Em entrevista, Ben Affleck endossa nome de Sienna Miller para Mulher-Gato (e também fala da Liga da Justiça)

Sienna Miller como Mulher-Gato?

Sienna Miller como Mulher-Gato?

O ator e diretor Ben Affleck está atualmente em turnê promocional de seu novo filme A Lei da Noite (Live by Night) e deu uma entrevista ao lado da atriz Sienna Miller, sua parceira no longa, ao site HeyUGuys, que perguntou se ela daria uma boa Vicki Vale no filme. Vicki é uma repórter que já foi interesse amoroso de Bruce Wayne nos quadrinhos e foi levada ao cinema por Kim Bassinger em Batman – O Filme, de Tim Burton, em 1989. (Conheça ela e outros amores do Batman clicando aqui). Como todos sabem, Affleck vai dirigir The Batman, o próximo filme do homem-morcego. Enquanto Sienna Miller respondia rindo que não sabia quem era a personagem, Affleck disse:

Ela [Sienna Miller] é perfeita para qualquer coisa. Poderia fazer qualquer coisa. Vicki Vale é meio chata, acho que ela seria melhor para… bem, nós não vamos dizer isso.

Sienna Miller e Ben Affleck.

Sienna Miller e Ben Affleck.

A Mulher-Gato não é citada, mas é muito claro que é a ela que Affleck se refere. Não é a primeira vez (e talvez também não a última) que o nome de Sienna Miller é vinculado à personagem, mas embora a atriz já tenha dito que teria interesse no papel, também já afirmou em outras entrevistas que leu o roteiro de The Batman e a Mulher-Gato não está nele.

Mas será que existe a possibilidade disso mudar? O texto não está terminado ainda…

Na mesma entrevista, Affleck também falou de Liga da Justiça e de como este longa será um renascimento da DC nos cinemas.

Foi ótimo! [Fazer Liga da Justiça] E há um monte de mudanças e um monte de material novo. Há todo um sentimento de um tipo de renascimento e há um grupo incrível de atores. Você sabe, Ezra Miller e Jason Momoa e caras como eles, muito divertido. E Gal Gadot que é ótima e Henry Cavill. Foi divertido demais.

Um renascimento é tudo o que a DC precisa, pois nenhum de seus filmes da nova fase (Superman – O Homem de Aço, Batman vs. Superman – A Origem da Justiça e Esquadrão Suicida) foi realmente bem recebido por público e crítica. A esperança é que os dois lançamentos desse ano – Mulher-Maravilha e Liga da Justiça – mudem isso.

O novo filme solo do cavaleiro das trevas é chamado até agora de The Batman, terá roteiro de Geoff Johns e Ben Affleck; será dirigido por Affleck; e o elenco tem: Ben Affleck (Bruce Wayne/ Batman), Jeremy Irons (Alfred Pennyworth), J.K. Simmons (Comissário Jim Gordon) e John Manganiello (Slade Wilson/ Exterminador), e provavelmente terá participação de Jared Leto (Coringa).  As filmagens devem começar no segundo semestre deste ano em Los Angeles. Não há uma data de estreia oficial, mas é esperado que ocorra no verão de 2018 ou 2019.

Batman foi criado pelo cartunista Bob Kane e o roteirista Bill Finger, estreando na revista Detective Comics 27, de 1939 e desde então é publicado pela DC Comics.

Superman volta ao visual (quase) clássico nos quadrinhos

Superman: de volta ao clássico.

Superman: de volta ao clássico. Arte de Andy Kubert.

Como consequência do Rebirth – o evento que está reestruturando (mais outra vez…) o Universo DC – o Superman voltará a suar um visual bastante próximo de seu clássico. Desde a empreitada Os Novos 52, lançada pela DC Comics em 2011, o homem de aço estava usando um tipo de armadura kryptoniana similar ao seu velho uniforme, mas metálico e sem a sunga vermelha. Agora, o herói volta a usar algo mais próximo de uma roupa, porém, mantendo a ausência da sunga.

A estreia se dará com a nova fase do último filho de Krypton que se inicia em Superman 20 e segue em Action Comics 977.

O novo visual.

O novo visual. Arte de Patrick Gleason.

Chamada de Superman Reborn, a história mostrará o Superman pré-Os Novos 52 (ou seja, aquele estabelecido depois de Crise nas Infinitas Terras) se adaptando à sua nova vida dentro da realidade pós-Os Novos 52 (que mudou a cronologia da DC em 2011), que também foi afetada pelos eventos de Rebirth, embora não sabemos ainda como. Parece confuso? É ainda pior: Os Novos 52 lançou uma versão mais jovem, raivosa e impulsiva do Superman, mas os eventos ligados a Rebirth mostraram este homem de aço morrendo ao mesmo tempo em que o “velho” Superman (de antes das mudanças) ainda estava vivo, casado com Lois Lane, com um filho e vivendo escondido. Com a morte de seu outro “eu”, o Antigo Superman toma seu lugar. Agora, veremos as consequências disso.

Superman Reborn se desenvolverá nas duas revistas mensais do homem de aço. Superman tem roteiro de Peter J. Tomasi e Patrick Gleason e arte de Patrick Gleason. Action Comics tem textos de Dan Jurgens e arte de Ian Churchill. As revistas estarão à venda nos EUA em abril próximo.

Superman foi criado por Jerry Siegel e Joe Shuster em 1938, estreando na revista Action Comics 01, e desde então é publicado pela DC Comics.

LucasFilm confirma que não substituirá Princesa Leia por CGI

A general Leia Organa em O Despertar da Força.

A general Leia Organa em O Despertar da Força.

Após uma rodada de rumores sobre a LucasFilm estar pedindo permissão à família da falecida atriz Carrie Fisher para substituí-la por um dublê digital em CGI no vindouro filme Star Wars – Episódio IX, que deve chegar aos cinemas em 2019, o estúdio decidiu emitir um comunicado oficial afirmando que não tem planos de usar tal estratégia.

No comunicado, a LucasFilm reitera que não costuma responder a esse tipo de notícia ou de falatório de fãs, mas se sentiu obrigada diante das circunstâncias, afinal, Fisher morreu há apenas duas semanas.

Realmente, talvez seja melhor não substituir Leia Organa por CGI, porém, fica a questão no ar: como será resolvido o arco de história da personagem?

Carrie Fisher já tinha gravado suas cenas para o Episódio VIII, que estreia em dezembro próximo. Mas sua lacuna será sentida no Episódio IX.

***

Star Wars – Episode VIII é escrito e dirigido por Rian Johnson e o elenco traz: Mark Hamill (Luke Skywalker), Daisy Ridley (Rey), John Boyega (Finn), Adam Driver (Kylo Ren), Oscar Isaac (Poe Dameron), Carrie Fisher (Leia Organa), Anthony Daniels (C3PO), Peter Mayhew (Chewbacca), Andy Serkis (Supremo Líder Snoke), Domhnall Gleeson (General Hux), Lupita Nyong’o (Maz Kanata) e Gwendoline Christie (Capitã Phasma). A estreia será em 15 de dezembro de 2017.
Star Wars é uma série de filmes que estreou em 1977, criada, escrita e dirigida por George Lucas. Foram produzidos primeiro os Episódios IV – Uma Nova Esperança, V – O Império Contra-Ataca VI – O Retorno de Jedi (1977, 1980, 1983) e depois os Episódios I – A Ameaça Fantasma, II – O Ataque dos Clones e III – A Vingança dos Sith (1999, 2003, 2007), além de diversas outras produções para outras mídias, como quadrinhos, livros, games e as séries animadas Star Wars – Clone Wars e Star Wars – Rebels.

Benedict Cumberbatch irá precisar de um dublê substituto para gravar Vingadores – Guerra Infinita

Dr. Estranho: Cumberbatch e substituto.

Dr. Estranho: Cumberbatch e substituto.

O jornal britânico Daily Mail publicou hoje uma notícia curiosa: o ator Benedict Cumberbatch precisará de um dublê substituto para gravar Vingadores – Guerra Infinita, por causa de um conflito de agendas. Isso quer dizer que um dublê irá gravar as cenas no lugar de Cumberbatch e, mais tarde, o ator irá fazer sua performance em separado para ser inserida no meio dos outros atores.

Cumberbatch está voltando à telinha para a quarta temporada de Sherlock, a aclamada série da TV britânica sobre o famoso detetive, mas está atualmente no país filmando The Current War, no qual interpreta o cientista Thomas Edison. Este filme o impedirá de participar ativamente das filmagens de Guerra Infinita, que estão prestes a começar.

O Daily Mail diz inclusive quem será o substituto temporário para Cumberbatch: o ator da Broadway Aaron Lazar.

***

Vingadores – Guerra Infinita mostrará o grupo de heróis unindo forças para deter o vilão intergalático Thanos, que está em busca da Manopla do Infinito, artefato cósmico de poder incomensurável que reúne as seis Joias do Infinito, quatro das quais já apareceram em filmes anteriores do estúdio.

Avengers – Infinity War é escrito por Christopher Markus e Stephen McFeely e dirigido pelos irmãos Joe e Anthony Russo (reprisando a mesma equipe criativa de Capitão América – Guerra Civil). O elenco reunirá Robert Downey Jr. (Tony Stark/Homem de Ferro), Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Chris Hemsworth (Thor), Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/Viúva Negra), Jeremy Renner (Clint Barton/Gavião Arqueiro), Elizabeth Olsen (Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate), Paul Bettany (Visão), Josh Brolin (Thanos), Paul Rudd (Scott Lang/ Homem-Formiga), Benedict Cumberbatch (Stephen Strange/ Dr. Estranho), Tom Holland (Peter Parker/ Homem-Aranha), Chris Pratt (Star-Lord); Zoe Saldana (Gamora); Bradley Cooper (voz de Rocket); Dave Bautista (Drax, o destruidor); Karen Gillan (Nebula); Vin Diesel (voz de Groot); Brie Larson (Carol Danvers/ Capitã Marvel), Liv Tyler (Betty Ross); dentre outros. O filme será gravado em breve no complexo de estúdios Pinewood de Atlanta, nos EUA e o lançamento será em 04 de maio de 2018 e sua sequência em 03 de maio de 2019.

Os Vingadores surgiram em 1963, criados por Stan Lee e Jack Kirby, publicados em The Avengers 01, reunindo personagens já criados previamente. Mais importante supergrupo da Marvel Comics, fazer parte da equipe significa ter um status diferenciado de importância no Universo da editora.

O Dr. Estranho foi criado por Stan Lee e Steve Ditko (a mesma dupla do Homem-Aranha) em 1963 na revista Strange Tales 110. Sucesso nos anos 1960 em meio aos hippies, por causa de suas histórias psicodélicas, teve histórias memoráveis por escritores como Roy Thomas e Steve Englehart, mas perdeu popularidade com o passar do tempo, embora tenha sido o líder do grupo Os Defensores, criado em 1971. Desde 2007, é membro regular dos Vingadores.

Batman e Flash vão investigar presença dos personagens de Watchmen no Universo DC

Batman e o botom do Comediante.

Batman e o botom do Comediante. Arte de Jason Fabok.

A DC Comics anunciou ontem o lançamento de um evento especial chamado The Button na qual Batman e Flash irão investigar a presença de personagens de Watchmen no Universo DC. O evento será um arco de histórias em quatro partes, publicado nas edições 21 e 22 dos títulos quinzenais dos dois heróis.

Os criadores serão: na revista Batman, a dupla Tom King e Jason Fabok; e em The Flash, Joshua Williamson e Howard Potter.

Na trama, a dupla de detetives da Liga da Justiça irá investigar o que significa o boton do Comediante marcado de sangue que apareceu misteriosamente na Batcaverna. Isso aconteceu no especial Rebirth do ano passado, que deu a entender que outro membro do Watchmen, o Dr. Manhattan foi o criador do Universo DC ou pelo menos o responsável pela realidade Os Novos 52 (o reboot da DC de 2011 modificado por Rebirth).

Um terceiro personagem de Watchmen também já deu as caras nas revistas da DC: um ser misterioso chamado de Oz tem algo a ver com o fato do Superman pré-Os Novos 52 esteja na Terra desta realidade e, mais ainda, termine substituindo o Superman corrente, que morreu em batalha. É quase certo Oz ser Ozzymandias.

Watchmen na recente arte de Lee Bermejo.

Watchmen na recente arte de Lee Bermejo: Espectral, Comediante, Coruja, Dr. Manhattan, Rorschach e Ozzymandias.

Watchmen é uma das HQs mais aclamadas da história e mostra uma complexa trama na qual o assassinato de um senhor de idade – que se revela ser o antigo herói O Comediante – dá início a uma investigação realizada pelo justiceiro Rorschach. Isto num mundo em que os super-heróis fantasiados surgiram no final da década de 1930 e levou à criação do super-grupo Minutemen (que tinha membros como Espectral, Coruja e Comediante), que terminou se esfacelando com o tempo. Nos anos 1960, surge uma nova leva de heróis (Rorschach, Ozzymandias, novas versões de Coruja e Espectral) e tudo é mudado quando também aparece o primeiro herói realmente com superpoderes: o Dr. Manhattan. A ação dos vigilante é intensa, mas após uma onda de violência no fim dos anos 1970, o Congresso dos EUA aprova uma lei proibindo a ação dos mascarados. Assim, Dr. Manhattan e Comediante trabalham para o Governo, enquanto Coruja, Espectral e Ozzymandias se aposentam e Rorschach continua agindo sozinho como um fora da lei perseguido pelas autoridades. Mas o misterioso assassinato do Comediante, em 1985, irá colocar todos esses velhos heróis em rota de colisão de novo!

Obra máxima de Alan Moore, com desenhos de Dave Gibbons, Watchmen foi um grande sucesso quando publicada e mudou para sempre o panorama das histórias em quadrinhos. Apesar de pertencer a DC Comics, Watchmen sempre existiu como uma realidade à parte, mas após o experimento de Before Watchmen (uma série de minisséries com os personagens situados antes dos fatos principais da obra original) motivou a editora a usá-los novamente. (Ah, e existe um filme para o cinema adaptando a história, lançado em 2009 e dirigido por Zack Snyder).

Mas o que irá acontecer do choque de Watchmen com o Universo DC tradicional?

***

Flash e o botom do Comediante. Arte de Jason Fabok.

Flash e o botom do Comediante. Arte de Jason Fabok.

Batman foi criado pelo cartunista Bob Kane e o roteirista Bill Finger, estreando na revista Detective Comics 27, de 1939 e desde então é publicado pela DC Comics.

O Flash foi criado por Gardner Fox e Harry Lampert, aparecendo em Flash Comics 01, de 1940. Em sua primeira versão era o universitário Jay Garrick. Após ser cancelado, o Flash ganhou uma segunda e mais famosa versão em 1956, estreando na revista Showcase 04, reformulado por Robert Kanigher e Carmine Infantino, sendo considerado o marco zero da Era de Prata dos Quadrinhos. Na trama, este novo Flash era o policial forense Barry Allen, que ganha seus poderes em um acidente de laboratório. Este Flash também foi membro fundador da Liga da Justiça, em 1960. Outras versões do Flash surgiram desde então, como Wally West, mas é Barry Allen o mais querido dos fãs e titular oficial do cargo.

Star Wars pode ter Leia recriada em CGI para próximos filmes

Carrie Fisher como Leia Organa em O Despertar da Força.

Carrie Fisher como Leia Organa em O Despertar da Força.

Uma reportagem da BBC (reproduzida pelo Star Wars News Net) afirmou que a Disney está negociando com os herdeiros da atriz Carrie Fisher sobre o uso da imagem dela para seus filmes futuros. Fisher interpretou a Princesa Leia Organa na trilogia original de Star Wars e retornou ao papel em sua versão idosa em Episódio VII- O Despertar da Força, mas faleceu em consequência de um ataque cardíaco duas semanas atrás. A atriz já tinha gravado suas cenas para o Episódio VIII, mas fica no ar como se dará a resolução de seu arco dramático no Episódio IX.

A notícia dá a entender que a LucasFilm e a Disney irão adotar o uso da reconstrução de uma Leia Organa digital para o último filme da nova trilogia. O artifício de usar personagens digitais já é corriqueiro em Hollywood – veja o caso do Hulk, por exemplo – porém, o mais recente filme da franquia de Star Wars, Rogue One, trouxe uma grande inovação nesse sentido: usou como personagem importante o Grand Moff Tarkin, o comandante da Estrela da Morte, que foi um dos principais vilões do primeiro filme realizado da saga, Star Wars – Episódio IV: Uma Nova Esperança, de 1977. Como Rogue One se passa imediatamente ANTES do Episódio IV, a LucasFilm criou uma versão digital do ator Peter Cushing, que interpretou Tarkin em 1977, pois o ator morreu em 1994!

O Tarkin de Peter Cushing foi reconstruído para Rogue One. Precedente.

O Tarkin de Peter Cushing foi reconstruído para Rogue One. Precedente.

Aparentemente, será feito o mesmo com a General Leia Organa para o Episódio IX. É bem possível, também, que algumas cenas de Carrie Fisher gravadas para o Episódio VIII sejam resguardadas para o seguinte.

Já houve uma versão digital de Leia: na última cena de Rogue One, a personagem ressurge jovem (como era em 1977) para dar início os eventos de Uma Nova Esperança. Fisher colaborou com a LucasFilm para que recriassem uma versão digital de seu rosto jovem durante alguns segundos de filme.

Uma versão jovem como esta de Leia aparece no fim de Rogue One.

Uma versão jovem como esta de Leia aparece no fim de Rogue One.

É provável que o mesmo uso seja realizado no Episódio IX.

Leia tem um arco dramático que precisa se resolver: ela e Han Solo são os pais do vilão Kylo Ren, que matou o próprio pai em O Despertar da Força. É esperado que ela reencontre o filho em algum momento da trama e isto não acontece no Episódio VIII.

Star Wars – Episode VIII é escrito e dirigido por Rian Johnson e o elenco traz: Mark Hamill (Luke Skywalker), Daisy Ridley (Rey), John Boyega (Finn), Adam Driver (Kylo Ren), Oscar Isaac (Poe Dameron), Carrie Fisher (Leia Organa), Anthony Daniels (C3PO), Peter Mayhew (Chewbacca), Andy Serkis (Supremo Líder Snoke), Domhnall Gleeson (General Hux), Lupita Nyong’o (Maz Kanata) e Gwendoline Christie (Capitã Phasma). A estreia será em 15 de dezembro de 2017.
Star Wars é uma série de filmes que estreou em 1977, criada, escrita e dirigida por George Lucas. Foram produzidos primeiro os Episódios IV – Uma Nova Esperança, V – O Império Contra-Ataca VI – O Retorno de Jedi (1977, 1980, 1983) e depois os Episódios I – A Ameaça Fantasma, II – O Ataque dos Clones e III – A Vingança dos Sith (1999, 2003, 2007), além de diversas outras produções para outras mídias, como quadrinhos, livros, games e as séries animadas Star Wars – Clone Wars e Star Wars – Rebels.

Vingadores – Guerra Infinita pode ter Peter Dinklage em papel de destaque

Peter Dinklage em Guerra Infinita?

Peter Dinklage em Guerra Infinita?

Uma boa surpresa foi divulgada ontem pela revista Variety: o ator Peter Dinklage (de Games of Thrones) está em negociações iniciais para viver um “papel de destaque” em Vingadores – Guerra Infinita. A especulação agora é quem ele poderia interpretar.

A maior parte das apostas aponta para Pip, o troll, um alienígena que era parceiro de Adam Warlock nos quadrinhos e combateu (e foi morto) por Thanos. Histórias futuras trouxeram os personagens de volta, que tiveram papel crucial na Trilogia do Infinito, que serve de base para o filme do Marvel Studios.

Thanos e Pip, o troll.

Thanos e Pip, o troll. Arte de Jim Starlin.

Outra possibilidade (menor) é que Dinklage poderia interpretar MODOK, um dos mais antigos oponentes do Capitão América e bastante popular entre os fãs. Nas HQs, Modok é um homem que foi submetido a uma série de procedimentos científicos que o transformaram em um poderoso ciborgue criado pela organização terrorista IMA (Ideias Mecânicas Avançadas). Porém, é bem mais provável que Modok esteja guardado para um futuro filme solo do Capitão, pois sua introdução no filme teria que trazer à tona uma trama envolvendo a HIDRA (que ocupa o papel da IMA nos cinemas), ou seja, algo muito terrestre; enquanto Guerra Infinita deve ter seu foco em uma trama cósmica que coloque Thanos em busca das Joias do Infinito.

Modok.

Modok.

Peter Dinklage é bastante querido dos fãs e participou de X-Men – Dias de Um Futuro Esquecido, no papel do vilão Bolivar Trask, infelizmente, com pouco tempo de tela.

Por fim, os fãs começam a ficar eufóricos porque a presença de Pip no filme aponta diretamente para a estreia de Adam Warlock, que há muito é esperado na porção cósmica do Universo Marvel nos Cinemas. Se Warlock estiver no filme, fica a grande questão: quem o está interpretando? A Marvel é boa em esconder segredos.

Adam Warlock e Pip. Arte de Jim Starlin.

Adam Warlock e Pip. Arte de Jim Starlin.

***

Vingadores – Guerra Infinita mostrará o grupo de heróis unindo forças para deter o vilão intergalático Thanos, que está em busca da Manopla do Infinito, artefato cósmico de poder incomensurável que reúne as seis Joias do Infinito, quatro das quais já apareceram em filmes anteriores do estúdio.

Avengers – Infinity War é escrito por Christopher Markus e Stephen McFeely e dirigido pelos irmãos Joe e Anthony Russo (reprisando a mesma equipe criativa de Capitão América – Guerra Civil). O elenco reunirá Robert Downey Jr. (Tony Stark/Homem de Ferro), Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Chris Hemsworth (Thor), Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/Viúva Negra), Jeremy Renner (Clint Barton/Gavião Arqueiro), Elizabeth Olsen (Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate), Paul Bettany (Visão), Josh Brolin (Thanos), Paul Rudd (Scott Lang/ Homem-Formiga), Benedict Cumberbatch (Stephen Strange/ Dr. Estranho), Tom Holland (Peter Parker/ Homem-Aranha), Chris Pratt (Star-Lord); Zoe Saldana (Gamora); Bradley Cooper (voz de Rocket); Dave Bautista (Drax, o destruidor); Karen Gillan (Nebula); Vin Diesel (voz de Groot); Brie Larson (Carol Danvers/ Capitã Marvel), Liv Tyler (Betty Ross); dentre outros. O filme será gravado em breve no complexo de estúdios Pinewood de Atlanta, nos EUA e o lançamento será em 04 de maio de 2018 e sua sequência em 03 de maio de 2019.

Os Vingadores surgiram em 1963, criados por Stan Lee e Jack Kirby, publicados em The Avengers 01, reunindo personagens já criados previamente. Mais importante supergrupo da Marvel Comics, fazer parte da equipe significa ter um status diferenciado de importância no Universo da editora.

Lanterna Verde: Novo filme confirma Hal Jordan e John Stewart e já tem roteiristas

Hal Jordan e John Stewart estarão no filme.

Hal Jordan e John Stewart estarão no filme.

O site Deadline Hollywood trouxe algumas novidades sobre Green Lantern Corps, o filme sobre a Tropa dos Lanternas Verdes que irá integrar o Universo DC nos Cinemas. O longametragem sobre a polícia intergalática terá – como se especula há algum tempo – dois membros terráqueos: Hal Jordan (o mais famoso e querido titular do anel mágico) e John Stewart (também amado por sua representação em Liga da Justiça – A Série Animada).

Além disso, Tropa dos Lanternas Verdes também já tem roteiristas: David Goyer e Justin Rhodes. O primeiro é velho conhecido dos fãs: escritor de HQs, ele também é roteirista da Trilogia Cavaleiro das Trevas do Batman e de Superman – O Homem de Aço.

O Deadline também diz que o filme trará a dinâmica do tipo Máquina Mortífera, ou seja, uma dupla de policiais combatendo o filme e alternando humor e seriedade.

Muitos fãs ainda acalentam a esperança – cada vez mais distante – do Lanterna Verde (provavelmente, Hal Jordan) aparecer brevemente em Liga da Justiça, que estreia em dezembro. Mas Tropa dos Lanternas Verdes só deve estrear em 2020.

Lanterna Verde já teve um filme pela Warner Bros., em 2011, que foi um enorme fracasso de bilheteria e era estrelado por Ryan Reynolds (Deadpool) no papel de Hal Jordan.

O Lanterna Verde teve sua primeira versão criada em 1940, pelo escritor Bill Finger (também cocriador do Batman) e pelo desenhista Martin Nodell; mas é a segunda versão do personagem que se tornou mais famosa: o piloto de testes Hal Jordan, selecionado para fazer parte de uma espécie de força policial intergalática chamada Tropa dos Lanternas Verdes e surgiu nos quadrinhos em 1959 nas mãos do editor Julius Schwartz, do escritor John Broome e do desenhista Gil Kane. Desde então, é um dos principais personagens da DC Comics. Também é um dos membros fundadores da Liga da Justiça. Com o passar dos anos surgiram outras versões do personagem, como John Stewart, Guy Gardner e Kyle Rayner.

Mulher-Maravilha: Revista confirma Ares como vilão do filme e mais alguns elementos da trama

Steve Trevor e Diana numa floresta.

Steve Trevor e Diana numa floresta.

A revista francesa Studio Ciné Live irá publicar uma grande matéria sobre o filme da Mulher-Maravilha e o site (também francês) Les Toiles Heroiques divulgou antecipadamente parte do material. Além de algumas imagens de bastidores do filme, temos uma declaração do ator Chris Pine, que faz o piloto Steve Trevor, interesse romântico da heroína, e um informe que finalmente confirma o deus da guerra Ares como o vilão do filme. Também dá alguns outros detalhes da trama.

À revista, Pine disse:

Eu faço um piloto [Steve Trevor] que trabalha para os aliados e espiona os alemães sem o conhecimento deles. Meu personagem rouba um caderno cheio de fórmulas científicas em uma base otomana [referente ao Império Otomano que existia até a declaração da I Guerra, em 1914], rouba um avião, mas é derrubado no mar aberto.

Pelos trailers sabemos que o avião cai perto da Ilha Paraíso – ou Themyscira – e o soldado é resgatado por Diana em pessoa.

Além disso, há um trecho da revista que confirma que Ares, o deus da guerra grego é mesmo o vilão, como se estipulava desde que o filme começou a ser realizado:

Por trás dessas fórmulas científicas há um gás letal que pode aniquilar toda a humanidade. Acontece que esse é o objetivo de Ares, o deus da guerra. Ele tem ciúmes da humanidade, que é uma criação de seu pai, o falecido Zeus: as Amazonas e Zeus se rebelaram contra Ares e Zeus morreu nas mãos de seu filho.

Ares, deus da guerra nos quadrinhos. Vilão confirmado.

Ares, deus da guerra nos quadrinhos. Vilão confirmado.

Até agora, todo mundo presumia que Ares – e a bruxa Circe – seriam os vilões do filme que o deus da guerra seria o papel de Danny Houston, mas isto agora parece uma confirmação. Aparentemente, o McGuffin do filme (o elemento que move a trama para frente, geralmente um objeto desejado – segundo a definição dada por Alfred Hitchcok e seguida por muitos outros cineastas, como Steven Spielberg) será o tal caderno com as fórmulas científicas e o gás resultante. Os trailers divulgados inclusive mostram uma cena de uma máscara de gás sendo derretida dentro de um invólucro cheio de gás.

Também já se falou no passado de outro McGuffin, que seria uma espada especial a qual seria perseguida por Ares. Coincidência ou não, já foi revelado dias atrás que a Mulher-Maravilha irá se apossar da Espada Mata-Deuses em Themyscira e nos trailers vemos o personagem de Danny Houston – vestido como um general alemão – usando uma espada em combate contra a princesa amazona.

Diana saca a Espada Mata-Deuses.

Diana saca a Espada Mata-Deuses.

Por fim, é importante salientar que nas HQs pós-2011 da DC Comics foi revelado que Diana, a Mulher-Maravilha, é na verdade, uma filha de Zeus com a rainha das Amazonas, Hipólita. Isso faz dela irmã de Ares.

Wonder-Woman tem direção de Patty Jenkins (de Monster). O elenco traz: Gal Gadot (Diana Prince/ Mulher-Maravilha), Chris Pine (Steve Trevor), Connie Nielsen (Rainha Hipólita), Robin Wright (General Antíope); além de Saïd Taghmaoui, Danny Huston, David Thewlis, Ewen BremnerElena AnayaLucy Davis, nenhum dos quais com papeis confirmados. As filmagens já terminaram e passaram por Inglaterra, Itália e outros países. A data de estreia está marcada para 02 de junho de 2017.

A Mulher-Maravilha foi criada pelo psicólogo norteamericano William Moulton Marston e o desenhista H. G. Peters, aparecendo na revista All-American Comics 08, em 1941. A ideia de Marston era apresentar um arquétipo do força do feminino e, em segredo, explorar tendências sexuais não tradicionais à sociedade da época (como bigamia, lesbianismo e sadomasoquismo). A personagem fez bastante sucesso e se manteve sendo publicada até hoje pela DC Comics. Ela foi uma dos membros-fundadores da Liga da Justiça em 1960. A Mulher-Maravilha continua representando um símbolo da força das mulheres no mundo atual, sendo a mais icônica das super-heroínas.

 

Confirmado! Homem-Aranha estará em Vingadores – Guerra Infinita

Homem-Aranha confirmado em Guerra Infinita!

Homem-Aranha confirmado em Guerra Infinita!

Há algum tempo paira a dúvida se o Homem-Aranha estaria ou não em Vingadores – Guerra Infinita. Alguns dias atrás, inclusive, divulgamos a notícia que seu nome não aparece na lista de personagens divulgada do filme. (E veja os desdobramentos disso, clicando também aqui). Porém, em uma entrevista à versão italiana da Vogue, o ator Tom Holland disse nominalmente que irá participar do megaprojeto do Marvel Studios envolvendo sua famosa equipe de super-heróis contra o vilão Thanos.

Primeiro o ator comentou sua relação com Chris Hensworth, com quem filmou No Coração do Mar – a versão moderna do clássico Mobydick – que também faz o Thor nos filmes da Marvel:

Chris se tornou um verdadeiro mentor, generoso, me dando conselhos sobre tudo, inclusive de como agir na vida.

Em seguida, Holland ampliou o quadro de “padrinhos” dentro da Marvel mostrando como os outros dois atores principais do Universo Marvel interferiram para que ele fosse o novo Homem-Aranha:

Foram eles [Chris Evans e Robert Downey Jr.] quem convenceram a Marvel, pois a produção queria ter certeza de que eu era a escolha certa antes de ficar envolvido em três filmes pelos próximos quatro anos, incluindo Vingadores – Guerra Infinita.

Bom, se o próprio ator está falando, podemos presumir que é certo. Teremos Peter Parker de volta aos Vingadores em Guerra Infinita.

Vingadores – Guerra Infinita mostrará o grupo de heróis unindo forças para deter o vilão intergalático Thanos, que está em busca da Manopla do Infinito, artefato cósmico de poder incomensurável que reúne as seis Joias do Infinito, quatro das quais já apareceram em filmes anteriores do estúdio.

Avengers – Infinity War é escrito por Christopher Markus e Stephen McFeely e dirigido pelos irmãos Joe e Anthony Russo (reprisando a mesma equipe criativa de Capitão América – Guerra Civil). O elenco reunirá Robert Downey Jr. (Tony Stark/Homem de Ferro), Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Chris Hemsworth (Thor), Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/Viúva Negra), Jeremy Renner (Clint Barton/Gavião Arqueiro), Elizabeth Olsen (Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate), Paul Bettany (Visão), Josh Brolin (Thanos), Paul Rudd (Scott Lang/ Homem-Formiga), Benedict Cumberbatch (Stephen Strange/ Dr. Estranho), Tom Holland (Peter Parker/ Homem-Aranha), Chris Pratt (Star-Lord); Zoe Saldana (Gamora); Bradley Cooper (voz de Rocket); Dave Bautista (Drax, o destruidor); Karen Gillan (Nebula); Vin Diesel (voz de Groot); Brie Larson (Carol Danvers/ Capitã Marvel), Liv Tyler (Betty Ross); dentre outros. O filme será gravado em breve no complexo de estúdios Pinewood de Atlanta, nos EUA e o lançamento será em 04 de maio de 2018 e sua sequência em 03 de maio de 2019.

Os Vingadores surgiram em 1963, criados por Stan Lee e Jack Kirby, publicados em The Avengers 01, reunindo personagens já criados previamente. Mais importante supergrupo da Marvel Comics, fazer parte da equipe significa ter um status diferenciado de importância no Universo da editora.

O Homem-Aranha foi criado por Stan Lee e Steve Ditko em 1962, na revista Amazing Fantasy 15, da Marvel Comics. Ele é publicado até hoje na revista Amazing Spider-Man e outras e também é membro dos Vingadores.

%d bloggers like this: