Mark Ruffalo como Bruce Banner.
Mark Ruffalo como Bruce Banner.

O ator Mark Ruffalo deu uma paradinha em seu trabalho em Os Vingadores 2 – A Era de Ultron, a sequência de Os Vingadores, o épico do Marvel Studios que reuniu nos cinemas pela primeira vez a equipe de super-heróis da Marvel Comics formada por Capitão América, Thor, Homem de Ferro e Hulk, para promover seu novo filme, Begin Again, e por isso, está respondendo a muitas questões sobre seu personagem naquele filme, o cientista Dr. Bruce Banner, o Hulk. Como já disse há alguns dias atrás – veja aqui – Ruffalo reforçou a ideia de que a Marvel já começa a esboçar um filme solo do golias verde e dá algumas ideias do que poderia ser esse filme e sua trama.

Em entrevista ao IndieWire, o ator mostrou estar ciente de que o Hulk é um personagem difícil de se adaptar aos cinemas e que é preciso encontrar a história certa:

Se conseguíssemos encontrar uma história atraente o suficiente para manter as pessoas interessadas por duas horas… isso é o essencial. É algo difícil de conseguir e eu sei disso. Acho mais complicado do que os outros super-heróis, porque você tem um cara que, essencialmente, não quer estar lá fazendo as coisas que você quer que ele faça mais do que qualquer coisa, Então, pode ser frustrante para a audiência.

Hulk: difícil de adaptar.
Hulk: difícil de adaptar.

Em seguida, Ruffalo comentou como isso está sendo contornado em A Era de Ultron:

Acho que é o que Joss [Whedon] está tentando fazer [contornar], então, estamos estabelecendo um novo padrão naquele relacionamento [citado acima]. Com a nova tecnologia, há um monte de coisas a fazer com o Hulk e suas coisas que não fizemos antes, e isso é muito animador.

Por fim, o ator revela o que, para ele, é o caminho a ser explorado no futuro com o Hulk, o que inclui um filme solo:

Então, podemos ter um balanço dos dois: estou descobrindo que o relacionamento entre Banner e o Hulk e entre o Hulk e Banner é igualmente interessante. Vem sendo explorado nos quadrinhos, mas nunca nos filmes. É sempre sobre o relacionamento de Banner, esse tipo de nódulo, esta coisa muito bidimensional. Mas há também algo muito interessante sobre o relacionamento do Hulk com Banner: a única coisa que assusta o Hulk é Banner. Não é algo grande, assustador e imenso… é este homem frágil. E é terrível para ele e isto o enerva. É um tipo de relacionamento muito interessante que ninguém ainda explorou [nos cinemas]. Acho que este seria um lugar muito interessante para irmos. Isto prenderia a atenção das pessoas.

Capa da versão brasileira de Planeta Hulk, da Panini.
Capa da versão brasileira de Planeta Hulk, da Panini.

De fato, Mark Ruffalo tem razão! Seria uma ótima maneira de explorar o personagem de um modo diferente do que foi feito em Hulk, de Ang Lee, em 2003 (pela Universal Pictures) e O Incrível Hulk, de Louis Leterrier, em 2008 (do Marvel Studios). Lembrando que, diferentemente de todas as suas versões no cinema, o Hulk nas HQs guarda certa inteligência, o que torna sua relação com Banner bem complexa. Algo que foi explorado com maestria na clássica fase do escritor Peter David à frente do personagem, ao longo dos anos 1990. (Saiba mais aqui). Entretanto, a trama sugerida por Ruffalo não seria baseada nos arcos de histórias mais famosas do gigante esmeralda na atualidade: Planeta Hulk eHulk Contra o Mundo. As duas sagas são constantemente citadas por fãs e sites quando se fala em um novo filme do personagem.

Aos neófitos: Planeta Hulk é uma longa saga publicada na revista Incredible Hulk (vol 3) 92 a 105, em 2006, na qual o escritor Greg Pak e o desenhista Carlos Pagulayan, contam uma trama na qual o Hulk é banido da Terra e enviado ao espaço em uma nave espacial sem destino. Caindo no distante planeta Sakaar, o gigante verde é vendido como escravo e passa a ser usado como um gladiador em arenas para divertir a população e o Rei Vermelho que lidera o planeta. Ao melhor estilo Spartacus, porém, o Hulk termina liderando uma rebelião e consegue destronar o déspota e reestabelecer a paz. Todavia, no final, a nave na qual chegou explode e destrói Sakaar, matando praticamente todos os seus habitantes.

Hulk Contra o Mundo por John Romita Jr.: sonho nerd.
Hulk Contra o Mundo por John Romita Jr.: sonho nerd.

Vem então a sequência: Hulk Contra o Mundo (World War Hulk, no original), uma minissérie em sete partes publicada em 2007, com textos de Greg Pak e desenhos de John Romita Jr., na qual o golias esmeralda retorna à Terra para se vingar daqueles que julga culpados pela tragédia: nomes como o Homem de Ferro, o Sr. Fantástico, Charles Xavier e Dr. Estranho. É um grande quebra pau entre o Hulk e os outros heróis da Marvel.

Apesar de empolgar os fãs, de fato, essas são histórias calcadas no Hulk e não tem praticamente nenhum espaço para Bruce Banner. E no cinema, só faz sentido ter um ator talentoso como Mark Ruffalo para interpretá-lo se houver espaço para Bruce Banner. Em uma entrevista anterior, ao ser questionado sobre essa possibilidade – de adaptar uma dessas histórias – Ruffalo foi nessa linha: “Tem ter uma coisa mais calcada em Bruce Banner”.

Arte conceitual de A Era de Ultron: rumores sobre o fim do filme.
Arte conceitual de A Era de Ultron: rumores sobre o fim do filme.

Por fim, saindo dos comentários do ator e indo para o nebuloso campo dos rumores, ganhou força um possível spoiler sobre o fim de A Era de Ultron que irá determinar os rumos futuros do Hulk no cinema. O respeitável site HitFix diz que no fim do filme, após ajudar de maneira decisiva os Vingadores a derrotar Ultron, o Hulk terminaria preso dentro de um Quinjet (o jato da equipe), que decolaria rumo ao espaço sideral e Banner não conseguiria desprogramar o jato, de modo que terminaria perdido no espaço.

Esse seria o mote para que o Hulk encontrasse os Guardiões da Galáxia, no espaço, no segundo filme da equipe, que viria na Fase 3 do Marvel Studios, e seria, por sua vez, a ponte para que os Guardiões da Galáxia e os Vingadores se unissem em Os Vingadores 3 para derrotar Thanos.

Entretanto, esse é um caminho muito estranho para realizar isso, o que enfraquece esse rumor. Afinal, há dois problemas graves aí: primeiro (e mais óbvio) é o fato de que jamais um Quinjet poderia conter o Hulk, que o destruiria com grande facilidade; segundo, a estranha incapacidade do gênio de Bruce Banner não conseguir reverter a programação do jato.

Thanos: presente em Guardiões da Galáxia e em Os Vingadores - A Era de Ultron.
Thanos: presente em Guardiões da Galáxia e em Os Vingadores – A Era de Ultron.

Além disso, não é necessário um contorno tão grande – lançar o Hulk perdido no espaço – para promover uma união dos Vingadores com os Guardiões da Galáxia, já que Thanos é motivo o suficiente para isso sozinho. O vilão já tem interesse pela Terra – ele já aparece em Os Vingadores – e as tramas de Guardiões da Galáxia e Os Vingadores – A Era de Ultron, com certeza, criarão ganchos que atrairão o titã louco à Terra para cruzar o caminho diretamente com nossos heróis. Um deles é o Cetro de Loki, a arma que este vilão usa em Os Vingadores, e que já sabemos pertencia a Thanos (o próprio filme diz isso), e a cena pós-créditos de Capitão América 2 – O Soldado Invernal já revelou que o cetro está nas mãos da HIDRA, que terá papel fundamental em A Era de Ultron.

Inclusive, os rumores (fortes) são de que Thanos terá uma presença considerável já em A Era de Ultron, agindo nos bastidores. Um rumor afirma até que o tempo de tela de Thanos em Os Vingadores 2 é mesmo maior do que em Guardiões da Galáxia.

Então, lançar o Hulk ao espaço – fazendo uma conexão temática óbvia com Planeta Hulk, mas não adaptando essa história – parece uma volta muito grande para atingir um objetivo que já se pode vislumbrar no horizonte sem isso.

***

Os Vingadores – A Era de Ultron será o fechamento da chamada Fase 2 do Marvel Studios, que se desenvolve em Homem de Ferro 3, Thor – O Mundo Sombrio, Capitão América – O Soldado Invernal e Guardiões da Galáxia. O filme envolverá a ameaça da inteligência artificial Ultron, um dos maiores vilões dos quadrinhos, que constrói para si um corpo robótico indestrutível e quer simplesmente eliminar a humanidade.  A trama envolverá a dificuldade dos Vingadores existirem como equipe, que é potencializada pela chegada dos irmãos Feiticeira Escarlate e Mercúrio, que pelo menos no início não serão muito amigáveis. Além de Ultron, também estará presente a organização terrorista HIDRA e seu líder, o Barão Von Strucker. O supervilão Thanos, que já apareceu brevemente no primeiro filme, também deve aparecer nas sombras, movendo a trama em direção ao fecho da trilogia.

Avengers – Age of Ultron é escrito e dirigido por Joss Whedon. O elenco reúne Robert Downey Jr. (Tony Stark/Homem de Ferro), Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Chris Hemsworth (Thor), Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/Viúva Negra), Jeremy Renner (Clint Barton/Gavião Arqueiro), Elizabeth Olsen (Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate), Aaron Taylor-Johnson (Pietro Maximoff/Mercúrio), James Spader (Ultron), Don Cheadle (Coronel James Rhodes), Cobie Smulder (Agente Maria Hill), Thomas Krestschmann (Barão Wolfgan Von Strucker), Paul Bettany (JARVIS/ Visão) e Kim Soo Hyun (papel não-revelado), com participações especiais de Josh Brolin (Thanos), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão) e Hayley Atwell (Peggy Carter). As filmagens já passaram pela África do Sul, Itália e Coreia do Sul, estando agora na Grã-Bretanha, onde ocorrerão as filmagens principais. O lançamento será em 1º de maio de 2015, nos EUA.

Os Vingadores surgiram em 1963, criados por Stan Lee e Jack Kirby, publicados em The Avengers 01, reunindo personagens já criados previamente. Mais importante supergrupo da Marvel Comics, fazer parte da equipe significa ter um status diferenciado de importância no Universo da editora.

O Incrível Hulk foi criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1962, estreando na revista The Incredible Hulk 01. O personagem já teve vários desenhos animados, uma série para a TV com atores e dois filmes para o cinema. Nos quadrinhos, é membro fundador dos Vingadores e também dos Defensores.

Anúncios