Roger Waters nos shows de The Wall: filme em festival.
Roger Waters nos shows de The Wall: filme em festival.

O cantor e compositor Roger Waters, antigo líder da banda britânica Pink Floyd, irá lançar no Festival de Cinema de Toronto o filme Roger Waters – The Wall, que captura performances da turnê homônima realizada entre 2011 e 2013 ao redor do mundo. A excursão realizou 219 shows e arrecadou mais de US$ 450 milhões, sendo uma das mais lucrativas da contemporaneidade.

O filme é creditado ao próprio Waters e ao Diretor Criativo da turnê, Sean Evans. Os shows foram marcados por um grande espetáculo visual e cênico, com telões, fogos de artifício, bonecos gigantes, um muro de 15 metros de altura construído ao longo do concerto (para ser demolido no final) e até um avião que se choca contra o muro.

The Wall leva aos palcos o conteúdo do álbum homônimo gravado pela antiga banda de Waters, o Pink Floyd,  e lançado originalmente em 1979, com um grande sucesso. A banda também excursionou com uma parafernália similar, embora ligeiramente mais modesta, por causa da tecnologia da época. O disco é uma ópera-rock que traz a história de um roqueiro que passa por uma grave crise existencial de meia idade, enquanto é atormentado por lembranças do pai morto na guerra; da mãe dominadora; da ex-esposa infiel; dos traumas da infância; e da escola autoritária; o que o leva a ter um colapso nervoso e ficar em estado quase catatônico.

Show de The Wall veio ao Brasil: espetáculo visual.
Show de The Wall veio ao Brasil: espetáculo visual.

Roger Waters criou todo o conceito em torno de The Wall e assina o disco quase sozinho, apenas com contribuições casuais (mesmo que fundamentais) de David Gilmour (o guitarrista do Pink Floyd). A gravação do álbum foi extremamente traumática para a banda, levando ao processo que terminaria com a saída de Waters do grupo em 1985 (enquanto Gilmour seguiria com a banda por mais 11 anos). Saiba mais sobre o disco clicando aqui.

O álbum já rendeu dois filmes: um com atores, Pink Floyd – The Wall, com um musical dirigido por Alan Parker, lançado em 1982; e outro chamado The Wall Live in Berlin, em 1990, na qual Roger Waters reprisou o espetáculo ao vivo de 1980 cercado pelos maiores artistas da época (Scorpions, Bryan Adams, Cindy Lauper e Sineah O’Connor etc.) para comemorar a queda do Muro de Berlin e a unificação da Alemanha.

Na última década, Roger Waters tem se dedicado a revisitar sua obra com o Pink Floyd, já tendo realizado uma turnê sobre o disco Darkside of the Moon (de 1973), em 2007. A turnê de The Wall, porém, foi a mais ousada e grandiosa de todas. À revista Rolling Stone, o compositor reconheceu que jamais fará algo maior:

Eu não posso superar essa turnê. Em primeiro lugar, você tem que aceitar o fato de que não vou viver para sempre… Você apenas tem que aceitar quando faz uma coisa tão enorme quanto esta turnê.

O Pink Floyd na época de The Wall: relações rompidas.
O Pink Floyd na época de The Wall: relações rompidas. Waters, Mason, Wright e Gilmour.

A turnê The Wall iniciou no O2 Arena, em Londres, em maio de 2011; num concerto especial que reuniu o Pink Floyd pela última vez, com as participações do guitarrista David Gilmour e do baterista Nick Mason. E também passou no Brasil em março de 2012 com concertos em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Atualmente, Roger Waters prepara um novo disco solo – o primeiro de rock desde 1992, pois já lançou uma ópera nesse meio tempo – que deve chegar às lojas no ano que vem. Ao mesmo tempo, Gilmour e Mason preparam um novo álbum do Pink Floyd, com gravações realizadas em 1994, mas ainda inéditas.

***

O Pink Floyd surgiu em Londres, em 1965, e se tornou um dos maiores exponentes do Movimento Psicodélico com seu primeiro disco, em 1967. Era formado por Syd Barrett(vocais e guitarra), Roger Waters (baixo e vocais), Richard Wright (teclados e vocais) e Nick Mason (bateria), mas o primeiro foi substituído por David Gilmour em 1968. Depois, a banda se tornou uma das fundadoras do chamado rock progressivo e após anos na cena underground, alçou à categoria de uma das bandas mais populares do planeta pelo sucesso do disco Darkside of the Moon, de 1973. O grupo viveu várias crises nos anos 1980, que resultou na saída de membros, e encerrou as atividades em 1996. Poucas reuniões ocorreram depois disso.

Anúncios