Gavião Arqueiro em Guerra Civil.
Gavião Arqueiro em Guerra Civil.

O site The Hollywood Reporter confirmou ontem o velho rumor de que o Gavião Arqueiro aparecerá em Capitão América – Guerra Civil, sequência de Capitão América 2 – O Soldado Invernal e fecho da trilogia das aventuras-solo do herói criado pela Marvel Comics, levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney Company. Afinal, o arqueiro dos Vingadores é o único personagem do time que não teve filme-solo ou apareceu com destaque nos filmes dos outros.

A Viúva Negra, por exemplo, apareceu em Homem de Ferro 2 e em O Soldado Invernal, do mesmo modo que Nick Fury.

Sabendo que em Guerra Civil haverá uma cisão ideológica entre o Capitão América e o Homem de Ferro que resultará em um confronto aberto entre os dois ex-aliados, fica a pergunta: de que lado ficará o Gavião Arqueiro?

Nas HQs originais, Clint Barton adere fervorosamente no lado do Capitão América. E esse deve ser o caminho do cinema também, já que o ator Jeremy Renner revelou numa entrevista recente para promover Vingadores – Era de Ultron que Barton não tem tanta ligação emocional com a SHIELD, mas apenas com Nick Fury e Natasha Romanoff.

Capitão América: enfrentando ex-aliados em Guerra Civil.
Capitão América: enfrentando ex-aliados em Guerra Civil.

A adesão oficial do Gavião Arqueiro também parece exibir que todos os Vingadores estarão em Guerra Civil, à exceção (aparente) de Thor e Hulk. É fácil compreender que o deus do trovão não apareça, afinal, ele pode estar em Asgard tendo que lidar com os eventos de seu filme solo: Thor – Ragnarok, que chega aos cinemas em 2017. Mas e o Hulk? Por onde ele andará?

Ainda assim, fica a clara impressão de que Capitão América – Guerra Civil será mesmo Vingadores 2,5. Faça a conta dos personagens que estarão nele: Capitão América, Homem de Ferro, Viúva Negra, Gavião Arqueiro, Nick Fury, Falcão, Soldado Invernal, Pantera Negra e, por último, mas não menos importante, Homem-Aranha (saiba mais aqui). Isso sem contar o apoio de Sharon Carter e Cobie Smulders.

Mas antes de Guerra Civil, veja Vingadores – Era de Ultron, que estreia em 23 de abril próximo.

A trama original de Guerra Civil nos quadrinhos mostra a implantação de uma Lei de Registro de Superseres que obriga os heróis da Marvel a revelarem suas identidades secretas e agirem sob ordens do Governo dos EUA, causando um racha ideológico entre o Capitão América (que discorda da Lei, porque fere os direitos humanos) e o Homem de Ferro (que apoiará a lei e se torna o responsável por implantá-la), que rapidamente evoluirá para um conflito aberto entre os dois ex-aliados. Civil War foi publicada como um minissérie em sete partes, entre 2006 e 2007, com roteiro de Mark Millar e arte de Steve McNiven.

Captain America – Civil War tem direção dos irmãos Joe Anthony Russo e roteiro de Christopher Markus e Stephen McFeely. O elenco terá Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Robert Downey Jr. (Tony Stark/ Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/ Viúva Negra), Frank Grillo (Brock Rumlow/ Ossos Cruzados) Daniel Brühl (papel não revelado),  Sebastian Stan (Bucky Barnes/Soldado Invernal), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão),  Chadwick Boseman (T’Challa/ Pantera Negra), Emily VanCamp (Sharon Carter/ Agente 13), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Jeremy Renner (Clint Barton/ Gavião Arqueiro), Cobie Smulders (Agente Maria Hill), dentre outros. As filmagens iniciam em abril de 2015. O longametragem será parte da Fase 3 do Universo Marvel nos Cinemas, que deve culminar em Os Vingadores 3 e 4, em 2018 e 2019. A estreia será em 06 de maio de 2016.

O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941 e foi o maior sucesso dos anos iniciais da Marvel Comics. Após décadas sem ser publicado, foi resgatado para as histórias modernas em Avengers 04, de 1964, por Stan Lee e Jack Kirby, numa história dos Vingadores, grupo que passou a liderar a partir de então.

Anúncios