiro a notícia foi o Deadline Hollywood, sem saber os motivos, fato confirmado depois pelo The Hollywood Reporter, que também conversou com o diretor e conseguiu uma confirmação. Segundo o próprio Wyatt, o motivo é o choque de agendas: houve um incremento no orçamento de Gambit (o que, de certo modo, mostra o otimismo da Fox em relação à obra) e isso implicou no adiamento do início das filmagens; e essa mudança levou a um choque de calendário com outro projeto que Wyatt já havia assumido anteriormente.

Bem, é uma pena.

As filmagens de Gambit agora estão marcadas para iniciarem em janeiro de 2016, o que pode mudar a data de lançamento.

Gambit tem roteiro de Josh Zetumer (de Robocop), a partir de uma história escrita por Chris Claremont, o criador do herói nas HQs. O elenco tem até agora Chaning Tatum (Remy LeBeau/ Gambit) e Léa Seydoux (Bella Donna Boudreaux). O lançamento será em 07 de outubro de 2016.

Gambit foi criado por Chris Claremont e Jim Lee na revista Uncanny X-Men 266,de 1990. Ele é um mutante de Nova Orleans, de ascendência francesa, e era um ladrão antes de ingressar nos X-Men. Na década de 1990, Remy LeBeau foi um dos personagens mais populares do time, teve duas minisséries publicadas na época e chegou a ter uma revista solo publicada entre 1999 e 2001, além de algumas outras tentativas posteriores. No cinema, o personagem já apareceu em X-Men Origens – Wolverine, de 2009, interpretado por Taylor Kitsch.

 

Anúncios