Derivado de Homem-Aranha, Venom será Censura 18 anos e pode dar origem a universo próprio

venom 2010 visual

Venom: censura 18 anos.

Pouco tempo após ser oficialmente anunciado (veja aqui), o filme Venom ganha novidades. E elas são confusas e surpreendentes. Em primeiro lugar, o filme focado no famoso vilão das histórias do Homem-Aranha será um filme Censura 18 anos, aproveitando a febre causada pelo surpreendente sucesso de Deadpool e mantida com Logan (ambos personagens da Marvel Comics levados ao cinema pela 20th Century Fox). Isto até já era esperado. A surpresa é que a Sony Pictures parece ter interesse em desenvolver todo um Universo Cinematográfico em torno dos personagens (heróis e vilões) do universo do Homem-Aranha (cujos direitos cinematográficos possuem) sem que aqueles estejam envolvidos com o herói aracnídeo.

 

Em suma: um universo do Homem-Aranha, mas sem o Homem-Aranha!!!!

Isso dá a entender que o mesmo acontecerá com o também anunciado filme da Gata Negra com Silver Sable (veja aqui), outras duas vilãs-heroínas ligadas ao teioso.

É algo perturbador e precisamos ver como isso irá se desenvolver em breve.

Venom tem estreia marcada para 05 de outubro de 2018 e as filmagens devem ocorrem no segundo semestre deste ano. O anúncio descreve o filme como uma ficção científica de terror.

Saiba os detalhes do trailer de Liga da Justiça

justiceleague movie second poster team

Liga da Justiça: trailer ótimo.

Ontem, a Warner Bros. e a DC Comics lançaram o primeiro trailer oficial de Liga da Justiça (você não viu na Página do Facebook do HQRock?) e agora vamos explorar alguns detalhes do vídeo. (Se não viu ainda, tá aí embaixo).

O vídeo inicia com Bruce Wayne em uma terra distante, isolada e fria, o que sugere os países nórdicos. Ou o Alasca. Cavalgando e entre a neve, ele vê uma cidadezinha costeira. É lá onde vai encontrar Arthur Cury, o Aquaman. 

justice-league-movie-aquaman-in-civil-dress

Aquaman tem destaque no vídeo.

Em seguida, vemos o Dr. Elias Stone (o pai de Victor Stone, o Ciborgue) em sua casa vendo a Caixa Materna se manifestar. Atrás dele, surge um Parademônio, um dos soldados de Apokolips. Não fica claro se a cena é um flashback, pois nos quadrinhos de Os Novos 52 (a mais recente versão da origem da Liga da Justiça), o cientista é morto na explosão que funde seu filho com a tecnologia alienígena. Vimos a explosão em Batman vs. Superman – A Origem da Justiça, mas nada claro sobre se ele morreu ou não.

Diana Prince (a Mulher-Maravilha) diz a Bruce Wayne que a ameaça que esperam não “está vindo”, mas já está presente. O que deve ser o passo inicial para ele recrutar os membros restantes da Liga. O uso da barba nas cenas com o Aquaman sugere que o encontro entre eles se dá antes dessa cena com a Mulher-Maravilha, até porque no teaser trailer lançado anteriormente, há outra parte desta cena na qual a heroína pergunta se o Aquaman topou se juntar a eles e Wayne diz que não. Então, não duvide de encontro entre Wayne e Aquaman ser a segunda cena do filme.

justice league new 52 by jim lee complete image white background

Liga da Justiça dos Novos 52: influência para o filme. Arte de Jim Lee.

Para quem perguntou, a primeira cena do filme deve ser um flashback da Antiguidade, com uma guerra de humanos, Amazonas e Atlantes contra as forças de Apokolips, pela posse das Caixas Maternas. No trailer vemos um corte dessa cena, com as Amazonas cavalgando em uma guerra.

A seguir, o trailer mostra a apresentação dos personagens. Aquaman primeiro entre um turbilhão de água. Depois, Ciborgue salvando um policial de um carro voador em chamas (?) e o encontro entre Bruce Wayne e Barry Allen, cuja maior parte também já vimos no teaser lançado antes. O encontro é cortado com cenas de ação do Flash (num efeito muito bonito, no qual ele produz raios brancos quando se movimenta, diferente da cor amarela dos quadrinhos).

justice-league-movie bruce wayne attack barry allen

Bruce Wayne “ataca” Barry Allen na cena do encontro entre Batman e Flash.

Quando Barry Allen diz que Bruce Wayne é o Batman, o homem-morcego finalmente é visto em ação, numa boa sequência de ação na qual o herói se balança em um corda até o chão e atinge um Parademônio com uma bomba.

A equipe aparece unida pela primeira vez, com os rostos dos cinco heróis apresentados: Batman, Mulher-Maravilha, Ciborgue, Flash e Aquaman; seguindo pequenos cortes de ação de Flash, Aquaman e Flash todos contra Parademônios e a Mulher-Maravilha contra bandidos engravatados. Alguns já especulam que esses criminosos podem ser a ponte para Lex Luthor no filme. A presença desse vilão é quase certa, embora talvez com um papel bem menor.

wonder-woman-movie-trailer-diana-in-the-woods

A Mulher-Maravilha tem vários momentos de luta.

Bruce Wayne e Barry Allen entram no batmóvel e o segundo pergunta: “Qual é o seu poder mesmo?”, e Batman responde: “Eu sou rico”, evidenciando o tom mais humorado do filme.

Ao som de uma versão pesada de Come Together (originalmente dos Beatles), vemos a primeira aparição do The Crawler, um novo veículo do Batman, que tem pernas mecânicas para escalada. O veículo parece lutar contra Parademônios, enquanto também o faz a Mulher-Maravilha e o Aquaman combate uma grande onda de água (?).

justice-league-movie-mera-first-image

Mera também aparece.

Então, trailer mostra mais do que está ao redor dos heróis. Vemos Mera (a esposa de Aquaman) no reino submerso de Atlântida e Barry Allen visitando seu pai na prisão. Não sabemos quanto o filme será fiel aos quadrinhos, então, não sabemos se Mera já é casada ou namorada de Aquaman durante os eventos do longametragem. No que toca ao Flash, o filme explorará a mesma origem das HQs, na qual o pai dele é preso injustamente (talvez, pela morte da mãe do herói). Essa mesma situação já foi explorada na série de TV do Flash, então, pode ser modificada para o filme.

justiceleague-movie-batman-with-new-tatical-suit

Batman e seu novo uniforme tático.

O Batman aparece no batmóvel disparando contra os Parademônios e usando seu novo uniforme tático, o que sugere que é uma cena mais próxima do final do filme. O Aquaman parece estar ao lado dele e, depois, vemos o mestre dos mares também usando seu tridente contra os monstros e desviando de um machado cheio de energia. Isso parece ser a arma de Lobo da Estepe (ou Steppenwolf), que é oficialmente o vilão do filme, embora ainda não apareça. O vilão usa esse armamento nas HQs.

Lois Lane aparece rapidamente, deslumbrada com algo.

Aquaman, Mulher-Maravilha e Flash pousam em uma estrutura alienígena, que parece ser um tipo de base para os Parademônios (e o Lobo da Estepe?).

justice-league-movie-aquaman-wonder-woman-and-cyborg

Aquaman, Mulher-Maravilha e Ciborgue na base dos aliens?

O Comissário Gordon faz sua primeira aparição no topo do prédio da Chefatura da Polícia de Gotham City, com o batsinal (!), conversando com Batman (e a Mulher-Maravilha desfocada no fundo), com o policial falando da instabilidade da equipe, enquanto o Aquaman aparece e Batman diz que a união pode ser temporária, em outro momento de humor. A cena sugere que é apenas nesse momento que o mestre dos mares se une ao time. (Ele recusa o convite, lembram?). Provavelmente, no início, apenas Batman, Mulher-Maravilha, Flash e Ciborgue vão iniciar a luta, e há imagens que sugerem isso.

Depois, Batman está de novo no batmóvel, mas sem a roupa tática e sim com o uniforme normal, e o veículo está sem sua capota, com Aquaman dependurado em cima, saltando para o ar e se batendo contra os Parademônios.

justiceleague movie first poster team 2

A Liga unida no poster. Cadê o Superman?

O trailer exibe imagens sensacionais, com um visual muito bonito, focado nas tonalidades cinza, branco e azul escuro. O clima visual continua sombrio como Batman vs. Superman, mas parece “menos pesado” do que o outro. O diretor explora como nunca seu talento para bons ângulos de ação e poses estilosas, o que funciona. Por outro lado, há um claro investimento no humor, o que dá leveza ao vídeo.

Até agora, a crítica elogiou o trailer e mais ainda a leveza trazida pelo humor. Todos lembram que a maior crítica a A Origem da Justiça era justamente ao clima sombrio e pesado do filme. A Warner ouviu as reclamações e adotou um tom mais leve. Sem dúvidas, a estratégia os aproxima dos produtos do Marvel Studios, seu maior concorrente, que apesar do tom mais soturno de algumas produções – notadamente Capitão América – O Soldado Invernal – consegue equilibrar com pitadas (mais ou menos a depender do caso) de humor e piadinhas. A crítica parece gostar e se acostumou. Alguns dos fãs da DC Comics não gostaram e denunciam a “marvelização” da DC no cinema.

Por fim, é interessante notar a completa ausência do Superman no vídeo. O homem de aço terminou A Origem da Justiça morto, mas todos sabem que ele vai voltar em Liga da Justiça: as primeiras imagens até trazem o herói ao lado da equipe. O que não está claro é como isso vai acontecer, mas todos supõem que será apenas no fim do filme, como um reforço para derrotar as forças do mal. Mas provavelmente, até o lançamento do longa em novembro, a Warner vai tentar fazer “suspense” com a presença do herói, fazendo de conta que todos esqueceram que ele vai aparecer também.

db3a6-justiceleague-movie-first-poster-team

O primeiríssimo poster de Liga da Justiça já tinha o Superman.

 

Marvel reúne heróis mortos com seus sucessores em nova saga nos quadrinhos

marvel-generations poster by alex ross

Poster de Generations com arte pintada de Alex Ross.

A editora Marvel Comics anunciou a saga Generations, na qual irá reunir seus heróis mortos ou modificados com seus sucessores, numa série de edições focadas em cada dupla de personagens: Capitão América (Steve Rogers e Sam Wilson), Homem de Ferro (Tony Stark e Riri Williams), Homem-Aranha (Peter Parker e Miles Morales), Thor (Odinson e Jane Foster), Hulk (Bruce Banner e Amadeus Cho), Gavião Arqueiro (Clint Barton e Kate Bishop), Capitão Marvel (Mar-Vell e Carol Danvers),  Miss Marvel (Carol Danvers e Kamala Khan), Jean Grey (adulta e adolescente) e Wolverine (Logan e X-23).

 

Cada dupla terá uma edição para si produzida por uma equipe criativa distinta. Os desenhistas ainda não foram anunciados, mas entre os roteiristas estão nomes como Brian Michael Bendis, Jason Aaron, Greg Pak e Nick Spencer. 

O editor-chefe da Marvel, Alex Alonso, falou sobre o projeto à ABC e disse que a história não se trata de realidades alternativas, de viagens no tempo ou de reboots, mas que apesar de lidar com personagens que estão atualmente mortos na cronologia da Marvel – como Mar-Vell, Bruce Banner, Logan e Jean Grey – e outros em situações não-padrão (como Steve Rogers que está atualmente agindo como um vilão aliado da HIDRA por causa do controle mental de um outro vilão [nem pergunte…]) as tramas farão sentido.

É interessante imaginar como…

Star Wars – Os Últimos Jedi não sofreu alterações por causa da morte de Carrie Fisher, diz CEO da Disney. Também dá importantes informes sobre o filme de Han Solo

star-wars-force-awakens-leia-in-the-base

Carrie Fisher como Leia Organa em O Despertar da Força.

Durante uma conferência num evento chamado Scale: The Future of Tech and Entertainment, o CEO da Disney, Bob Iger, falou sobre Star Wars – Os Últimos Jedi, o Episódio VIII da saga, que estreia este ano, em dezembro, deixando claro que não houve alterações no filme por causa da morte de Carrie Fisher, atriz que interpretou a General Leia Organa, ocorrida em dezembro último, vítima de um ataque cardíaco súbito.

Segundo o The Hollywood Reporter, sua fala foi a seguinte:

Quando compramos a LucasFilm, íamos fazer três filmes: os Episódios VII, VIII e IX. Nós tivemos que lidar com a tragédia no fim de 2016. Carrie [Fisher] aparece no Episódio VIII. Nós não estamos mudando o VIII para lidar com o falecimento dela. Sua performance permanece como está no Episódio VIII. Em Rogue One nós tivemos alguns personagens digitais. Não vamos fazer isso com Carrie.

Quando Fisher morreu, já tinha completado sua participação no filme. A grande questão é como se dará o desenvolvimento de sua personagem e o fechamento do arco com seu filho para o futuro Episódio IX. Mas talvez o certo seja que nem a Disney nem a LucasFilm ainda saibam como.

Numa outra notícia relacionada, Iger também falou sobre o filme de Han Solo, que irá explorar a juventude do famoso caçador de recompensas que se transformou em herói da Rebelião e em marido de Leia Organa. Segundo o CEO, o filme abordará sete anos da vida do personagem, entre os 18 e os 24 anos, mostrando como “ganhou seu nome”.

Espera-se que Han Solo mostre suas origens e os modos como conheceu Chewbacca e Lando Calrissian e como ganhou (numa aposta de jogo) a nave Millenium Falcon deste último. A estreia está prevista para maio de 2018.

 

Liga da Justiça ganha teasers preparando para o primeiro trailer e mais imagens

justiceleague movie second poster team

Liga da Justiça em seu segundo poster. E o Superman?

No sábado teremos a estreia oficial do primeiro trailer de Liga da Justiça e a Warner está criando expectativa, lançando o site oficial, novas imagens com posters de personagens e teasers para o trailer.

Já foram lançados dois teasers, um com Aquaman e outro com o Batman. Neste último, há duas versões, uma para os EUA, outra para o mercado internacional, que é um pouquinho maior e mostra – rápido, muito rápido – o ator J.K. Simmons como o Comissário Gordon.

justiceleague movie first poster caracters batman

O poster do Batman.

Brad Pitt aparece como Cable em incríveis artes conceituais de Deadpool 2

cable-brad-pitt

Brad Pitt como Cable?

Ontem, divulgamos que embora Michael Shannon esteja presumivelmente como o preferido para viver o líder mutante Cable, em Deadpool 2, também citamos que há um rumor de que Brad Pitt também está na corrida para o papel. Pois o vazamento de incríveis artes conceituais hoje parecem confirmar tudo: as imagens mostram Cable com o rosto de Brad Pitt, ao mesmo tempo em que temos imagens de Dominó com o rosto da atriz Zazie Beetz, que já foi anunciada oficialmente. Veja acima.

As imagens são quase com certeza genuínas, o que coloca que Brad Pitt pelo menos já esteve envolvido com o papel. Mas talvez ainda esteja, quem sabe?

John Lennon faz terapia em HQ lançada no Brasil

lennon-hq 2017

Lennon: o ex-Beatle em terapia.

Um lançamento  curioso chega às lojas brasileiras agora em março. A editora Nemo publica a HQ Lennon, que mostra uma fictícia terapia do cantor e compositor John Lennon, o ex-líder dos Beatles em formato de graphic novel.

Lennon é baseada no livro de David Foenkinos, publicado na França em 2010, e foi adaptada como quadrinhos pelo escritor Erik Corbeyran e o ilustrador Horne, que fez uma arte em preto e branco.

Na trama, em 1975, John Lennon (à época já fora dos Beatles e em meio à sua carreira solo) encontra uma terapeuta em seu próprio prédio, o famoso Dakota, em Nova York, e resolve fazer um tratamento para lidar com seus fantasmas. A obra explora a conturbada vida daquele que é um dos maiores compositores do século XX, com a infância problemática em Liverpool, na Inglaterra, onde foi abandonado pelos pais e criado por uma tia; a adolescência rebelde, marcada pelo desajuste e o desafio das normas; seu envolvimento com a música, o rock e os Beatles; o preço pesado da fama; o refúgio nas drogas pesadas; os desafios pessoais causados pelo ódio dos fãs e da imprensa por sua segunda esposa, a artista plástica Yoko Ono, dentre outros temas.

lennon-hq-3 2017

John Lennon fala sobre seus dilemas na obra de ficção.

É uma abordagem interessante, optar pela ficção, embora Lennon tenha deixado um conjunto enorme de entrevistas em que fala sem rodeios sobre sua vida, seus traumas e suas opiniões. Por outro lado, há o risco de erros ou da não fidelidade à vida real do músico. Uma das imagens divulgadas da HQ, por exemplo, mostra Lennon falando sobre as drogas e a imagem mostra ele injetando heroína no braço. O próprio cantor confessou ter usado heroína entre 1968 e 1969 – o que lhe deixou viciado e sofreu bastante com o processo de abstinência, explicitada na canção Cold turkey – porém, nas entrevistas, Lennon diz claramente que nunca injetou a droga, porque não gostava de agulhas, portanto, preferia cheirar a heroína, assim como se fazia com a cocaína.

De qualquer modo, é uma proposta interessante e vale ser lida.

john lennon 1974 iconic photo variation

Lennon: ativismo político e arte.

John Lennon nasceu em 1940, em Liverpool, na Inglaterra, e fundou os Beatles na adolescência. A banda chegou aos discos em 1962 e conseguiu um sucesso explosivo e gradual até o completo fenômeno mundial, em 1964. Com a separação do grupo, em 1970, Lennon seguiu carreira solo também com sucesso, embora mais moderado, mas rendendo clássicos como Imagine, de 1971. Sua importância está tanto em sua música, mas também em sua atitude como ativista político, defendendo causas como a paz e o feminismo, o que lhe levou a ser perseguido pelo Governo dos EUA, quando emigrou para lá, em 1972. Após anos de batalhas judiciais, terminou conseguindo seu Green Card ao mesmo tempo em que parou suas atividades artistas em 1975 para se dedicar à criação de seu segundo filho. Lennon retomou as atividades em 1980, lançando o álbum Double Fantasy, mas terminou assassinado por um fã com problemas mentais na porta de sua casa, o edifício Dakota, em Nova York, em 08 de dezembro de 1980.

Lennon tem 160 páginas e está em pré-venda pela Amazon ao preço de R$ 33,87. O lançamento está previsto para 30 de março.

Papel de Cable em Deadpool 2 pode ficar com Michael Shannon. Rumor também fala de Brad Pitt

steel zod evil face

Michael Shannon: preferido para Cable.

Continuam as buscas para quem vai viver o mutante Cable em Deadpool 2. Apesar de vários atores serem considerados – inclusive Pierce Brosnan – o site The Hollywood Reporter afirma que o preferido do estúdio neste momento é Michael Shannon (de Broadwalk Empire e Animais Noturnos), o General Zod de Superman – O Homem de Aço.

O THR é daqueles veículos que não costuma errar nem trabalhar em cima de meros boatos.

Porém, para não dizer que não falamos: corre um boato, por fora, de que Brad Pitt estaria interessando no papel também, mas não há nada confirmado quanto a isso.

Quem você quer que seja o Cable dos cinemas?

Homem-Aranha ganha mais um spin-off com filme sobre Gata Negra e Silver Sable

silver sable and black cat

Silver Sable e Gata Negra: juntas em filme.

Essa pegou todo mundo de surpresa! O The Hollywood Reporter revelou há pouco que além de Venom, anunciado há poucos dias, a Sony Pictures fará outro spin-off (derivado) do Homem-Aranha: um filme focado na Gata Negra e em Silver Sable, duas loiras platinadas, meio heroínas, meio vilãs que cruzaram a vida do aracnídeo em vários momentos.

Black Cat & Silver Sable tem como roteirista Chris Yost, que escreveu os dois filmes de Thor; e vai trabalhar a partir de um tratamento já existente de Lisa Joy, juma das criadoras de Westworld.

A informação é de que esse filme, assim como Venom, não terão – pelo menos por enquanto – nenhum tipo de conexão com o Universo Marvel dos Cinemas, já que Kevin Feige não está envolvido de modo algum neles.

A Gata Negra é Felicia Hardy, a filha de um grande ladrão que também se torna uma ladra mundialmente famosa. Como criminosa, cruza o caminho com o Homem-Aranha e os dois viram inimigos, mas com o tempo, um inegável sentimento entre os dois cresce ao ponto de se tornarem amantes e ela abandonar a carreira de crimes para atuar ao lado dele.  A personagem surgiu em Amazing Spider-Man 194, de 1979, por Marv Wolfman e Keith Pollard. Após várias aparições, Felícia foi aceita após ajudar o Homem-Aranha a deter o Dr. Octopus, que queria usar uma bomba em Nova York, mas terminou bastante ferida, em Peter Parker: The Spectacular Spider-Man 74 a 76, de 1983 (por Bill Mantlo.e Bob Hall). Com isso, Peter Parker percebeu como gostava dela e os dois passaram a agir juntos, com ela se tornando personagem fixa da revista . O relacionamento esteve em crise no início porque Felícia se negava a aceitar a vida “normal” de Peter Parker, demorando um tempo até aceitar isso, mas no fim, acabou se envolvendo com o criminoso chamado O Estrangeiro. A Gata Negra terminou inocentando o Homem-Aranha de uma acusação de assassinato, mas decidiu ir embora de sua vida, nas edições 128 e 129, de 1987 (por Peter David e Alan Kupperberg).

Claro, ela voltou depois, em Amazing Spider-Man 316, em 1991 (por David Michelline e Todd McFarlane) e descobriu que Peter tinha casado com Mary Jane, se esforçando para desfazer aquela união. Após um tempo, se arrependeu dessa atitude e continuou uma aliada do Homem-Aranha (embora sempre apaixonada por ele).

Silver Sable é uma mercenária cujo o nome verdadeiro é Silver Sablinova, originária da fictícia nação de Symkaria, no Leste Europeu, vizinha à Latvéria. Ela mantém uma empresa chamada Sable International e se tornou uma das mercenárias mais famosas do mundo, o que levou seu caminho a se cruzar com o do Homem-Aranha várias vezes, muitas delas como aliada. A personagem foi criada por Tom DeFalco e Ron Frenz em Amazing Spider-Man 265, de 1985; e ela chegou até a ter um título próprio, Silver Sable & the Wild Pack, que durou 35 edições, entre 1992 e 1995, sendo cancelada na implosão da Marvel naquele último ano, quando começou o processo de falência da empresa.

Liam Gallagher afirma que vai cantar canções do Oasis melhor do que o irmão, inclusive, Don’t look back in anger

liam-gallagher singing beady eye

Liam Gallagher irá cantar Don’t look back in anger.

O ex-vocalista do Oasis, Liam Gallagher, é um típico provocador na mídia. Esses dias, veio ao Twitter provocar seu irmão, Noel (o principal compositor daquele grupo) e seus fãs, como de costume, mas desta vez, com uma informação interessante: revelou algumas das canções da velha banda que irá apresentar nos shows de sua estreante carreira solo. Na postagem, diz que vai abrir os shows com Don’t look back in anger e encerrar com Rockin’ chair.

É uma escolha no mínimo interessante. Don’t look back in anger é um dos maiores sucessos da carreira do Oasis, foi lançada em 1995, no álbum (What’s the Story?) Morning Glory; mas é cantada por Noel Gallagher que, por ser o compositor, sempre tinha o vocal principal em pelo menos duas canções por álbum da banda. Esta será a primeira vez que Liam emprestará seu vocal rasgado e agressivo a faixa e o resultado deve ser interessante.

Rockin’ chair é um Lado B do Oasis, uma canção desconhecida do grande público. Foi lançada como complemento do single de Roll with it, faixa que vinha daquele mesmo álbum citado. Mais tarde, Rockin’ chair saiu no álbum Masterplan, de 1998, que é uma compilação dos Lado Bs da banda.

O álbum solo de Liam Gallagher se chamará As You Were e será lançado em breve. O primeiro single do disco é Not for sale.

Liam e Noel Gallagher fundaram o Oasis em 1991 e a banda lançou seu primeiro álbum em 1994, alcançando sucesso imediato e se tornando a principal banda britânica da década. O grupo acabou em 2009 e Noel saiu em carreira solo, enquanto Liam e os ex-integrantes formaram o Beady Eye, que lançou dois discos.

%d bloggers like this: