Banner oficial de Homem-Formiga.
Homem-Formiga: Marvel acerta em cheio de novo.

Absolutamente desconhecido do grande público e pouco conhecido (ou ignorado) até pelos fãs de quadrinhos, chega aos cinemas Homem-Formiga, filme que adaptará o personagem pouco conhecido da Marvel Comics, que será levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney Company. Onde já vimos esse filme? Ah, sim, foi na época dos Guardiões da Galáxia… Pois bem, o que dizer dessa aposta arriscada da Marvel? Não dá outra: o Marvel Studios acertou de novo. E acertou muito!

Homem-Formiga Marvel sabe o que fazer com personagens pouco conhecisos.
Homem-Formiga Marvel sabe o que fazer com personagens pouco conhecisos.

Arrisco dizer que, tal qual Guardiões da Galáxia, a Marvel fez de seu Homem-Formiga um de seus melhores filmes. E tem todos os ingredientes para repetir o sucesso surpresa da aventura espacial do ano passado.

Homem-Formiga traz uma premissa excelente, um elenco afiadíssimo, ação espetacular, efeitos especiais de tirar o fôlego (sério mesmo!), um roteiro inteligente e humor. Alguns fãs se queixam de que os filmes da Marvel são “engraçadinhos”, mas este não é o caso deste filme. Tal qual Guardiões da Galáxia, Homem-Formiga é uma comédia mesmo! E uma comédia das boas, daquelas que você ri gostosamente na cadeira.

O longa tem sua raiz em Edgar Wright, passando pelas mãos de Adam McKey (que colaborou no roteiro), chegando às mãos do diretor Payton Reed (que surpreende!) e do ator Paul Rudd, que também colaborou no roteiro e vem de uma sólida carreira em comédias e entende do babado. O trio de ladrões que auxilia o personagem Scott Lang ao longo do filme (um caminhão de estereótipos, com um latino, um negro e um europeu oriental) é o melhor exemplo disso: eles são engraçados e se destacam todas as vezes que aparecem.

Paul Rudd: destaque como Scott Lang.
Paul Rudd: destaque como Scott Lang.

Como filme, Homem-Formiga diz logo a que veio. A obra começa rápido, sem tempo para respirar ou começos calmos. Voltamos no tempo até 1989 e vemos um Michael Douglas como um Hank Pym rejuvenescido pela mesma equipe de efeitos especiais que fez Chris Evans como o Steve Rogers magérrimo de Capitão América – O Primeiro Vingador. O resultado é impressionante! A cena envolve uma discussão com a cabeça da SHIELD e você vai se surpreender (ou talvez, não tanto) com quem está nela.

Relação mestre-pupilo é um dos grandes temas do filme.
Relação mestre-pupilo é um dos grandes temas do filme.

Então, chegamos ao presente e somos apresentados a Scott Lang, o verdadeiro herói do filme. A trama é o típico “filme de assalto” típico do cinema dos EUA: Hank Pym e sua filha, Hope Van Dyne, precisam da ajuda de Scott Lang, que é um ladrão de carreira, para roubar uma tecnologia que está prestes a cair em mãos muito erradas.

A trama se desenvolve rápido, mas tudo é bem resolvido numa primeira audiência. As piadas vêm no momento certo e, como já escrito, o filme evolui como uma comédia de ação no melhor sentido do termo. O herói cumpre a sua jornada, mas ela é construída de um modo a não ser rápida demais nem tão fácil. O vilão Darren Cross é o único que não é bem aprofundado, pois é apresentado como um psicopata pura e simples.

Hope Van Dyne: personagem interessante que deve crescer no futuro.
Hope Van Dyne: personagem interessante que deve crescer no futuro.

Outro ponto interessante é que a trama se inclui dentro do Universo Marvel dos Cinemas de um modo muito orgânico, Claro que o público conhece os Vingadores e seus membros, portanto, não é preciso ficar explicando muito. E sim, nomes como Homem de Ferro e Vingadores são ouvidos no filme, mas servem à trama e têm um significado. E sim, um dos Vingadores faz uma participação especial. Não vamos dizer quem, mesmo que nem seja um spoiler de verdade (afinal, alguns comerciais de TV entregaram a cena), mas preferimos manter a surpresa. É outro elemento que serve ao filme e tem um propósito, especialmente na cena pós-créditos.

O vilão Jaqueta Amarela.
O vilão Jaqueta Amarela.

Outro ponto positivo de Homem-Formiga é que ele não é vítima da síndrome do terceiro ato, ou seja, aquela tendência irritante de Hollywood que insiste para que o final dos filmes de ação sejam sempre maiores, grandiosos, épicos, explosivos, barulhentos… Não, o clímax de Homem-Formiga envolve mais do que a luta do herói com o vilão Jaqueta Amarela. A luta em si é muito boa e construída de um modo surpreendente. Jamais se pensou em situar-se uma batalha de super-heróis em um cenário daqueles e funciona muito bem.

Mas além da luta, o clímax ainda guarda uma outra jornada para Scott Lang, algo surpreendente e bonito de ver na tela. Vamos dizer apenas que é uma citação a 2001 – Uma Odisseia no Espaço e mostra como a Marvel é mais ousada do que qualquer outro grande estúdio de Hollywood.

Não bastasse tudo isso, o filme ainda vem carregado de easter eggs para os fãs de quadrinhos, que identificarão uma série de referências que vão desde nomes da indústria dos quadrinhos até personagens do Universo Marvel (e coisas que irão acontecer em breve nos cinemas!).

Por fim, se você gostou dos trailers de Homem-Formiga vá ao cinema sem medo: o longa-metragem é ainda muito melhor! Com este filme, a Marvel atingiu outra nota 10 e mostra que sabe tirar proveito de personagens que não têm o “peso” dos Vingadores ou do Homem de Ferro. É outro tiro certeiro que merece fazer muito sucesso. E provavelmente fará!

Ousamos dizer: Homem-Formiga é melhor do que Vingadores – Era de Ultron.

E não esqueça, ao contrário deste último, Homem-Formiga tem a cena de meio de créditos e uma cena pós-créditos, como manda a tradição. E ao contrário de algumas que andaram aparecendo nos longas mais recentes, as duas cenas têm peso, importância e deixam implicações para os próximos filmes.

Alguém ouviu Guerra Civil aí?

Nos quadrinhos, Hank Pym é um cientista genial que cria partículas especiais que lhe permitem diminuir e aumentar de tamanho, o que lhe leva a usar várias identidades heróicas ao longo do tempo, como Homem-Formiga, Gigante, Golias e Jaqueta Amarela. Membro importante dos Vingadores, Pym é tratado nas histórias como alguém com forte tendências esquizofrênicas, o que o torna bastante instável. Ele foi casado com a também heroína Janet Van Dyne, a Vespa. O fato de Pym usar várias identidades, criou oportunidades para que surgissem sucessores, como Scott Lang como o segundo Homem-Formiga; um vilão com o nome Golias; e uma vilã como o nome Jaqueta Amarela.

O filme Ant-Man é dirigido por Peyton Reed (de Sim Senhor); com história de Edgar Wright e Joe Cornish; roteiro final por Adam McKay e Paul Rudd. O elenco traz Paul Rudd (Scott Lang/ Homem-Formiga II), Michael Douglas (Hank Pym/ Homem-Formiga I), Evangeline Lilly (Hope Van Dyne), Corey Stoll (Darren Cross/ Jaqueta Amarela), John Slaterry (Howard Stark), Hayley Atwell (agente Peggy Carter), além de nomes como Martin DonovanMichael Pena, Bobby Cannavale, Abby Ryder Fortson, Judy Greer, David Dastmalchian, Wood Harris, Gregg Turkington e T.I., em papeis menores. A produção dá início à Fase 3 do Universo Marvel nos Cinemas. A estreia será em 17 de julho de 2015.

O Homem-Formiga foi criado por Stan Lee e Jack Kirby em Tales to Astonish 27, de 1962, e é membro fundador dos Vingadores nos quadrinhos.

Anúncios