Herb Trimpe morreu aos 75 anos.
Herb Trimpe morreu aos 75 anos.

Faleceu ontem o artista Herb Trimpe, famoso por seu longevo trabalho na editora Marvel Comics, onde trabalhou com diversos personagens, incluindo uma clássica passagem pelo Hulk, onde foi o primeiro a desenhar uma aventura de Wolverine. A notícia veio da própria página oficial do artista no Facebook, ontem mesmo.

Herbert “Herb” Trimpe nasceu em 1939 em Peekskills, no Estado de Nova York, desde cedo se interessando por arte e desenho. Ele ingressou na Marvel Comics em 1967, como funcionário da redação, porém, logo, começou a fazer arte-final de algumas revistas secundárias e, por fim, passou a desenhá-las.

Seus primeiros trabalhos incluem participações na revista Nick Fury, Agent of SHIELD, em 1969, para em seguida assumir a revista The Incredible Hulk a partir do número 106, de 1968, permanecendo de modo quase ininterrupto por sete anos na revista, até a edição 193, de 1975. Também desenhou várias edições esparsas da revista The Invencible Iron-Man, com as aventuras do Homem de Ferro, desde 1970 até 1976.

A clássica história de Jarella.
A clássica história de Jarella.

Assim, o traço de Trimpe foi “a cara” do Hulk na primeira metade dos anos 1970. Na revista, ele foi o criador visual de dezenas de personagens importantes, como Jim Wilson (edição 131, de 1970), Jarella (edição 140, uma das mais famosas e clássicas aventuras do personagem naquela década) e o Dr. Leonard Samson (edição 141, de 1971). Foi também na longa temporada de Trimpe com o Hulk que Wolverine fez sua estreia nos quadrinhos. Contudo, o futuro x-man mais popular foi criado pelo escritor Len Wen e o desenhista John Romita, que desenha a capa de The Incredible Hulk 181. Ainda assim, Trimpe foi o primeiro a desenhar Wolverine em ação no pequeno arco publicado nas edições 180, 181 e 182.

Em The Incredible Hulk Trimpe trabalhou com vários roteiristas, como Stan Lee, Marie Severin, Roy Thomas, Archie Goodwin, Steve Englehart, Chris Claremont, Gerry Conway e Len Wein.

Após a passagem pelo Hulk, Trimpe se uniu de novo a Chris Claremont, criando a revista Captain Britain, em 1976, com as aventuras do Capitão Britânica, um personagem feito especialmente para o mercado do Reino Unido e publicado pela Marvel UK, a subsidiária inglesa da editora. Foi na edição 08 dessa revista que surgiu a irmã do herói, Bettys Braddock, a Psylocke, que mais tarde se tornaria uma famosa membro dos X-Men nos anos 1990.

A introdução de Leonard Samson em "Incredible Hulk 141".
A introdução de Leonard Samson em “Incredible Hulk 141”.

Trimpe também desenhou a revista The Defenders, em 1980, e em seguida, assumiu Marvel Team-Up, que trazia sempre o Homem-Aranha agindo ao lado de outros heróis da Marvel, as quais desenhou as edições 106 a 118, de 1981 a 1982.

Herb Trimpe não criou Wolverine, mas foi o primeiro a desenhá-lo.
Herb Trimpe não criou Wolverine, mas foi o primeiro a desenhá-lo em uma história.

O desenhista também trabalhou com várias das revistas de produtos licenciados pela Marvel, como o mostro japonês Godzilla e o aventureiro cinematográfico Indiana Jones, mas sua mais marcante produção nesse sentido foi G.I. Joe: A Real American Hero, a revista dos Comandos em Ação, escrita por Larry Hama, na qual desenhou a primeira edição, em 1982, e algumas outras dos primeiros números, terminando por assumir a revista derivada G.I. Joe: Special Missions, que teve 28 edições publicadas entre 1984 e 1989.

G.I. Joe foi outra revista popular assinada por ele.
G.I. Joe foi outra revista popular assinada por ele.

Dali em diante, já com idade avança e “superado” por uma geração mais nova de desenhistas, Trimpe passou a fazer apenas edições especiais, de personagens como Quarteto Fantástico e Capitão América até se desligar da Marvel em 1996. Ele aproveitou a pausa para estudar Arte na Empire State College e manteve-se trabalhando para editoras pequenas, além de uma edição especial de BPRD, a agência especial do universo do personagem Hellboy, da Dark Horse Comics.

Herb Trimpe tinha 75 anos e deixa uma viúva e quatro filhos. A família pediu que, em vez de flores, os fãs doassem fundos para o Hero Iniciative, uma organização não-governamental que cuida de artistas de quadrinhos aposentados e com dificuldades financeiras.

A arte de Trimpe na revista Hulk.
A arte de Trimpe na revista Hulk.

 

 

Anúncios