Os Vingadores: Conheça o Gavião Arqueiro

Gavião Arqueiro: o azarão promete surpreender.

O HQRock já publicou um post em duas partes com os principais membros dos Vingadores nos quadrinhos – leia aqui a Parte 01 e a Parte 02 - mas com a proximidade do filme, vamos detalhar os personagens do filme em posts separados.

Já publicamos o perfil da Viúva Negra e, agora, é a vez do rebelde Gavião Arqueiro e sua história nos quadrinhos.

De bandido a mocinho

A primeira aparição do Gavião Arqueiro ao lado da Viúva Negra em "Tales of Suspense 57", de 1965.

O Gavião Arqueiro surgiu como um vilão relutante em Tales of Suspense 57, de 1964, criado por Stan Lee e Don Heck. Aquela revista publicava as aventuras do Homem de Ferro e na edição em questão, a então vilã Viúva Negra manipula o Gavião Arqueiro para colocá-lo contra o “vingador dourado” e roubar planos de Tony Stark.

Apesar desse início, as próximas aparições do personagem, em Tales of Suspense 60 e 64 deixaram bem claro que ele era um homem bem intencionado, que virou um herói uniformizado por inspiração do Homem de Ferro, mas que foi acusado injustamente de um roubo e se tornou um procurado da justiça.

Entrando nos Vingadores

"Avengers 16" trouxe a mudança da equipe e a entrada do Gavião Arqueiro. Arte de Jack Kirby.

Convencido disso, o Homem de Ferro terminou patrocinando a entrada do Gavião Arqueiro nos Vingadores, fato que ocorreu na revista Avengers 16, de 1965, na qual os membros originais (Homem de Ferro, Gigante, Vespa e Thor) se afastam e deixam a equipe nas mãos do Capitão América liderando três ex-criminosos: o próprio Gavião Arqueiro e os irmãos gêmeos Mércurio e Feiticeira Escarlate, ex-membros da Irmandade de Mutantes de Magneto, nas histórias dos X-Men.

Avengers 16 foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby. O fato dos Vingadores terem agora três ex-criminosos em ação lhes rendeu o apelido de “A Quadrilha do Capitão“, nesta que foi a sua segunda formação.

A partir de então, o Gavião Arqueiro se tornou não apenas um dos principais membros do grupo como também um dos mais recorrentes. Somente em alguns períodos curtos os Vingadores não o tiveram como titular do grupo. Ele também foi o líder dos Vingadores da Costa Oeste quando a equipe foi divida em duas para se tornar mais eficiente.

Além disso, o Gavião Arqueiro já assumiu outras identidade heróicas, como Golias e Ronin.

A origem do Gavião Arqueiro

Em seu uniforme original na arte de Jack Kirby em "Avengers 16".

Clint Barton nasceu em Waverly, no Estado de Iowa, mas seus pais morreram quando ainda era uma criança, de modo que cresceu em um orfanato, evento traumático que lhe deixou com problemas em relação a figuras de autoridade para o resto da vida. Na adolescência, fugiu do lugar e terminou ingressando em um circo para poder ganhar a vida.

Ali, foi treinado nas artes do arco e flecha por Jacques Duquesne, o homem que mais tarde se tornaria o vilão conhecido como Espadachim. Após se tornar um mestre flecheiro, Barton flagrou Duquesne desviando dinheiro do circo e o denunciou, o que custou a prisão de seu antigo mentor.

Barton ainda trabalhava nos circos quando encontrou o Homem de Ferro e a Viúva Negra e, em seguida, se tornou um membro dos Vingadores.

Vingador

A "Quadrilha do Capitão": Capitão América, Gavião Arqueiro, Mercúrio e Feiticeira Escarlate. Capa de "Avengers 24", de 1966, por Jack Kirby.

Nos Vingadores, o Gavião Arqueiro se apaixonou pela Feiticeira Escarlate, mas a moça renegou sua afeição, ao mesmo tempo em que seu irmão Mercúrio reagiu violentamente à investida. Barton também tinha sérios problemas com a liderança do Capitão América, de modo que o quarteto vivia em conflitos constantes. Isso deu a ele uma fama de rebelde e indisciplinado, mas com o tempo, Barton reconheceu a figura do Capitão América não apenas como mentor, mas como um grande amigo.

As constantes missões nos Vingadores e as aulas de batalha corporal com o Capitão América, tornaram o Gavião Arqueiro não apenas um mestre flecheiro, mas um dos maiores lutadores do Universo Marvel.

Clint Barton se torna o Golias em "Avengers 63". Arte de Gene Colan.

Ainda assim, devido a sua história, ele sofria de baixa autoestima. Por isso, quando seu arco quebrou em meio a uma missão, Barton decidiu abandonar a identidade de Gavião Arqueiro. Utilizando a fórmula criada por Hank Pym para aumentar de tamanho, Barton se tornou o segundo Golias, numa história publicada em Avengers 63, escrita por Roy Thomas e desenhada por Gene Colan.

A Guerra Kree-Skrull na arte de Neal Adams.

Foi sob a identidade de Golias que Barton participou da Guerra Kree-Skrull, uma das mais importantes aventuras dos Vingadores, escrita por Roy Thomas e desenhada por John Buscema, Sal Buscema e Neal Adams.

Os Vingadores e o Gavião Arqueiro em seu novo uniforme (dir.) enfrentam um Sentinela em "Avengers 104". Arte de Rick Buckler.

Após a saga cósmica, Barton voltou à identidade de Gavião Arqueiro, mas agora, em um novo uniforme, sem máscara, durante um período curto. Ele terminou saindo da equipe ressentido com a Feiticeira Escarlate, que após ter negado sua afeição, se envolveu romanticamente com o andróide Visão. Sua partida se deu em Avengers 109, de 1973, escrita por Steve Englehart e desenhada por Don Heck. Curiosamente, seu lugar na equipe foi ocupado por seu ex-mestre Espadachim, que havia se regenerado também, e agora era um herói.

Carreira Solo

Capa de "Avengers 109" anuncia sua saída do time, em 1973. Arte de John Buscema.

Fora dos Vingadores, Barton teve algumas aventuras solo, voltou ao velho uniforme e até ingressou nos Defensores, equipe formada por Dr. Estranho, Hulk e Namor, o Príncipe Submarino, em Defenders 07, de 1973, por Steve Englehart e Sal Buscema.

Retorno em "Avengers 172" de 1978 (arte de George Perez)...

Foi uma longa ausência dos Vingadores. O Gavião Arqueiro até chegou a ajudar a equipe em alguns momentos, como por exemplo na batalha contra Kang, o Conquistador, que resultou na morte do Espadachim, em Avengers 129, de 1974; mas seu regresso como membro efetivo da equipe só ocorreu em Avengers 172, de 1978, pelas mãos de Jim Shooter e Sal Buscema, há tempo de participar da histórica batalha contra Korvac, uma das aventuras mais lembradas pelos fãs.

... e de novo em "Avengers 189" (arte de John Byrne).

Contudo, em seguida, o Assessor Especial do Governo dos EUA para superseres, Henry Peter Gyrich, responsável pelo contato com os Vingadores, impôs a saída do Gavião Arqueiro do time em prol da entrada do Falcão, porque este era afrodescendente. Clint Barton ficou um tempo magoado e afastado, mas retornou pouco tempo depois e saiu novamente em seguida.

Novamente em “carreira solo”, o Gavião Arqueiro terminou conhecendo a ex-agente da SHIELD Barbara “Bobbi” Morse. Os dois se apaixonaram e ela assumiu a identidade heróica de Harpia. Em uma missão da dupla, Clint Barton terminou perdendo a audição de um dos ouvidos por causa de uma flecha supersônica, o que lhe obrigou a usar um aparelho auditivo daí em diante.

Os Vingadores da Costa Oeste

A estreia dos Vingadores da Costa Oeste: Homem de Ferro, Harpia, Magnum, Tigresa e Gavião Arqueiro. Arte de Bob Hall.

Mais tarde, o Visão, então líder dos Vingadores, decidiu criar uma subdivisão da equipe chamada Vingadores da Costa Oeste, baseada na Califórnia. O Gavião Arqueiro, por sua experiência, foi designado como o líder da nova equipe, formando-a com sua esposa, Harpia, mais Tigresa, Magnum e o Homem de Ferro. O que eles não sabiam na época era que o Homem de Ferro em ação não era Tony Stark – que então havia sucumbido ao alcoolismo – mas seu substituto temporário Jim Rhodes. Só depois de um tempo foi que Stark se recuperou e ingressou na equipe, já em sua nova armadura vermelho-prateada.

O grupo estreou na minissérie em quatro partes West Coast Avengers, em 1984, escrita por Roger Stern e desenhada por Bob Hall. A boa aceitação do público logo levou a uma revista própria, com o mesmo título, que teria 102 edições publicadas de 1985 até 1994.

O Gavião Arqueiro foi o líder do time na maior parte do tempo, apenas sendo demovido pelo Governo dos EUA, quando este impôs um membro, o Agente Americano, para liderar o grupo por um breve período.

Durante a atuação nos Vingadores da Costa Oeste, Harpia terminou morrendo em um conflito contra dois demônios, Mefisto e Satannish, com sua alma ficando presa no Inferno.

Os Vingadores da Costa Oeste tiveram seu fim após o arco Operação: Tempestade Galática, na qual uma cisão entre o Capitão América e o Homem de Ferro levou a este a votar pelo fim da equipe e formar a sua própria do com ex-membros da Costa Oeste, chamada Força Tarefa, mas o Gavião Arqueiro não participou. E durante aquela outra saga cósmica, Barton usou novamente a identidade de Golias, mesmo que por breve período.

Thunderbolts e Vingadores de novo

A equipe clássica de Kurt Busiek e George Perez.

Afastado dos Vingadores, o Gavião Arqueiro terminou se juntando aos Thunderbolts, um grupo de ex-criminosos que realizava missões para o Governo dos EUA. Sob a liderança de Barton, o grupo deixou para trás seu passado para se transformarem em verdadeiros heróis. Com a sensação de missão cumprida, ele se afastou novamente e voltou aos Vingadores.

O Gavião Arqueiro foi um dos principais membros da equipe na aclamada fase de Kurt Busiek e George Perez, mas terminaria dado como morto em meio à saga Vingadores: A Queda, na qual a Feiticeira Escarlate se volta contra o grupo, numa saga escrita por Brian Michael Bendis e desenhada por David Finch, em 2004.

Os Novos Vingadores

De volta da morte, Barton assume a identidade de Ronin.

Porém, por causa dos poderes místicos da Feiticeira Escarlate, Barton permaneceu vivo de algum modo, e foi achado pelos Novos Vingadores, equipe formada por Capitão América e Homem de Ferro reunindo membros que não eram tradicionalmente vinculados aos velhos Vingadores, como Homem-Aranha, Luke Cage, Wolverine e Mulher-Aranha. A revista New Avengers foi um grande sucesso, lançada em 2005 também por Bendis e Finch.

Barton entrou para o grupo, mas decidido a ter um novo rumo, mudou de identidade para Ronin, um uniforme criado por Eco, aliada do Demolidor. Como Ronin, Barton teve papel fundamental nas principais sagas dos Novos Vingadores, como a Guerra Civil, em que ficou ao lado dos foragidos do Capitão América, por se opositar à Lei de Registro de Superseres. Guerra Civil foi uma minissérie publicada entre 2006 e 2007, escrita por Mark Millar e desenhada por Steve McNiven.

Os Novos Vingadores fugitivos pós-Guerra Civil e Invasão Secreta. Harpia também de volta.

Em consequência, os Novos Vingadores viraram foras da lei, mas permaneceram unidos. Depois, na minissérie Invasão Secreta, escrita por Brian Michael Bendis e desenhada por Leinil Francis Yu, os Skrulls invadem a Terra e os heróis descobrem que vários dos aliens transmorfos estão infiltrados em suas fileiras. Um deles era a Mulher-Aranha, que fazia parte da equipe, bem como Hank Pym, que atuava ao lado dos Vingadores legalizados de Tony Stark.

Mas os Novos Vingadores encontram uma nave cheia de outras versões dos heróis Marvel, o que causa uma grande confusão. Embora houvessem mais heróis falsos, também havia heróis de verdade que haviam sido sequestrados pelos Skrulls anos antes. Um desses era Harpia e o Gavião Arqueiro descobriu que a sua “esposa” que morreu era, na verdade, uma Skrull infiltrada.

Com a volta de Harpia, Barton voltou a viver com a esposa.

Reconciliado com o velho amor, Ronin se tornou um dos líderes dos Novos Vingadores, enquanto agora eram perseguidos por Norman Osborn (o ex-Duende Verde, arquiinimigo do Homem-Aranha), que por causa de uma manobra política tinha se tornado o homem mais poderoso dos EUA: o responsável pelos assuntos de superseres e diretor do MARTELO, a agência que substituiu a SHIELD.

Após "O Cerco", Barton voltou a ser o Gavião Arqueiro.

Com a queda de Osborn após O Cerco – escrita por Bendis e desenhada por Olivier Coipel – Barton decidiu abandonar a identidade de Ronin e voltar a ser o Gavião Arqueiro.

Permanecendo ligado aos Vingadores, quando o Capitão América voltou à equipe principal, Barton foi designado para liderar os Vingadores Secretos, uma equipe voltada para missões especiais e furtivas.

Universo Ultimate

O visual do Universo Ultimate influenciou o do filme.

Em 2004, a Marvel decidiu criar uma nova versão dos Vingadores dentro do Universo Ultimate, uma versão mais moderna, adulta e violenta do Universo Marvel. A maxissérie em 12 partes The Ultimates (Os Supremos, no Brasil) foi escrita por Mark Millar e desenhada por Bryan Hitch e trouxe uma versão muito séria e ousada da equipe.

Parte do enredo dos Supremos está sendo usado no Universo Marvel no Cinema, como o fato de Nick Fury ser afrodescendente – e não caucasiano como no Universo Marvel tradicional – e os Vingadores serem, na verdade, uma equipe tática especial da SHIELD, reunida por Fury.

Nessa versão, o Gavião Arqueiro é um dos maiores agentes da SHIELD, agindo ao lado da Viúva Negra. Esse parece ser o direcionamento que os filmes dão.

Nos Cinemas

Jeremy Renner nas gravações em Nova York.

O Gavião Arqueiro fez sua estreia em live action no filme Thor, de 2011, já interpretao por Jeremy Renner numa rápida aparição em que o agente Barton fica com o deus do trovão sob a sua mira, esperando uma ordem de atirar que, no fim das contas, não se torna necessária, já que Thor desiste e se entrega.

Pelo que dá a entender em meio a fotos, trailers e declarações de atores, produtores e o diretor Joss Whedon, em Os Vingadores, Clint Barton e Natasha Romanova serão o lado humano da equipe, para dar um balanço ao aspecto fantasia.

Ao mesmo tempo, parece haver um “passado” entre a dupla – tal qual no Universo Marvel tradicional – e Whedon promete que Barton é o tipo de cara “bad-ass” que se destaca diante os demais apenas com seu arco e flecha.

Nos quadrinhos, o Gavião Arqueiro vai usar um uniforme parecido com o dos filmes.

E uma curiosidade: Jeremy Renner está assumindo duas franquias de cinema já estabelecidas; Missão Impossível em que atua como um tipo de substituto para Tom Cruise; e O Legado Bourne na qual assume um tipo de herança do espião interpretado por Matt Damon.

Aguarde pelos próximos personagens do filme. A seguir: o Homem de Ferro!

About these ads

About hqrock - Irapuan Peixoto

Doutor em Sociologia, professor universitário, músico e escritor amador. Nascido em 1979, já via quadrinhos antes de aprender a ler. Coleciona revistas desde 1990. É roqueiro de nascença. Já tocou em bandas, mas hoje só toca em casa.

Posted on 12/02/2012, in Capitão América, Desenhistas, Dossiês de Personagens, Escritores, Filmes, Homem de Ferro, Marvel Comics, Marvel Studios, Revistas, Vingadores and tagged , , . Bookmark the permalink. 9 Comentários.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 123 outros seguidores

%d bloggers like this: