O Homem-Aranha versus o Capitão América em Guerra Civil nos quadrinhos.
O Homem-Aranha versus o Capitão América em Guerra Civil nos quadrinhos. Arte de Steve McNiven.

Ainda não findaram as revelações advindas dos documentos hackeados da Sony Pictures pelos nortecoreanos e divulgadas na internet. Agora, surgem detalhes sobre o acordo entre eles e a Marvel acerca da (possível) participação do Homem-Aranha em Capitão América – Guerra Civil, sequência de Capitão América 2 – O Soldado Invernal e fecho da trilogia das aventuras-solo do herói criado pela Marvel Comics, levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney Company. O site Comic Book Movie trouxe os detalhes.

Andrew Garfield não será mais Peter Parker.
Andrew Garfield não será mais Peter Parker.

Em primeiro lugar, é preciso dizer que documentos anteriores revelaram que o ator Andrew Garfield está definitivamente dispensado de suas funções. A Sony ficou irritada com declarações do ator sobre a interferência do estúdio como um dos motivos da má recepção de O Espetacular Homem-Aranha 2 – A Ameaça de Electro, além do fato dele ter faltado um jantar com executivos, avisando apenas com uma hora de antecedência sua ausência. Assim, seja lá o que for acontecer daqui para frente (outro reboot parece o mais provável), Garfield está fora!

A armadura estilo Homem de Ferro que o Homem-Aranha usa em Guerra Civil. Arte de Ron Garney.
A armadura estilo Homem de Ferro que o Homem-Aranha usa em Guerra Civil. Arte de Ron Garney.

Agora, vamos às novas informações. Segundo o site, os documentos informam que, caso o aracnídeo aparecesse mesmo em Guerra Civil, a Sony iria financiar 25% do filme, teria o poder de interferir no roteiro (embora especificamente nas partes em que o herói citado aparecia), no uniforme do personagem e na escolha do ator para vivê-lo, que assinaria um contrato de três filmes. O Homem-Aranha também estrelaria Vingadores – Guerra Infinita, Parte 1, em 2018, inclusive, com um papel maior. A Marvel também poderia produzir outro filme baseado no personagem.

Em troca, a Marvel bancaria 25% do futuro próximo filme solo do Homem-Aranha, com a Sony ganhando o direito de usar dois dos principais personagem da franquia para dar continuidade à trama de Guerra Civil dentro do universo particular do personagem. (O que na prática, implica a Sony poder usar o Homem de Ferro e o Capitão América num filme do Aranha).

Fica decidido, também, que Kevin Feige seria o Produtor do filme  e que os executivos da Sony, Avi Arad e Matt Tolmach seriam creditados como Produtores Executivos.

Parece um bom acordo. O que não se sabe é até que ponto ele seguiu adiante, afinal, as filmagens de Guerra Civil se iniciam abril do próximo ano, para lançamento em 2016. Ainda existe o velho rumor (que se não vai acontecer pelo menos foi querido) do Homem-Aranha fazer uma pequeníssima aparição em Vingadores – Era de Ultron, que sai em 2015, mas terá ainda a cena pós-créditos filmada no início do ano que vem. A cena em questão, quase certo, irá mostrar o Capitão América anunciando uma nova formação dos Vingadores, com os novos heróis que irão às telas em breve, como Pantera Negra, Miss Marvel (o Homem-Aranha?) e os novatos apresentados ao longo do filme: Mercúrio, Feiticeira Escarlate e Visão.

Guerra Civil original em quadrinhos.
Guerra Civil original em quadrinhos.

Contudo, já surgiram rumores de que a Marvel seguiu adiante e substituiu o Homem-Aranha pelo Pantera Negra dentro da trama de Guerra Civil. Mas quem sabe?

Mesmo com isso, o aracnídeo ainda poderia aparecer em Vingadores – Guerra Infinita, Parte 1, em 2018.

Fiquem ligados.

Na trama original de Guerra Civil nos quadrinhos, mostra a implantação de uma Lei de Registro de Superseres que obriga os heróis da Marvel a revelarem suas identidades secretas e agirem sob ordens do Governo dos EUA, causando um racha ideológico entre o Capitão América (que discorda da Lei, porque fere os direitos humanos) e o Homem de Ferro (que apoiará a lei e se torna o responsável por implantá-la), que rapidamente evoluirá para um conflito aberto entre os dois ex-aliados. O Homem-Aranha tem um papel fundamental na trama, porque é alguém que adere à Lei, mas depois discorda vigorosamente dos métodos usados pelo Homem de Ferro e torna-se um fora da lei aliado do Capitão América. Civil War foi publicada como um minissérie em sete partes, entre 2006 e 2007, com roteiro de Mark Millar e arte de Steve McNiven.

Captain America Civil War MCU bannerCaptain America – Civil War manterá os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely e a direção dos irmãos Joe Anthony Russo. O elenco terá Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Robert Downey Jr. (Tony Stark/ Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/ Viúva Negra), Frank Grillo (Brock Rumlow/ Ossos Cruzados) Daniel Brühl (papel não revelado),  Sebastian Stan (Bucky Barnes/Soldado Invernal), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão),  Chadwick Boseman (T’Challa/ Pantera Negra), Emily VanCamp (Sharon Carter/ Agente 13), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Cobie Smulders (Agente Maria Hill), dentre outros. As filmagens iniciam em abril de 2015. O longametragem será parte da Fase 3 do Universo Marvel nos Cinemas, que deve culminar em Os Vingadores 3 e 4, em 2018 e 2019. A estreia será em 06 de maio de 2016.

O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941 e foi o maior sucesso dos anos iniciais da Marvel Comics. Após décadas sem ser publicado, foi resgatado para as histórias modernas em Avengers 04, de 1964, por Stan Lee e Jack Kirby, numa história dos Vingadores, grupo que passou a liderar a partir de então.

 

 

Anúncios