Keith Richards: Guitarrista dos Rolling Stones anuncia que lançará disco solo em 2015

Keith Richards: trabalho solo em 2015.

Keith Richards: trabalho solo em 2015.

Numa entrevista à revista Billboard (via o jornal New Musical Express), o guitarrista britânico Keith Richards, membro da lendária banda The Rolling Stones, uma das mais longevas e importantes da história do rock, revelou que irá lançar um álbum solo em 2015.

Segundo Richards, o disco já está pronto, mas ele não quer lançá-lo enquanto ainda está no meio da turnê de comemoração dos 50 anos dos Stones. A excursão segue para a Oceania nesses meses de setembro e outubro e prossegue além, chegando à América do Sul no início do ano que vem, passando inclusive pelo Brasil em março. Por isso, o guitarrista prevê o lançamento do trabalho individual por volta de junho de 2015.

Será o primeiro disco realmente solo de Keith Richards. No passado, ele montou uma banda alternativa aos Rolling Stones, chamada X-Pensive Winos, que tinha membros como Waddy Wachtel (guitarra), Charley Drayton (baixo), Bob Keys (sax), Ivan Neville (teclados) e Steve Jordan (bateria). A banda lançou dois álbuns: Talk is Cheap (1988) e Main Offender (1992), ambos acompanhados por turnês.

Atualmente, Richards também investe na carreira de escritor: lançou sua autobiografia de sucesso, Vida, em 2010; e está lançando esta semana o livro infantil Gus & Me: The story of my granddad and my first guitar, baseado na convivência com seu avô e em como ele o estimulou em sua carreira musical. Na mesma entrevista, o guitarrista também confirmou que tem material para o volume dois de Vida, mas que prefere esperar algum tempo antes de lançá-lo.

De volta à música, no esquema dos Rolling Stones, Keith Richards divide os créditos principais de composição com o vocalista Mick Jagger, mas é indiscutivelmente a grande força motriz da sonoridade do grupo, com sua guitarra suja, simples e repleta de riffs memoráveis.

Keith Richards nasceu em Dartford, na província de Kent, nas cercanias de Londres, na Inglaterra, em 18 de dezembro de 1942. De família pobre e operária, terminou estudando belas artes antes de fundar com Mick Jagger e o guitarrista Brian Jones os Rolling Stones.

Os Rolling Stones se formaram em Londres em 1962, dentro do circuito de R&B da cidade. Lançaram seus primeiros discos no ano seguinte e em 1964 alçaram o sucesso nacional. Em seguida, em 1965, veio o superhit (I can’t get no) Satisfaction e a aclamação mundial. Desde então, é uma das principais e mais influentes bandas de rock ainda em atividade.

DC Comics: Novos Titãs pode ganhar série de TV, Supergirl confirmada e Arrow pode criar sua própria versão da Liga da Justiça

Os Novos Titãs.

Os Novos Titãs.

Enquanto tenta se sedimentar no cinema, o Universo DC se expande na TV. O Deadline Hollywood confirmou ontem que foi encomendado o Episódio Piloto de uma série de TV dos Novos Titãs, equipe de super-heróis adolescentes publicados pela editora DC Comics. A notícia vem para turbinar ainda mais os fãs, pois se une à confirmação de uma série sobre a Supergirl, a prima adolescente do Superman, além do fato da corrente série Arrow formar a sua própria versão da Liga da Justiça. Sem falar que este ano veremos as estreias de Gotham, Constantine e The Flash. É a invasão da DC ao reino da TV.

Vamos por partes.

O Deadline diz que Teen Titans será produzido pelo canal a cabo TNT (a primeira investida live action da DC na rede fechada). Os escritores Akiva Goldsman (de Um Mente Brilhante, Anjos e Demônios, Eu Sou a Lenda) e Marc Haimes (de The Lost World) escreverão o Episódio Piloto e também serão os produtores executivos da série. O episódio será avaliado pela rede que decidirá se encomenda uma série completa ou não. Segundo o site, os Novos Titãs serão liderados por Dick Greyson (o primeiro Robin), mas sob a identidade de Asa Noturna (que usa atualmente), para que não fique tão diretamente vinculado ao Batman. Outros membros da equipe devem ser os tradicionais Ravena, Estrelar, Mutano, Ciborgue, Kid Flash, dentre outros.

A primeira versão dos Teen Titans surgiu em 1964 reunindo apenas “parceiros mirins” dos quadrinhos da DC Comics, com Robin, Moça-Maravilha, Kid Flash e Aqualad. De pouca expressão na época, o grupo ganhou uma versão mais séria em 1980, The New Teen Titans (traduzida no Brasil apenas como Os Novos Titãs), criados por Marv Wolfman e George Perez, reunindo Robin (que logo virou Asa Noturna), Ravena, Estrelar, Mutano, Ciborgue e Kid Flash. Ao longo dos anos 1980, a revista do grupo foi o maior sucesso de vendas da DC, batendo heróis tradicionais, como Superman e Batman.

Asa Noturna: herói popular.

Asa Noturna: herói popular.

Atualmente, os Novos Titãs têm uma série em desenho animado Teen Titans Go! no canal à cabo Cartoon Network. No passado já havia surgido um rumor de que a Warner/DC estariam produzindo uma série de TV da Justiça Jovem, que é apenas uma releitura mais “moderna” dos Novos Titãs, criada nos anos 1990.

Já o Asa Noturna, nos quadrinhos,  é Dick Greyson, ninguém menos do que o primeiro Robin. Após perder os pais assassinados ainda adolescente, Greyson é adotado por Bruce Wayne e, posteriormente, treinado para ser um combatente do crime. No fim da adolescência, Dick abandonou a identidade de Robin e se tornou o Asa Noturna, enquanto o papel de Robin foi ocupado por outros jovens sucessivamente. Asa Noturna tem histórias próprias publicadas pela DC Comics e é um dos personagens mais queridos e populares da editora pelos fãs.

Muitos rumores apresentavam a presença do personagem no filme Batman v Superman – Dawn of Justice, que está atualmente sendo filmado e deve estrear em 2016, mas aparentemente, Asa Noturna não está mesmo presente. No passado, a Warner/DC já cogitou seriamente uma série solo focada no personagem, que se chamaria The Greysons, sobre sua família e suas origens. Asa Noturna também é constantemente rumorizado para aparecer em Arrowa série de TV que  adapta o herói Arqueiro Verde.

Flash e Arrow: dividindo o mesmo espaço na TV.

Flash e Arrow: dividindo o mesmo espaço na TV.

Falando nela, o ator Stephen Amell disse ao site Comic Book Resources que há planos para que Arrow produza a sua própria versão da Liga da Justiça. Além do Arqueiro Verde, o programa já introduziu vários outros heróis, como Canário Negro, Arsenal e Elektron. Além disso, Arrow ganhou um spin-off (série derivada) por meio de The Flash, focada no famoso velocista da DC Comics. Nesta, além do personagem-título, já é confirmada a presença de Nuclear como um dos coadjuvantes.

Lanterna Verde e Arqueiro Verde unidos na arte de Neal Adams.

Lanterna Verde e Arqueiro Verde unidos na arte de Neal Adams.

Por isso, Amell diz que está querendo trazer o Lanterna Verde para aparecer em Arrow. Com isso, haveria heróis de peso (Arqueiro Verde, Flash e Lanterna Verde) o suficiente para bancar a formação de uma Liga da Justiça. Em Arrow já apareceu uma forte referência ao herói por meio da Ferris Air Company, a companhia aérea na qual trabalha o piloto Hal Jordan, que se transforma no Lanterna Verde após ganhar de um alienígena um anel extremamente poderoso que permite ao usuário transformar pensamentos em energia e, com isso, ingressar em uma força policial intergaláctica.

Ryan Reynolds como o Lanterna Verde.

Ryan Reynolds como o Lanterna Verde.

Apesar do tom bem mais fantasioso e de ficção científica do Lanterna Verde em comparação com o realista Arqueiro Verde, os dois personagens têm uma grande conexão nos quadrinhos, já tendo, inclusive, dividido a mesma revista mensal no início dos anos 1970, em histórias da dupla Dennis O’Neil e Neal Adams carregadas de críticas sociais. Amell afirma na entrevista que quer ver essa dinâmica na TV.

O Lanterna Verde já teve um longametragem pela Warner/DC em 2011, estrelado por Ryan Reynolds e foi um grande fracasso de público e crítica (leia a resenha do HQRock sobre ele clicando aqui). O personagem está pretensamente previsto para aparecer no filme da Liga da Justiça, que chegará aos cinemas em 2017. Em seguida, é previsto um filme que unirá Flash e Lanterna Verde em uma mesma aventura, para 2018.

Arriscaria a DC a criar uma nova versão do personagem para colocá-lo na TV? Parece difícil…

Supergirl: à caminho da telinha.

Supergirl: à caminho da telinha.

Por fim, o mesmo Deadline afirma que a série de TV da Supergirl vai mesmo acontecer. Apenas não será comandada por Michael Green conforme circulou dias atrás, mas por Greg Berlanti (de Arrow e Flash). O roteiro ficará a cargo de Ali Adler (de No Ordinary Family) e, segundo confirmou o próprio Berlanti ao Comics Book Resource, será uma nova interpretação da história de Kara Zor-El, a prima kryptoniana do Superman. Segundo o produtor, não há um canal ainda definido para o programa, que está em seus primeiros estágios de desenvolvimento.

Além disso tudo, estreiam este ano as séries Gotham (sobre as origens do Batman e do Comissário Gordon); Constantine (com as sombrias aventuras do mago John Constantine) e a já citada The Flash.

***

O Robin foi criado por Jerry Robinson, Bob Kane e Bill Finger, estreando em Detective Comics 38, de 1940, sendo o primeiro parceiro-mirim de um super-herói. Com o passar do tempo, o personagem se tornou muito popular, tendo aventuras-solo e liderado o grupo Os Novos Titãs, que foi o mais popular do início dos anos 1980. O Robin original,Dick Greyson, hoje atua como Asa Noturna e é um dos personagens mais queridos dos leitores da DC Comics.

O Arqueiro Verde estreou na revista More Fun Comics 73, de setembro de 1941, criado pelo escritor Mort Weisinger e com desenhos de George Papp. Ele também é um dos principais membros da Liga da Justiça.

A Supergirl foi criada em Action Comics 252, de 1959, numa história de Otto Binder e Al Plastino. Bastante popular, a personagem logo ganhou aventuras próprias.

X-Men – Apocalipse: Ator James McAvoy confirma que estará careca no próximo filme

Xavier nos anos 1970: prestes a perder o cabelo.

Xavier nos anos 1970: prestes a perder o cabelo.

Numa entrevista ao jornal Huffington Post, o ator James McAvoy confirmou que seu personagem, o professor Charles Xavier, finalmente estará careca em X-Men – Apocalipse, sequência de X-Men – Dias de um Futuro Esquecido, terceiro filme da série que mostra as origens do supergrupo de heróis mutantes da Marvel Comics levado aos cinemas pela 20th Century Fox. McAvoy interpreta a versão jovem de Xavier, o fundador dos X-Men, na nova etapa da franquia e, por isso, apareceu normalmente com cabelos nos dois últimos filmes.

Ao jornal, ele disse:

Eu estarei velho neste filme [Apocalipse]. Acho que estarei finalmente perdendo o meu cabelo. E sim, isto é tudo o que eu sei. Recebi um email de Simon [Kinberg, roteirista e produtor da franquia] que me dizia que ele estava tremendamente animado com o trabalho [no filme], mas não queria divulgar nada por duas semanas. Então, eu realmente não sei. Parece-me que vai ser bem mais global, se estamos falando de Apocalipse. Talvez seja só o nome do personagem, mas acho que a natureza do filme caminha para ser realmente apocalíptica.

As duas versões de Xavier em Dias de um Futuro Esquecido.

As duas versões de Xavier em Dias de um Futuro Esquecido.

A nova etapa da franquia dos X-Men começou com Primeira Classe, que se passa em 1962, quando Xavier tem aproximadamente 30 anos; seguindo por Dias de Um Futuro Esquecido, que se passa em 1973. Apocalipse terá sua trama situada em 1983. Nos quadrinhos, Xavier perdeu seus cabelos ainda bem jovem por causa de seus vastos poderes mutantes de telepatia. No cinema, contudo, a calvice pode muito bem estar associada apenas à idade mesmo.

Apocalipse será focado no vilão homônimo, um dos mutantes mais poderosos e antigos da Terra. En Sabah Nur nasceu no Egito há 3 mil anos atrás e usou sua capacidade de manipular matéria para firmar-se como um deus vivo em meio ao seu povo. Virtualmente imortal, ele atravessou as eras manipulando a humanidade até os dias de hoje. Segundo informes, a trama do filme será focada na criação efetiva dos X-Men, algo que ainda não aconteceu nos longametragens anteriores. Assim, Xavier e Hank McCoy, o Fera, deverão reunir pela primeira vez mutantes como Ciclope, Jean Grey e Tempestade.

***

X-Men – Apocalypse terá história de Bryan Singer e Simon Kinberg (de X-Men – O Confronto Final); com roteiro de Kinberg, Dan Harris e Michael Dougherty(de X-Men 2 e Superman – O Retorno); e provavelmente será dirigido por Bryan Singer. O filme será uma sequência de Dias de Um Futuro Esquecido e trará de volta de James McAvoy (Charles Xavier), Michael Fassbender (Erik Lehnsherr/ Magneto), Jennifer Lawrence (Raven/ Mística), Nicolas Hoult (Hank McCoy/ Fera), Evans Peters (Peter Maximoff/ Mercúrio). É bem possível que Hugh Jackman (Logan/Wolverine) também participe. O lançamento será 27 de maio de 2016.

Os X-Men foram criados em 1963 por Stan Lee e Jack Kirby, mas só foram bem-sucedidos comercialmente nos anos 1970, a partir da reformulação idealizada pelo escritor Len Wein e tocada à frente por Chris Claremont, Dave Cockrum e John Byrne. Daí em diante, se tornaram uma das revistas de maior sucesso da Marvel Comics.

Capitão América 3: Que história o próximo filme irá adaptar?

O Soldado Invernal: o que esperar da sequência?

O Soldado Invernal: o que esperar da sequência?

Nos últimos dias, o lançamento em DVD/Blu-ray de Capitão América 2 – O Soldado Invernal (Captain America – The Winter Soldier), sequência de Capitão América – O Primeiro Vingador e de Os Vingadores, com as aventuras-solo do herói criado pela Marvel Comics, levado aos cinemas pelo Marvel Studios e Disney, ensejou uma série de entrevistas com atores e, principalmente, com os diretores Anthony e Joe Russo. Um dos temas preferidos das entrevistas foram rumores sobre o já esperado Capitão América 3, que chegará aos cinemas em 2016 e começará a ser filmado no ano que vem. Neste momento, estão sendo realizadas alterações no roteiro do futuro longa.

Em meio à chuva de especulações, o HQRock faz um post especial analisando que histórias do sentinela da liberdade podem ganhar a vida em live action. De pistas, temos a declaração dos Russo Brothers que a subtítulo do filme já deixará bem claro que grande evento irá abalar as estruturas do Universo Marvel nos Cinemas.

Primeiro, vejamos o que já é certo a partir de declarações ou por lógica:

  • A trama de Os Vingadores 2 – A Era de Ultron, que sai em 2015, terá grande implicação em Capitão América 3. Steve Rogers pode formar uma nova equipe de heróis (com Viúva Negra, Gavião Arqueiro, Feiticeira Escarlate, Mercúrio, Visão, Falcão, Máquina de Combate e personagens que sequer ainda apareceram, como Pantera Negra e Miss Marvel). Menções a essa equipe (ou mesmo sua participação efetiva) podem ser esperadas no próximo filme.
  • Os personagens Falcão, Soldado Invernal e Sharon Carter estão confirmadíssimos em Capitão América 3. Viúva Negra e/ou Gavião Arqueiro também podem aparecer, assim como Nick Fury e Maria Hill.
  • O Soldado Invernal passar de vilão a (anti)herói será um dos subtemas de Capitão América 3. A caçada ao personagem é parte importante da trama.
  • A HIDRA estará em A Era de Ultron. Mas se a organização terrorista não for totalmente derrotada naquele filme, pode continuar oponente em Capitão América 3.
O Soldado Invernal deve continuar a ter destaque na sequência.

O Soldado Invernal deve continuar a ter destaque na sequência.

Com base nessas informações, vejamos que histórias do Capitão América podem estampar o subtítulo de Capitão América 3. Vale lembrar que é algo bombástico e que, segundo os irmãos Russo, é um título que o presidente do Marvel Studios, Kevin Feige, já sabe que vai realizar faz 10 anos.

GUERRA CIVIL E A MORTE DO SONHO

Guerra Civil: marco moderno do Universo Marvel.

Guerra Civil: marco moderno do Universo Marvel.

Esta trama seria uma boa aposta para fechar em grandíssimo estilo a (primeira?) trilogia do sentinela da liberdade e, de certo modo, criar sérios problemas (dramáticos) para Os Vingadores 3, que sai em seguida.

Na trama, o grupo de heróis de segunda, Os Novos Guerreiros, causam sem querer uma grande tragédia e mais de 600 pessoas, a maioria crianças, morrem em uma explosão. Como resultado, o Governo dos EUA aprova a Lei de Registro de Super-Humanos, que obriga a todos aqueles que tenham poderes a se registrar: revelar seus nomes e endereços e receber um treinamento do Governo. Na época, Tony Stark, o Homem de Ferro,era o Secretário de Defesa dos EUA e o Diretor da SHIELD, de modo, que aprova a lei e torna-se o seu maior defensor público. Por outro lado, toda uma facção de super-heróis, liderada pelo Capitão América, se coloca contra a lei, por entendê-la que ofende aos Direitos Civis dos cidadãos. Mas lei é lei e o Homem de Ferro quer obrigar todos a segui-la, o que transforma o racha em uma guerra civil entre super-heróis. Logo, os Vingadores “legalistas“, com Homem de Ferro, Viúva Negra, Miss Marvel e outros passa a perseguir os Vingadores “fora da lei“, de Capitão América, Wolverine e Luke Cage. O Homem-Aranha desempenha um papel fundamental, assumindo um dos lados e depois mudando de ideia. O resultado não pode ser outro: uma grandiosa batalha entre Homem de Ferro e Capitão América que deixará sequelas para sempre.

Homem de Ferro versus Capitão América: também no cinema?

Homem de Ferro versus Capitão América: também no cinema? Arte de Steve McNiven.

Claro que uma história assim precisaria de muitas adaptações para funcionar no cinema. Para começar, muitos dos personagens importantes da trama das HQs sequer podem ser usados pelo Marvel Studios nos cinemas (pois pertencem a outros estúdios, como Fox e Sony). Também pode-se argumentar que Guerra Civil funcionaria (talvez ainda melhor) como um filme dos Vingadores. Já que Os Vingadores 3 será (provavelmente) focado em Thanos e na Manopla do Infinito, poderia muito bem ser um Os Vingadores 4. Sem sombra de dúvidas seria um ótimo filme.

Capitão América é assassinado em "Captain America 25", de 2007.

Capitão América é assassinado em “Captain America 25″, de 2007. Arte de Steve Epting.

Mas tendo em vista a discussão ideológica por trás da Lei de Registro, funcionaria como um filme do Capitão América. Outro ponto interessantíssimo é que uma das principais consequências da Guerra Civil é o Capitão América ser preso (sua facção “fora da lei” perde o confronto) e ao ser levado a julgamento acaba sendo morto por uma saraivada de tiros, fruto de uma grande conspiração arquitetada pelo Caveira Vermelha. Isto é mostrado na saga A Morte do Sonho, na revista própria do personagem. Com o desaparecimento de Steve Rogers, o Soldado Invernal – já totalmente recuperado da vilania – termina por se tornar um novo Capitão América; algo que funcionaria no cinema como uma solução ao caso do ator Chris Evans não querer continuar na pele do personagem. Em vez de substituí-lo por um ator mais jovem, simplesmente matá-lo.

O Soldado Invernal vira o novo Capitão América. Traço de John Romita Jr.

O Soldado Invernal vira o novo Capitão América. Traço de John Romita Jr.

Isso tiraria, contudo, Steve Rogers de Os Vingadores 3 e acho difícil isso acontecer. Outro ponto negativo é que os próprios irmãos Russo falaram ao site Desde Hollywood hoje e disseram que acham que a Guerra Civil não será adaptada aos cinemas porque é muito complexa e usa muitos personagens. Estão dispersando o público ou são sinceros?

Guerra Civil foi publicada como uma minissérie em sete partes pela Marvel, Civil War 01 a 07,  entre 2006 e 2007, com textos de Mark Millar e desenhos de Steve McNiven. Por sua vez, A Morte do Sonho apareceu em Captain America (vol 05) 25-30, de 2007, com textos de Ed Brubaker e arte de Steve Epting, a mesma dupla da história O Soldado Invernal que inspirou o filme anterior.

GUERRA SECRETA

Guerra Secreta: trama política e terrorismo.

Guerra Secreta: trama política e terrorismo.

Não, não é a famosa saga dos anos 1980 – que era Guerras Secretas – mas a minissérie mais intimista dos anos 2000. Guerra Secreta é uma trama que lida com problemas do mundo contemporâneo – células terroristas, tráfico internacional de armas, espionagem – mas os coloca sobre a ótica dos superhumanos. Na trama, Nick Fury descobre que o vilão Dr. Destino está produzindo tecnologia e distribuindo armas para os supervilões em geral do universo Marvel, então, organiza um time secreto para impedir o processo. O problema é que Victor Von Doom é o rei da Latvéria, país do leste europeu, e usa a Primeira-Ministra daquele país, Lucia Bardas, como testa de ferro. Assim, o grupo tem que secretamente invadir um país estrangeiro e tentar prender (ou matar?) um governante, tudo sem o conhecimento da ONU ou do Governo dos EUA. Fury reúne uma equipe com Capitão América, Homem-Aranha, Wolverine, Demolidor, Luke Cage e mais alguns outros para a missão.

O Capitão não gosta muito do plano, mas concorda por causa do grande mal que Destino causa no mundo. Contudo, o herói pretende tornar públicos os planos do vilão, para que ele responda por isso; enquanto Fury planeja (e executa) um plano de matar a assistente de Von Doom responsável pelo esquema, o que implica em um assassinato em terra estrangeira. Fury é bem-sucedido, mas em consequência, o impacto internacional da ação á catastrófico, resultando na demissão de Fury da liderança da SHIELD e no fato do personagem se tornar um fora da lei internacional, perseguido pela ONU. Em termos editoriais, Guerra Secreta foi o teste para a formação dos Novos Vingadores que, coincidentemente, teriam quase a mesma formação da equipe secreta de Fury.

Guerra Secreta pode muito bem embasar Capitão América 3, na medida em que Steve Rogers e Nick Fury precisam continuar caçando a HIDRA, que pode estar infiltrada em outras agências além da recém-desmantelada SHIELD. O elemento “dar errado” também pode ser bem interessante para um filme e a trama pode facilmente substituir o Dr. Destino – que pertence à Fox junto à franquia do Quarteto Fantástico – a outro vilão, como o Barão Zemo, como um mandatário estrangeiro. Também seria possível incluir outros vilões como agentes da HIDRA, como o Ossos Cruzados. E até o Caveira Vermelha poderia voltar!

Também bem ao estilo do Capitão América, poderiam haver outros heróis como os já citados lá em cima.

Guerra Secreta foi publicada como uma minissérie em cinco edições em Secret War 01 a 05, de 2004 e 2005, com texto de Brian Michael Bendis e pinturas de Gabrielle Dell’Otto.

IMPÉRIO SECRETO

Império Secreto: clássico político.

Império Secreto: clássico político. Arte de John Romita.

Esta é a saga mais famosa do Capitão América nos anos 1970 e tem uma grande trama de conspiração, na qual o herói combate uma organização misteriosa chamada Império Secreto, até descobrir, no final, que o líder dela é ninguém menos do que o Presidente dos Estados Unidos! E pior: ao ser desmascarado na Casa Branca pelo Capitão, o presidente comente suicídio! Desolado pela descoberta, um desiludido Steve Rogers resolve abandonar a identidade de Capitão América e torna-se um novo vigilante chamado O Nômade.

Algo da ambientação de Império Secreto já foi usada em O Soldado Invernal, mas vários elementos da trama poderiam ser adaptados para um novo filme, como a substituição do Império Secreto pela HIDRA e o fato do presidente dos EUA ser um agente da organização terrorista. Claro que isso correria o risco de fazer um filme meio repetitivo em relação a O Soldado Invernal, mas não duvide de alguns elementos dessa trama aparecerem em Capitão América 3, como Steve Rogers adotando um novo nome e uniforme.

Império Secreto foi publicada dentro da própria revista mensal do personagem, Captain America 169-176, de 1974, por Steve Englehart, Mike Friedick (textos), Sal Buscema (arte) e capas de John Romita.

NUNCA MAIS

O confronto entre Rogers e Walker em Captain America 300. Arte de Kieron Dwyer.

O confronto entre Rogers e Walker em Captain America 300. Arte de Kieron Dwyer.

Este longo arco de histórias é, de muitas maneiras, uma releitura de A Saga do Império Secreto para os anos 1980. Neste caso, o Governo dos EUA forma a Comissão de Assuntos Superhumanos para lidar com a questão no universo Marvel e a Comissão termina percebendo que o Capitão América foi criado pelo Governo e seu uniforme é de autoria de um funcionário público. Por isso, o personagem deveria voltar a agir sob os auspícios do governo. Steve Rogers rebate que tem defendido o país por meio de sua ação individual e por meio da SHIELD e dos Vingadores (ambas as equipes vinculadas à ONU). Mas a Comissão é irredutível que ele deve se submeter ao Governo, ou seja, à presidência.

Após refletir um pouco, Steve Rogers então decide acatar o “senão” da Comissão: devolver o uniforme e o escudo ao governo. Assim, passa a usar um novo uniforme – quase totalmente preto – e continuar a agir de modo independente (sob o nome apenas de Capitão); enquanto o Governo treina um novo Capitão América na figura do aventureiro John Walker, que usava o nome de Super-Patriota. O resultado em longo prazo é catastrófico: Walker se transforma em um psicótico violento e assassino ao mesmo tempo em que Steve Rogers descobre que o Caveira Vermelha está por trás da Comissão. No fim, ao derrotar os vilões, o governo decide lhe devolver o direito de usar o uniforme e o nome.

Esses elementos poderiam cair como uma luva em Capitão América 3, pensando, por exemplo, nas consequências do Capitão e seus amigos terem simplesmente derrubado a SHIELD. A HIDRA poderia estar infiltrada no governo e na Comissão e o Caveira Vermelha poderia ser o vilão de novo. Por isso, fiquem ligados!

Capitão América: Nunca Mais foi publicada em um longo arco que durou dois anos, na revista Captain America 332 a 350, de 1987 a 1989, com textos de Mark Gruenwald e desenhos de Tom Morgan e Kieron Dwyer.

HERÓI OU AMEAÇA?

Capitães América em guerra! Arte de Sal Buscema.

Capitães América em guerra! Arte de Sal Buscema.

Muitos fãs apostaram nessa trama para Capitão América 3. E poderiam até estar certos… Nesta trama, outra famosa dos anos 1970, o Capitão América descobriu que teve um substituto enquanto permanecia congelado no Ártico (e todos pensavam estar morto) até ser resgatado nos dias atuais pelos Vingadores. Nesse tempo, em 1953, um professor de história descobriu uma versão do Soro do Supersoldado e decidiu aplicar em si mesmo e em um aluno, chamado Jack Monroe, resultando no surgimento de uma nova dupla Capitão América e Bucky. Mas o soro estava incompleto e os dois terminam enlouquecendo, virando vigilantes violentos e niilistas. O governo consegue prendê-los e mantê-los em animação suspensa até uma cura surgir. Então, no presente, a dupla é solta e, logo, Steve Rogers (e o Falcão e Sharon Carter) precisam combatê-los.

Mais tarde, ambos os personagens seriam reaproveitados em outras situações. Jack Monroe seria curado da pertubação mental e se transformaria no vigilante chamado Nômade, usando o uniforme outrora criado por Steve Rogers. Já o Capitão América dos anos 1950 terminaria sofrendo uma lavagem cerebral por parte do vilão Dr. Fautus e viraria o vilão conhecido como Grande Diretor.

Os próprios irmãos Russo já comentaram a possibilidade de usar o Capitão dos anos 1950 em um filme, dizendo que ele renderia 30 minutos de trama, para mostrar que os EUA tentaram reproduzir o soro do supersoldado, mas não se mostraram muito interessados em fazer isso. Contudo, é algo que o Marvel Studios pode mesmo usar para preencher o tempo entre Capitão América – O Primeiro Vingador e Homem de Ferro. Contudo, tendo em vista as outras opções mais interessantes, diria que esta é a menos provável das alternativas.

De qualquer modo, um alerta: a trama de novas tentativas de recriar o Soro do Supersoldado já existe no Universo Marvel nos Cinemas. É ela quem dá origem ao Hulk em O Incrível Hulk, fato novamente citado em Os Vingadores, adicionado de um “vários outros tentaram”.

Herói ou Ameaça? foi publicada na revista Captain America 153 a 156, de 1972, com textos de Steve Englehart e arte de Sal Buscema.

E aí, qual é a sua aposta? Qual dessas tramas vai parar em Capitão América 3? Escreva nos comentários.

***

Capitão América 3 manterá os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely e a direção dos irmãos Joe Anthony Russo. Não há confirmações, mas provavelmente, o elenco terá Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/ Viúva Negra), Samuel L. Jackson (Nick Fury),  Sebastian Stan (Bucky Barnes/Soldado Invernal), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão),  Cobie Smulders (Agente Maria Hill), Frank Grillo (Brock Rumlow/ Ossos Cruzados), Emily VanCamp (Sharon Carter/ Agente 13), dentre outros. As filmagens iniciam em abril de 2015. O longametragem será parte da Fase 3 do Universo Marvel nos Cinemas, que deve culminar em Os Vingadores 3, em 2019. A estreia será em 06 de maio de 2016.

O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941 e foi o maior sucesso dos anos iniciais da Marvel Comics. Após décadas sem ser publicado, foi resgatado para as histórias modernas em Avengers 04, de 1964, por Stan Lee e Jack Kirby, numa história dos Vingadores, grupo que passou a liderar a partir de então.

 

 

 

Batman v Superman: Veja o Batmóvel em detalhes!

Batmóvel pronto para as filmagens. E sujo.

Batmóvel pronto para as filmagens. E sujo.

Hoje haverá a gravação de uma cena de perseguição de carros para Batman v. Superman – Dawn of Justice, sequência de Superman – O Homem de Aço, o reinício da franquia cinematográfica da Warner Bros. sobre o personagem da DC Comics, que colocará o homem-morcego contra o último filho de Krypton, resultando no primeiro encontro cinematográfico dos dois mais icônicos de todos os super-heróis, que está atualmente sendo gravado na cidade de Detroit, no Estado do Michigan, nos Estados Unidos. Por isso, desde ontem começam a vazar imagens do batmóvel, o icônico veículo usado pelo cavaleiro das trevas. O possante automóvel já foi oficialmente divulgado em uma imagem promocional ao lado do herói, mas agora é possível vê-lo em detalhes.

Confira ao lado imagens captadas por fãs e curiosos que conseguiram furar o bloqueio das filmagens.

O veículo visto do topo de um prédio.

O veículo visto do topo de um prédio.

O novo batmóvel mimetiza algumas das características de sua versão cinematográfica mais recente – o Tumbler, visto na Trilogia Cavaleiro das Trevas – mas dá-lhe um visual mais fantasioso, mixando detalhes típicos de outras versões do carro no cinema. Mesmo assim, continua a soar como um tanque de guerra.

Em Batman v. Superman – Dawn of Justice, um Batman mais experiente irá se contrapor ao recém-surgido Superman, criando algum tipo de conflito entre ambos, mais ou menos nos parâmetros da minissérie Batman: O Cavaleiro das Trevas, escrita e desenhada por Frank Miller, em 1986. Segundo os informes até agora, será um “novo” Batman e não uma sequência da Trilogia Cavaleiro das Trevas, embora a premissa de um homem-morcego mais experiente seja justamente adequada a isso.

A imagem oficial do Batman com o batmóvel.

A imagem oficial do Batman com o batmóvel.

Mulher-Maravilha também terá uma (pequena?) participação no filme. Lex Luthor é o vilão principal, mas haverá outro antagonista, provavelmente, mais físico, que pode ser alguém como Doomsday (Apocalypse), Metallo ou Parasita. A cidade de Detroit será o modelo para Metrópolis e para Gotham City também. As filmagens principais estão ocorrendo no Estado de Michigan.

Batman v. Superman – Dawn of Justice  é produzido por Deborah Snyder, com história de David S. Goyer (dos filmes do Batman e O Homem de Aço), roteiro de Chris Terrio (de Argo) e dirigido por Zack Snyder (de 300 Watchmen), funcionando como uma sequência de Superman – O Homem de Aço. O elenco traz Henry Cavill (Superman/Clark Kent), Ben Affleck (Batman/Bruce Wayne), Amy Adams (Lois Lane),  Jesse Eisenberg (Lex Luthor), Gal Gadot (Diana Prince/ Mulher-Maravilha), Laurence Fishburne (Perry White), Diane Lane (Martha Kent), Jeremy Irons (Alfred Pennyworth), Tao Okamoto (Mercy Graves), além de Holly Hunter, Callan Mulvey e Scoot McNairy em papeis não revelados; e a participação especial de Jason Mamoa (Orin/ Aquaman). O lançamento será em 25 de março de 2016.

Superman foi criado por Jerry Siegel e Joe Shuster em 1938 e desde então é publicado pela DC Comics.

Batman foi criado pelo cartunista Bob Kane em 1939 e desde então é publicado pela DC Comics.

Agents of SHIELD: Primeiro episódio da 2ª Temporada terá participação da Agente Peggy Carter

Peggy Carter: participação especial.

Peggy Carter: participação especial.

Foi revelado ontem que o primeiro episódio da 2ª temporada de Agents of SHIELD, série de TV adaptando os personagens da agência de espionagem da Marvel Comics, produzido pela Marvel TV e exibido na rede ABC, terá a participação especial da personagem Agente Peggy Carter, mais famosa por ser a namorada do protagonista em Capitão América – O Primeiro Vingador, retornando brevemente para participação na sequência, Capitão América 2 – O Soldado Invernal, além do curtametragem Agent Carter. A personagem é vivida por Hayley Atwell.

Essas séries de aparições estabelecem que, no Universo Marvel nos Cinemas, Elizabeth “Peggy” Carter é uma agente secreta britânica que age ao lado dos EUA na Europa em meio à II Guerra Mundial. Por isso, tem participação ativa no Projeto Supersoldado que dá origem ao Capitão América, bem como na posterior criação do Comando Selvagem para combater a HIDRA, uma organização de inteligência dos nazistas que se tornou independente do governo da Alemanha em meio ao conflito.

O Capitão e Peggy em O Primeiro Vingador: namoro nos tempos da II Guerra.

O Capitão e Peggy em O Primeiro Vingador: namoro nos tempos da II Guerra.

A ação do Capitão América resulta no desmantelamento da HIDRA, no início de 1945, mas ao custo do desaparecimento do herói, dado como morto. Todos sabem que ele ficará mais de 70 anos congelado até ser regatado pela SHIELD e ajudar a montar os Vingadores em Os Vingadores.

Peggy Carter seguiu para os EUA após o conflito e junto ao general Phillips e ao cientista Howard Stark (o pai de Tony Stark, que será o Homem de Ferro no futuro) é uma das criadoras da SHIELD, a agência que será a principal responsável pela segurança mundial no futuro. Contudo, O Soldado Invernal revela que a HIDRA continuou existindo infiltrada dentro da própria SHIELD, chegando a tomar o controle da organização, obrigando ao Capitão América desmantelar a agência ao fim do filme.

Tudo isso, claro, refletiu diretamente na série Agents of SHIELD, na qual o grupo do Agente Phil Coulson é agora um time foragido, de poucos recursos e perseguindo manifestações da HIDRA ao longo do planeta. O primeiro episódio da 2ª temporada terá a participação de vários personagens que apareceram no ano 1 e, provavelmente, terá cenas de flashback no passado, mostrando a agente Carter.

Coulson e seu time: atrás da HIDRA.

Coulson e seu time: atrás da HIDRA.

É também uma estratégia esperta da Marvel de divulgar ainda mais a personagem, já que a série de TV Agent Carter estreará no ano que vem. Se Agents of SHIELD pretende explorar o passado (mostrando como a HIDRA se infiltrou na SHIELD, por exemplo), podemos esperar outras participações de Peggy Carter ao longo da temporada 2.

Além disso, espera-se que Peggy Carter também apareça em cenas de flashback nos tempos da II Guerra Mundial em Os Vingadores 2 – A Era de Ultron, que chega aos cinemas no ano que vem.

A nova temporada de Agents of SHIELD estreia este mês nos EUA.

Nos quadrinhos, Peggy Carter foi criada por Stan Lee e John Romita em Tales of Suspense 77, de 1966, como uma agente especial dos EUA que agia junto à Resistência Francesa na II Guerra Mundial e se torna o grande amor do passado de Steve Rogers. Inicialmente, sua identidade foi mantida em segredo do leitor e somente em Captain America 161 e 162, de 1973, é que seu nome é revelado. Também é revelado que Peggy é a tia-avô de Sharon Carter, uma agente da SHIELD, que se tornou o grande amor do Capitão América depois que ele despertou no presente. Peggy Carter faleceu recentemente, numa história mostrada em Captain America (vol. 06) 01, de 2011.

O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941 e foi o maior sucesso dos anos iniciais da Marvel Comics. Após décadas sem ser publicado, foi resgatado para as histórias modernas em Avengers 04, de 1964, por Stan Lee e Jack Kirby, numa história dos Vingadores, grupo que passou a liderar a partir de então.

Star Wars: Site divulga detalhes da trama do Episódio VII

Star Wars: spoilers da nova trama.

Star Wars: spoilers da nova trama.

Atenção! Este texto está carregadíssimo de muitos spoilers. Portanto, se não quiser saber detalhes da trama do filme ou estragar surpresas, não leia.

O geralmente certeiro site Latino Review trouxe hoje um bloco cheio de pretensas informações sobre a trama de Star Wars – Episódio VII, a sequência da famosa saga espacial do cinema que já rendeu duas trilogias e é produzida pela LucasFilm, levada agora aos cinemas pela Disney Company. Algumas confirmam rumores mais antigos, o que dá contornos de veracidade a vários dos pontos. De qualquer modo, o site afirma ter tido informações de uma fonte que leu uma das versões do roteiro, escrito pelo diretor J.J. Abrams e o escritor Lawrence Kasdan. Pode não ser a versão final do texto e, com isso, algumas informações não serem precisas.

Contudo, de qualquer modo, listaremos a seguir as informações. Mais uma vez o aviso: são spoilers grandes!!! Não leia se quiser guardar as surpresas para o futuro.

  • Leia Organa se torna a líder da República, após a morte de seu sucessor. A República é referida formalmente no texto apenas uma vez e é como República Galática e não como Nova República, tal qual era descrita nos livros, jogos e outros produtos do chamado Universo Expandido (obras que imaginavam eventos anteriores ou posteriores aos filmes).
  • Han Solo é um veterano aposentado da Frota da República.
  • Luke Slywalker não é visto há quase 30 anos e seu paradeiro é desconhecido.
  • O personagem principal é a filha de Han e Leia, vivida por Daisy Ridley.
  • Outra personagem principal é a filha de Lando Calrissiam, que é vivida por Lupita Nyong’o.
  • Completa o trio de protagonistas um Stormtrooper, que provavelmente é vivido por John Boyega.
  • O Império ainda existe na forma de um número de galáxias leais e vivem um estado de “guerra fria” com a República.
  • Não há qualquer tipo de movimentação Jedi e os personagens falam como se eles estivessem extintos, com Luke Skywlaker sendo o último de seu tipo.
  • Os principais antagonistas são um velho Sith, antigo estudante do Imperador Palpatine e seu jovem aprendiz. Há uma inversão de papéis, com o aprendiz dominando a relação. No script, o ancião tem 2 mil anos de idade e é conhecido como Ruin (Ruína, em português) e seu aprendiz também será conhecido como Ruína.
  • No final, Luke salva o dia, mas de uma maneira ruim: ele é transformado.
Mark Hamill reprisa o papel de Luke Skywalker: ermitão? Prisioneiro? Desaparecido?

Mark Hamill reprisa o papel de Luke Skywalker: ermitão? Prisioneiro? Desaparecido?

Tais informações estão bem de acordo com outros rumores já surgidos sobre a trama do filme. Um deles dizia que o filme começaria com uma mão segurando um sabre de luz flutuando no espaço e caindo em um planeta, levando uma dupla de jovens personagens (um deles, provavelmente o Stormtrooper) a seguir atrás do dono original do curioso objeto. É claro que a mão é de Luke Skywalker, que a perde em meio à batalha com Darth Vader no fim de Star Wars – Episódio V: O Império Contra-Ataca. Ao encontrarem Han Solo, ele diz que não vê Luke há quase 30 anos e o filme envolverá Solo guiando os jovens protagonistas em uma busca pelo lendário Jedi.

A trama com o planeta dos Sith e a ascensão de uma nova dupla de Sith justificaria uma busca por Luke mais do que a curiosidade de devolvê-lo um objeto que lhe pertenceu.

Particularmente, não gosto da ideia de Luke Skywalker estar sumido há 30 anos. Isso quer dizer que ele não teve papel algum na reestruturação da República. Porque desaparecer por tanto tempo após a luta tão ferrenha da Aliança Rebelde para derrubar o Império ao longo da Trilogia Original?

Também já surgiram rumores de que Luke não estaria apenas “desaparecido”, mas sim, feito prisioneiro.

Por outro lado, já surgiram rumores recentes de que os vilões do filme seriam os androides conhecidos como Inquisidores, que também aparecerão na nova série animada Star Wars – Rebels. De fato, há androides no filme, pois o diretor J.J. Abrams já publicou uma imagem de uma mão robótica. (Ou seria a outra mão de Luke?).

Darth Vader e o Imperador podem aparecer em flashbacks?

Darth Vader e o Imperador podem aparecer em flashbacks?

Há outros boatos de que Darth Vader e o Imperador Palpatine também apareceriam, mas em uma pequena cena de flashback, rememorando algum evento do passado – provavelmente com a nova dupla de Sith.

Ainda é preciso salientar que o último ponto dá a entender que Luke Skywalker irá seguir os passos de seu pai e decair para o Lado Negro da Força, ou seja, irá também se tornar um Lorde Sith.

Enfim, são apenas rumores. Confirmações devem vir chegando na medida em que a data de lançamento se aproxima.

Episódio VII passará cerca de 30 anos após o episódio anterior e, na verdade, apresentará os velhos conhecidos abrindo espaço para uma nova geração de personagens, que será o foco principal da trama. As filmagens foram retomadas há poucos dias, após uma pausa causada por um pequeno acidente que quebrou o tornozelo do astro Harrison Ford.

O primeiro filme da nova trilogia, Star Wars – Episódio VII será dirigido por J.J. Abrams (de Missão Impossível III, Super 8 e Star Trek), tem história de Michael Arndt (de Pequena Miss Sunshine) e roteiro de J.J. Abrams e Lawrence Kasdan. O  elenco traz de volta da velha trilogia Harrison Ford (Han Solo), Carrie Fisher (Leia Morgana), Mark Hamill (Luke Skywalker), Anthony Daniels (C3PO), Peter Mayhew (Chewbacca) e Kenny Baker (R2D2); que se juntam aos novatos John Boyega, Daisy Ridley, Adam Driver, Oscar Isaac, Andy Serkis, Domhnall Gleeson, Max von Sydow, Lupita Nyong’o e Gwendoline Christie, nenhum dos quais com papeis revelados. A data de lançamento é 18 de dezembro de 2015.

Os episódios seguintes (VIII e IX) terão roteiros de Lawrence Kasdan e Simon Kinberg, que também atuarão como produtores.

Star Wars é uma série de filmes que estreou em 1977, criada, escrita e dirigida por George Lucas. Foram produzidos os Episódios IV, V e VI primeiro (entre 1977 e 1983) e depois os Episódios I, II e III (entre 1999 e 2007), além de diversas outras produções para outras mídias, como quadrinhos, livros, games e a série animada Star Wars – Clone Wars, que fez bastante sucesso na TV. Um novo desenho chamado Star Wars – Rebels deve estrear em breve.

Os Vingadores: Foto de arte promocional revela visual do Visão no filme. [Atualizado com imagem melhor!!]

A arte promocional com o Visão em destaque acima à esquerda.

A arte promocional com o Visão em destaque acima à esquerda.

Devagarzinho, a Marvel revelou que o Visão estará mesmo em Os Vingadores 2 – A Era de Ultron, a sequência de Os Vingadores, o épico do Marvel Studios que reuniu nos cinemas pela primeira vez a equipe de super-heróis da Marvel Comics formada por Capitão América, Thor, Homem de Ferro e Hulk, e após apenas “esboçar” a presença do personagem no poster oficial do longametragem, agora um usuário do Instagram revelou uma foto com uma grande imagem promocional do filme – de origem ainda desconhecida, mas aparentemente genuína – na qual é possível uma visão (permitam-me o trocadilho) bem melhor do personagem. Veja ao lado.

Pela imagem podemos concluir que os rumores que diziam que o visual do Visão seria bastante fiel aos quadrinhos estavam corretos. Além disso, é possível até distinguir o rosto do ator Paul Bettany no personagem.

O Visão nos quadrinhos.

O Visão nos quadrinhos.

Nas HQs, o Visão é um sintozóide, ou seja, um tipo avançadíssimo de robô. Na verdade, uma inteligência artificial que ocupa um corpo robótico muito avançado. Sua primeira aparição foi em Avengers 57, de 1968, numa história de Roy Thomas e John Buscema. Na trama, o Visão é construído por outro robô, Ultron, para destruir os Vingadores. Mas a inteligência artificial do Visão termina identificando os planos malignos do vilão e volta-se contra ele, aliando-se aos heróis e se tornando um membro dos Vingadores.

Esta trama deverá se desenvolver mais ou menos da mesma forma no filme, mas de algum modo fazendo com que a inteligência artificial JARVIS – que apareceu em todos os Homem de Ferro e em Os Vingadoresevolua para (ou se encorpore no) Visão. O próprio Ultron deve ter relação com esse processo ou ser um desenvolvimento mais avançado do JARVIS. Assim, ambos as criaturas terão envolvimento direto com Tony Stark, ao contrário dos quadrinhos no qual Hank Pym (o Homem-Formiga original e também o Gigante) é o criador por trás das duas máquinas.

O design da Slideshow para o Visão.

O design da Slideshow para o Visão.

[Atualizado, 08/09:O site Comic Book Movie postou uma imagem mais detalhada do Visão no filme! Veja ao lado. Trata-se de um tipo de design do personagem para os bonecos da Slideshow e deve mesmo ser legítimo, já que é idêntico ao que podemos ver de relance na arte promocional divulgada. É uma imagem impactante, bastante fiel aos quadrinhos e também bem fantasiosa, o que gera a curiosidade de como tal visual irá se encaixar no plano mais realista dos filmes. Fim da Atualização].

Os Vingadores – A Era de Ultron será o fechamento da chamada Fase 2 do Marvel Studios, que se desenvolve em Homem de Ferro 3, Thor – O Mundo Sombrio, Capitão América – O Soldado Invernal e Guardiões da Galáxia. O filme envolverá a ameaça da inteligência artificial Ultron, um dos maiores vilões dos quadrinhos, que constrói para si um corpo robótico indestrutível e quer simplesmente eliminar a humanidade.  No filme, ele criará um exército de drones para auxiliá-lo. A trama envolverá a dificuldade dos Vingadores existirem como equipe, que é potencializada pela chegada dos irmãos Feiticeira Escarlate e Mercúrio, que pelo menos no início não serão muito amigáveis. O andróide Visão também é parte do filme e, nos quadrinhos, é um ser artificial criado por Ultron para destruir os Vingadores, mas desenvolve consciência ese alia a equipe contra seu criador. Além de Ultron, também estará presente a organização terrorista HIDRA e seu líder, o Barão Von Strucker. O supervilão Thanos, que já apareceu brevemente no primeiro filme, também deve aparecer nas sombras, movendo a trama em direção ao fecho da trilogia.

Avengers – Age of Ultron é escrito e dirigido por Joss Whedon. O elenco reúne Robert Downey Jr. (Tony Stark/Homem de Ferro), Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Chris Hemsworth (Thor), Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/Viúva Negra), Jeremy Renner (Clint Barton/Gavião Arqueiro), Elizabeth Olsen (Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate), Aaron Taylor-Johnson (Pietro Maximoff/Mercúrio), James Spader (Ultron), Don Cheadle (Coronel James Rhodes), Cobie Smulder (Agente Maria Hill), Thomas Krestschmann (Barão Wolfgan Von Strucker), Paul Bettany (JARVIS/ Visão) e Kim Soo Hyun (papel não-revelado), com participações especiais de Josh Brolin (Thanos), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão) e Hayley Atwell (Peggy Carter). As filmagens passaram pela África do Sul, Itália, Coreia do Sul e Grã-Bretanha. O lançamento será em 1º de maio de 2015, nos EUA.

Os Vingadores surgiram em 1963, criados por Stan Lee e Jack Kirby, publicados em The Avengers 01, reunindo personagens já criados previamente. Mais importante supergrupo da Marvel Comics, fazer parte da equipe significa ter um status diferenciado de importância no Universo da editora.

Arrow: Série de TV contrata o seu Ra’s Al Ghul

Ra's Al Ghul nos quadrinhos: o mais poderoso dos vilões de Batman agora em Arrow.

Ra’s Al Ghul nos quadrinhos: o mais poderoso dos vilões de Batman agora em Arrow.

Um dos maiores vilões do Batman, o imortal terrorista Ra’s Al Ghul irá aparecer em Arrowa série de TV que  adapta o herói Arqueiro Verde da DC Comics, exibida pelo canal The CW, pertencente ao conglomerado Warner Bros. Quem deu o anúncio oficial foi o astro Stephen Amell, que postou no Twitter a contratação do ator Matt Nable (de Riddick e Underbelly) para o papel. O vilão já foi citado inúmeras vezes na série, deixando clara a ligação das origens do Arqueiro Verde com a Liga dos Assassinos; vinculando personagens como a Canário Negro ao clã e já aparecendo uma das filhas do vilão: Nyssa Raatko.

Ra’s Al Ghul foi criado por Dennis O’Neil e Neal Adams em Batman 232de 1971, num arco de histórias que colocava o homem-morcego contra a Liga dos Assassinos e também introduziu sua filha Talia (Al Ghul) Head. A história revela que ele tem 700 anos de idade e que se mantém vivo por meio dos misteriosos Poços de Lázaro, que podem ressuscitar ou rejuvenescer (dependendo da versão) quem neles submerge.

Matt Nable é o novo Ra's Al Ghul.

Matt Nable é o novo Ra’s Al Ghul.

Ra’s Al Ghul já apareceu no cinema, interpretado pelo ator Liam Neeson em Batman Begins, de 2005, sendo novamente citado em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, de 2012. Curiosamente, recentemente, Neeson disse em uma entrevista que toparia voltar a encarnar o personagem se fosse convidado, inclusive, em Arrow. Parece que não vai rolar… Quem sabe no cinema de novo?

Arrow se utiliza consideravelmente do universo do Batman, já que o Arqueiro Verde não tem um próprio assim tão consolidado.

A produção e o roteiro de Arrow são de Greg Berlanti (de Brothers & Sisters), Marc Guggenheim (de FlashForward) e Andrew Kreisberg (de Vampire Diaries e Fringe). O Episódio Piloto foi dirigido por David Nutter, o mesmo diretor do piloto de Smallville. O elenco fixo traz: Stephen Amell (Oliver Queen), Susanna Thompson (Moira Queen, mãe de Oliver), Katie Cassidy (Dinah Laurel Lance, personagem que, na DC Comics, é a heroína Canário Negro, mas na série é uma advogada que atua contra milionários, interesse amoroso de Oliver), Willa Holland (Thea Queen, irmã adolescente de Oliver), David Ramsey (John Diggle, um ex-militar que é o guarda-costas de Oliver), Paul Blackthorne (Detetive Quentin Lance, pai de Laurel), Emily Bett Rickards  (Felicity Smoak) e Colin Salmon (Walter Steele).

Liam Neeson como Ra's Al Ghul.

Liam Neeson como Ra’s Al Ghul.

Outros atores com participação na Segunda Temporada são: Manu Bennett (Slade Wilson, o Exterminador); Colton Haynes (Roy Harper); Caity Lotz (Canário Negro), Michael Jay White (Tigre de Bronze), Grant Gustin (Barry Allen, o Flash) e Katrina Law (Nyssa Raatko).

Outros atores ocasionais são:  Jamey Sheridan (Robert Queen), John Barrowman (Black Archer); Jessica De Gouw (Caçadora/ Helena Bertinelli); Byron Mann (Yao Fei).

A estreia nos EUA da Primeira Temporada foi em 11 de outubro de 2012 e o horário do programa é às quarta-feiras (nos EUA), às 20h, antes de Supernatural. No Brasil, a estreia foi em 22 de outubro, no canal pago Warner, sendo exibido às segundas-feiras. A Segunda Temporada já foi encerrada e a Terceira estreará em breve. Arrow também ganhou um spin-off (série derivada) com The Flash, que também estreia em breve.

Nos quadrinhos, o Arqueiro Verde estreou na revista More Fun Comics 73, de setembro de 1941, criado pelo escritor Mort Weisinger e com desenhos de George Papp. Ele também é um dos principais membros da Liga da Justiça.

Guardiões da Galáxia 2: Ator Al Pacino diz que toparia fazer qualquer papel na sequência

Al Pacino: toparia qualquer papel na Marvel.

Al Pacino: toparia qualquer papel na Marvel.

Definitivamente, os filmes de super-heróis estão expandindo fronteiras e indo além de meras peças de ação para divertir jovens. Em entrevista ao site Deadline Hollywood, o célebre ator Al Pacino disse que assistiu e adorou Guardiões da Galáxia, adaptação da equipe de super-heróis cósmicos da Marvel Comics, realizado pelo braço cinematográfico da empresa, o Marvel Studios. E mais, acrescentou que toparia fazer qualquer papel na sequência do longa – que já foi anunciada para 2017 – ou no Universo Marvel em geral.

Ao site, ele diz:

Guardiões não é algo que eu tomaria a iniciativa para assistir, mas meus filhos me pediram para ir, e devo admitir que há limites para o preconceito: o filme é bom! Eu entendi o projeto engenhoso que eles estão fazendo, as invenções, o desempenho atraente dos atores. Havia um quê de Shakespeare em alguns momentos. Me empolguei com a ação na telona, o som… Eu faria qualquer papel [no Universo Marvel] que esteja ao meu alcance, e que eu me encaixa. E, claro, se eu me encaixar em algum. Tudo é possível. Você sabe que eu fiz Dick Tracy [em 1990] e fui indicado para o Oscar, então… (pisca).

Alfredo “Al” Pacino nasceu em Nova York, no ano de 1940, descendente de família italiana e é um dos mais célebres atores de Hollywood das últimas quatro décadas. Sua carreira decolou a partir do papel de Michael Corleone em O Poderoso Chefão, em 1972, na qual foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, embora não tenha levado. Seguiu em papeis marcantes, como em Serpico (1973), O Poderoso Chefão – Parte II (1974), Um Dia de Cão (1975), Scarface (1983), Dick Tracy (1990 – outra indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante), O Poderoso Chefão – Parte III (1990), Perfume de Mulher (1992 – ganhou o Oscar de Melhor Ator), Donnie Brasco (1997), O Advogado do Diabo (1997), Insônia (2002) e o filme para a TV Phil Spector (2013).

O autoconvite do ator só reforça o novo momento dos filmes baseados em quadrinhos, que ganharam a adesão de vários grandes atores históricos, como Anthony Hopkins, Robert Redford e Glenn Close.

Então, Marvel, faça suas ligações e esperamos ver em que papel o grande Al Pacino se encaixaria.

Os Guardiões: sucesso virando cult.

Os Guardiões: sucesso virando cult.

***

Em Guardiões da Galáxia o terráqueo Peter Quill (abduzido da Terra quando tinha 8 anos de idade), também conhecido como Senhor das Estrelas (ou Star-Lord) atua como um ladrão mercenário ao longo da galáxia, associado ao grupo conhecido como Saqueadores (Ravens), liderados pelo canalha Yundu. Ao tomar posse de uma misteriosa orbe esquecida em um planeta desabitado, Quill se envolve em uma frenética procura pelo objeto, que é desejado pelo terrorista Ronan, um desertor do Império Kree, que descorda do pacto de paz realizado com o planeta Xandar, lar da polícia intergaláctica Corporação Nova. Capturado, o Senhor das Estrelas termina forjando uma aliança improvável com a assassina Gamora; a dupla de caçadores de recompensas Rocket e Groot; e o vingativo Drax, o destruidor; que tentarão desesperadamente impedir os planos genocidas de Ronan, que está aliado ao temido Thanos, que cede sua filha adotiva, Nebula, para auxiliar na posse da orbe, numa aliança que envolve também o Colecionador.

Guardiões da Galáxia é dirigido por James Gunn, que também reescreveu o roteiro que antes passou pelas mãos de Nicole Pearlman e Chris McCoy. O elenco traz Chris Pratt  (Star-Lord); Zoe Saldana (Gamora); Bradley Cooper (voz de Rocket Raccoon); o lutador de MMA Dave Bautista (Drax, o destruidor); Lee Pace (Ronan, o acusador); Karen Gillan (Nebula); Vin Diesel(voz de Groot); Michael Rooker (Yundu);  Djimon Hounsou (Korath); Ophelia Lovibond (Carina Tanivan); com participações especiais de Glenn Close (Comandante Irani Rael, líder da Tropa Nova), Benício Del Toro (Colecionador),  John C. Reilly (Agente Nova Rhomann Dey), e Josh Brolin (Thanos). A estreia foi 1º de agosto de 2014. Ele integra a Fase 2 do Marvel Studios e tem conexões com Os Vingadores 2 – A Era de Ultron, que sai no ano que vem.

Os Guardiões da Galáxia é um time de heróis cósmicos, que atua no Espaço Sideral e surgiu em 1969, na revista Marvel Super-Heroes 18, criados por Arnold Drake e Gene Colan. Coadjuvantes do Universo Marvel e vindos do futuro, participaram de histórias dos Vingadores, Defensores e Thor. Uma nova versão da equipe, com personagens do presente, surgiu na maxissérie Aniquilação: Conquista, em 2008, criada por Dan Abnett e Andy Lanning, trazendo como membros Star Lord, Gamora, Groot, Rocket Racoon e Drax, o destruidor, dentre outros.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 114 outros seguidores