O Hulk na coloração cinza de "The Incredible Hulk 01", de 1962, por Stan Lee e Jack Kirby.
O Hulk na coloração cinza de “The Incredible Hulk 01”, de 1962, por Stan Lee e Jack Kirby.

A casa de leilões especializada em revistas raras, ComicConnect, vendeu um exemplar de The Incredible Hulk 01 no valor recorde de US$ 320 mil, o mais alto valor já pago por exemplar desta edição.

The Incredible Hulk 01 traz a primeira aparição do golias verde, publicada originalmente em 1962, com texto de Stan Lee e arte de Jack Kirby. A revista é importante por três motivos. Em primeiro lugar, é a estreia de um dos personagens mais populares da Marvel até hoje, um monstro que já estrelou dois filmes para o cinema (em 2003 e 2008) e foi um dos grandes destaques de Os Vingadores, filme que é a terceira maior bilheteria de todos os tempos.

Em segundo lugar, a revista foi a segunda empreitada de Lee Kirby na criação de um novo universo de heróis, que foi iniciado apenas alguns meses antes com a revista Fantastic Four, estrelada pelo Quarteto Fantástico. Por fim, outro aspecto que confere valor à revista é um detalhe editorial curioso: o Hulk aparece cinza (e não verde) na capa e na história.

O Hulk em ação em Os Vingadores: uma das melhores coisas do filme.
O Hulk em ação em Os Vingadores: uma das melhores coisas do filme.

Entra em cena uma pequena história: quando Stan Lee e Jack Kirby criaram o Hulk, imaginaram o monstro na cor cinza, porque passava uma ideia maior de terror. Contudo, a Marvel Comics era então uma empresa minúscula e terceirizava sua gráfica. Assim, quando chegaram as cópias de The Incredible Hulk 01 prontas, Lee (que também era o Editor-Chefe) percebeu que a gráfica não conseguiu manter a qualidade nem estabilidade na coloração, já que a tonalidade cinza era difícil de se conseguir naqueles tempos. Por isso, a revista trazia a cor do Hulk variando entre cinzas claros e escuros, preto e outras aberrações como vermelho e verde! Tendo em vista que a cor verde era barata e abundante nas gráficas dos EUA, Sten Lee optou pela cor verde para a segunda edição e o Hulk se transformou, desde então, no golias verde ou no gigante esmeralda.

As reimpressões posteriores de The Incredible Hulk 01 corrigiram o “defeito” e o Hulk passou a aparecer verde nela também. Isso até 1985, quando o escritor e desenhista John Byrne (a maior estrela dos quadrinhos da época) assumiu a revista The Incredible Hulk (então em seu segundo volume e número 314) e criou uma história em que Bruce Banner explica que o Hulk surgiu cinza e foi ficando gradativamente verde com o passar dos primeiros meses, incorporando à cronologia do personagem o defeito editorial de sua origem.

O Hulk cinza na arte de Todd McFarlane, em 1988.
O Hulk cinza na arte de Todd McFarlane, em 1988.

Não demorou muito e a Marvel terminou fazendo o Hulk deixar de ser verde e “voltar” a ser cinza, condição que manteve por alguns anos até a primeira metade dos anos 1990.

Retornando à The Incredible Hulk 01 leiloada, a edição comercializada tem a classificação de 9,2 (numa tabela que vai até 10) e é uma das quatro existentes nesta condição. Existe apenas um exemplar da revista com a classificação maior do que esta: uma com nota 9,4.

Desde que os personagens dos quadrinhos começaram a fazer muito sucesso no cinema, o preço das revistas originais têm aumentado bastante. Para se ter uma ideia, a mesma The Incredible Hulk 01, de 9,2, comercializada em 2009 foi arrematada na época por US$ 125 mil, menos da metade dos 320 mil de agora.

Em termos de leilões, o maior valor alçado por uma revista da Marvel foi de um exemplar 9,6 de Amazing Fantasy 15, de 1962, revista que traz a primeira aparição do Homem-Aranha em uma de suas histórias, que foi vendida por US$ 1,1 milhões em 2011.

A revista The Incredible Hulk original teve apenas seis edições, publicadas entre 1962 e 1963, sendo cancelada por vendas baixas. O Hulk passou a ser publicado na revista Avengers (dos Vingadores) e depois voltou a ter aventuras solo em Tales to Astonish, em 1966. O sucesso dessas novas aventuras fizeram esta última revista mudar de título para The Incredible Hulk, em 1968, a partir da edição 100, mas mantendo a numeração anterior.

O Incrível Hulk foi criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1962, estreando na revista The Incredible Hulk 01. O personagem já teve vários desenhos animados, uma série para a TV com atores e dois filmes para o cinema. Nos quadrinhos, é membro fundador dos Vingadores e também dos Defensores.

 

Anúncios