REnato Rocha (dir.) na capa do álbum Que País É Este?
REnato Rocha (dir.) na capa do álbum Que País É Este?

O site G1 noticiou mais cedo que Renato Rocha, baixista da primeira formação da banda Legião Urbana, foi encontrado morto em um hotel na praia do Guarujá, em São Paulo.

Rocha tinha 53 anos e apresentou problemas com as drogas recentemente, chegando até a viver como morador de rua há algum tempo – leia aqui no HQRock. Ultimamente, o músico estava recuperado e tinha voltado aos palcos no projeto Urban Legion, que tocava canções de sua ex-banda.

Segundo comunicados da Política Militar e da irmã do músico, Renato foi encontrado já morto encostado à porta do seu quarto de hotel, vítima de uma parada cardíaca.

Ele deixa um casal de filhos e uma neta.

Renato Rocha nasceu em São Cristovão, no Rio de Janeiro, em 1961, mas emigrou para Brasília aos nove anos porque o pai era militar. Na Capital Federal terminou se envolvendo com o nascente movimento punk balizado na região conhecida como Colina, que deu origem a muitas das principais bandas da cidade. Lá, ficou amigo de Renato Russo e de Marcelo Bonfá, que tocavam em bandas diferentes.

Renato Rocha entrou para a Legião Urbana em 1984, às vésperas da banda gravar seu primeiro álbum. Anteriormente, o compositor Renato Russo fazia o baixo, mas ficou impedido após cortar os pulsos em uma tentativa frustrada de suicídio. Rocha tinha um estilo forte de baixo e coassinou algumas canções do grupo, como Mais do mesmo, Ainda é cedo, Daniel na cova dos leões e Quase sem querer.

Rocha tocou baixo nos três primeiros álbuns da banda – Legião Urbana (1985), Dois (1986) e Que País é Este? (1988) – e terminou expulso em 1989, segundo os outros membros, porque estava totalmente desinteressado, faltando ensaios, shows e gravações. Rumores sempre apontaram para um sério envolvimento com drogas.

A Legião Urbana se formou em Brasília em 1982 e lançou seu primeiro disco três anos depois, tornando-se o grupo de maior sucesso (e prestígio) do rock brasileiro em toda a sua história. Liderado pelo cantor e compositor Renato Russo, contava com Dado Villa-Lobos (guitarras) e Marcelo Bonfá (bateria). A banda lançou nove álbuns oficiais de estúdio  e encerrou as atividades por causa da morte de Russo, aos 36 anos, em 1996, em decorrência de complicações causadas pelos vírus HIV.

Anúncios