A grande arte de Alex Ross para o novo evento.
A grande arte de Alex Ross para o novo evento.

Onde há fumaça, há fogo, já dizia o ditado. Ontem à noite, numa evento em Times Square, em Nova York, a editora norteamericana Marvel Comics anunciou que irá publicar uma nova versão da saga Guerras Secretas, reunindo alguns de seus principais personagens, como Capitão América, Homem de Ferro, Thor, Hulk e Homem-Aranha. Para ilustrar o anúncio, publicou uma arte conceitual do pintor-desenhista Alex Ross com uma grande batalha.

A nova Guerras Secretas (Secret Wars, no original) será uma maxissérie em 12 capítulos, iniciando em maio de 2015, com textos de Jonathan Hickman e arte de Esad Ribic. Como a imagem mostra várias versões diferentes de personagens da Marvel, grandes questões e dúvidas apareceram em relação qual é o conteúdo da nova saga. Sobre isso, no anúncio de ontem à noite, o Porta-Voz Sênior de Publicações da editora, Tom Brevoort, provocou:

Por mais gigantesco que você pense que isso é, eu te asseguro que é maior do que você pensa! É a coisa mais louca com a qual eu já estive envolvido.

Também foi informado que o evento é mais uma forma de comemorar os 75 anos da Marvel Comics, completados este ano, já que a saga irá envolver personagens publicados em todas as épocas da editora. Na imagem também há versões diferentes de vários personagens, como Capitão América, Homem de Ferro, Homem-Aranha e Thor, cada um representado mais de uma vez em diferentes versões. Tendo em vista a forte cronologia do Universo Marvel, o evento irá envolver viagens no tempo.

Entre outros personagens, há alguns bem obscuros.

Arte para a Guerras Secretas original, de 1984.
Arte para a Guerras Secretas original, de 1984.

A primeira Guerra Secretas foi também uma maxissérie em 12 partes publicada entre 1984 e 1985, com roteiro de Jim Shooter (na época também o Editor-Chefe da Marvel) e desenhos de Mike Zeck. O evento era uma grande desculpa para uma linha de brinquedos com bonecos dos personagens, que fez bastante sucesso. A trama de Guerras Secretas era a seguinte: uma entidade extremamente poderosa chamada Beyonder abduzia alguns dos principais heróis heróis e vilões da Terra para se digladiarem em um planeta estranho.

Além de grandes batalhas, Guerras Secretas não tem muito a oferecer, mas deixou algumas consequências: foi lá que o Homem-Aranha adquiriu seu uniforme negro (que mais tarde foi revelado como um simbionte alienígena que se transformou no vilão Venon); bem como também foi a ocasião em que o Coisa decidiu deixar o Quarteto Fantástico, sendo substituído pela Mulher-Hulk, situação que durou alguns anos.

Houve ainda uma Guerras Secretas II, publicada entre 1985 e 1986, na qual o Beyonder vem à Terra e se desenvolveu nas principais revistas da editora, concluindo na revista dos Vingadores.

A nova Guerras Secretas também terá licenciamento em brinquedos, por meio da Hasbro, Hot Topic e Upper Deck.

Sim, mas porque o início com “onde há fumaça, há fogo”? Porque dias atrás correu um boato relacionado aos filmes da Marvel em que poderia haver no futuro próximo um grande filme-evento baseado em uma grande história da editora, dentre as quais Guerras Secretas seria uma candidata. (Leia mais aqui). Os diretores de Capitão América 2 – O Soldado Invernal, Joe e Anthony Russo, já se manifestaram a favor de dirigir um longametragem desse tipo.

Outro ponto interessante é que no cartaz da nova Guerras Secretas não há nenhum personagem relacionado ao Quarteto Fantástico e aos X-Men, reforçando os rumores de que a editora não irá mais promover os personagens relacionados a esse universo, como uma represália ao estúdio de cinema 20th Century Fox, que detém os direitos de adaptação desses personagens. (Leia mais aqui).

 

Anúncios