O Barão Zemo nos quadrinhos.
O Barão Zemo nos quadrinhos.

Desde o anúncio (e até antes) do ator germano-espanhol Daniel Bruhl contratado como vilão para Capitão América – Guerra Civil, sequência de Capitão América 2 – O Soldado Invernal e fecho da trilogia das aventuras-solo do herói criado pela Marvel Comics, levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney Company, já havia especulações de que seu papel seria do Barão Zemo. Ontem, em uma entrevista, o ator confirmou o fato.

Daniel Brühl será o  Barão Zemo.
Daniel Brühl será o Barão Zemo.

Perguntado pelo jornal The Indepent se ele viveria o Barão Zemo na sequência, o ator riu e disse:

Acho que posso lhe dizer [que sim] sem ir parar na cadeia da Marvel.

O Barão Zemo é um tradicional vilão dentro do universo próprio do Capitão América, embora, verdade seja dita, ele não tem nenhuma ligação com a trama original de Guerra Civil. Talvez, no filme, o vilão ocupe o lugar que, na HQ, é do Caveira Vermelha – que apareceu em Capitão América – O Primeiro Vingador, mas ainda retornou.

Flashback mostra confronto do Capitão com Zemo em Avengers 56, de 1968.
Flashback mostra confronto do Capitão com Zemo em Avengers 56, de 1968.

Nas HQs, na verdade, existem dois Barão Zemo. O original é Heinrich Zemo, o 12º Barão Zemo, um renomado cientista alemão e ferrenho membro do Partido Nazista durante a II Guerra Mundial. Zemo foi um dos principais nomes da inteligência alemã durante a guerra, o que o transformou em um grande oponente do Capitão América no meio do conflito. Zemo criou o raio da morte, uma das maiores armas da Alemanha.

O personagem, entretanto, não existia nas histórias originais do Capitão América publicadas nos anos 1940. Quando trouxeram o herói de volta ao Universo Marvel “moderno”, em Avengers 04, de 1964, Stan Lee e Jack Kirby decidiram criar uma nova cronologia para o personagem, preenchendo sua vida durante a guerra independentemente das velhas histórias. Assim, Zemo é uma figura misteriosa que aparece já naquela primeira edição, fazendo sua estreia oficial em Avengers 06, pela mesma dupla criadora.

Assim, ficou estabelecido que, num confronto com o Capitão América durante a II Guerra, Zemo foi atingido por uma supercola chamada Adesivo X (que ele mesmo havia criado e usava como arma) e sua máscara ficou pregada no seu rosto para sempre, o que lhe fez jurar vingança eterna ao herói. No fim das contas, foi Zemo quem provocou o acidente, em 1945, que resultou na (aparente) morte de Bucky Barnes e no desaparecimento do Capitão América (que ficou congelado no Ártico até os dias atuais, quando foi encontrado pelos Vingadores).

A primeira formação dos Mestres do Terror, liderados pelo Barão Zemo.
A primeira formação dos Mestres do Terror, liderados pelo Barão Zemo.

Nos quadrinhos originais, o Barão Zemo foi o primeiro dos principais vilões dos Vingadores, pois foi ele quem fundou os Mestres do Terror, o primeiro desafio realmente digno dos Vingadores como equipe formada, que apareceram em Avengers 06, de 1964, e voltaram em várias edições seguintes. Mas apesar dessa importância, Zemo terminou morto em Avengers 15, de 1965.

Na revista Captain America 168, em 1973, por Steve Englehart e Sal Buscema, surgiu Helmut Zemo, o filho do vilão, que adotou a identidade de Fênix e tentou vingar a memória do pai contra o herói. Porém, no confronto, Helmut terminou caindo em um grande tonel de Adesivo X, aparentemente morrendo no processo. Não seria o caso. Anos mais tarde, Helmut Zemo se revelou vivo e assumiu a identidade criminosa do pai, como o 13º Barão Zemo, na revista Captain America 275 a 278, de 1983, por J.M DeMatteis e Mike Zeck, numa trama em que sequestra um amigo de infância de Steve Rogers. O vilão voltaria outra vez em meio ao arco de Captain America 290 a 300, em meio a um grande plano do Caveira Vermelha.

 

O segundo Barão Zemo contra os Vingadores.
O segundo Barão Zemo contra os Vingadores.

Com o passar dos anos, a importância do novo Barão Zemo só fez aumentar, sendo ele o responsável por reunir uma nova versão dos Mestres do Terror e promover um ataque devastador aos Vingadores no arco O Cerco, em Avengers 273 a 277, de 1986, por Roger Stern e John Buscema, nesta que é uma das melhores aventuras da equipe em todos os tempos. O Barão Zemo também reuniu outra versão dos Mestres do Terror disfarçados como um grupo de novos heróis na revista Thunderbolts 01, de 1996, numa série de aventuras que fez bastante sucesso.

É difícil antever qual a abordagem que o filme Guerra Civil trará sobre o vilão. Caso tivesse menos personagens e uma trama mais simples, poderia até abordar a relação do Capitão América com os dois Zemos, criando uma situação retrospectiva do herói na guerra e um de seus descendentes no presente.

Caveira Vermelha: ligação com Zemo no cinema?
Caveira Vermelha: ligação com Zemo no cinema?

Mas tendo em vista que Guerra Civil vai abordar a trama dos quadrinhos de mesmo título e que trará um elenco enorme, com vários membros dos Vingadores presentes, não haverá tempo para isso. É mais provável escolherem o segundo Zemo e relacioná-lo à HIDRA nos dias atuais e a Ossos Cruzados, que será o vilão físico do filme.

Nada me tira da cabeça que Guerra Civil ainda criará uma conexão entre o Barão Zemo e o Caveira Vermelha. Talvez até fundindo os dois personagens em um só! Afinal, nas HQs, Ossos Cruzados é um lacaio do Caveira Vermelha e, no contexto do Marvel Studios, qual o sentido de ter mais um vilão alemão com origens na II Guerra Mundial? Se não houver qualquer ligação com a guerra, qual o sentido de Zemo ser alemão? E o personagem deve ser alemão, tendo em vista a própria origem de Daniel Bruhl.

Frank Grillo em O Soldado Invernal e a imagem de Ossos Cruzados publicada por ele.
Frank Grillo em O Soldado Invernal e a imagem de Ossos Cruzados publicada por ele.

Em outra notícia relacionada ao filme Guerra Civil, o ator Frank Grillo tentou despertar a curiosidade dos fãs no Twitter ao afirmar que iria colocar umas cicatrizes no rosto, o que é uma referência à maquiagem para seu personagem, o Ossos Cruzados, que será o grande catalisador da trama inicial de Guerra Civil. Rumores afirmam que o visual do vilão será bastante fiel aos quadrinhos, com o uso de uma máscara/capacete em formato de crânio.

Ossos Cruzados já apareceu em O Soldado Invernal como o agente Brock Rumlow, que é revelado como um agente da HIDRA e que termina o filme com ferimentos gravíssimos e queimaduras por todo o corpo.

Civil War foi publicada como um minissérie em sete partes, entre 2006 e 2007, com roteiro de Mark Millar e arte de Steve McNiven, sendo a história da Marvel mais importante daquela década, mudando o status quo dos personagens por anos.

Captain America – Civil War tem direção dos irmãos Joe Anthony Russo e roteiro de Christopher Markus e Stephen McFeely.O elenco terá Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Robert Downey Jr. (Tony Stark/ Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/ Viúva Negra), Frank Grillo (Brock Rumlow/ Ossos Cruzados) Daniel Brühl (papel não revelado),  Sebastian Stan (Bucky Barnes/Soldado Invernal), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão),  Chadwick Boseman (T’Challa/ Pantera Negra), Emily VanCamp (Sharon Carter/ Agente 13), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Jeremy Renner (Clint Barton/ Gavião Arqueiro), Cobie Smulders (Agente Maria Hill), dentre outros. As filmagens iniciam em abril de 2015. O longametragem será parte da Fase 3 do Universo Marvel nos Cinemas, que deve culminar em Os Vingadores 3 e 4, em 2018 e 2019. As filmagens começam em dez dias e a estreia será em 06 de maio de 2016.

O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941 e foi o maior sucesso dos anos iniciais da Marvel Comics. Após décadas sem ser publicado, foi resgatado para as histórias modernas em Avengers 04, de 1964, por Stan Lee e Jack Kirby, numa história dos Vingadores, grupo que passou a liderar a partir de então.

Anúncios