13 de Julho: Hoje é o Dia do Rock!

13 de julho: dia do rock.

13 de julho: dia do rock.

Hoje, 13 de julho, é o Dia do Rock! A data foi instituída em 1985, por ocasião da realização do Live Aid, o maior concerto beneficente já promovido até então, que reuniu os maiores nomes do rock da época.

Para você leitor do HQRock comemorar conosco, dê um passeio por algumas das mais interessantes postagens do blog sobre o rock! Plugue sua guitarra, faça um som e divirta-se!

Saiba tudo sobre a Invasão Britânica, o movimento que mudou para sempre a história do rock!

A fantástica história do lançamento do primeiro álbum dos Beatles, Please Please Me, que fez 50 anos em 2013! E conheça o álbum Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, a obra mais importante do quarteto de Liverpool.

A vida e a obra de Bob Dylan, um dos maiores compositores da história do rock e o maior poeta da geração dos anos 1960.

Os 40 anos do disco Ziggy Stardust, obra mais importante de David Bowie, o camaleão do rock.

Os 20 anos do álbum Nevermind, do Nirvana, a mais importante banda dos anos 1990.

As gravações dos álbuns Darkside of the Moon, The Wall eThe Saucerful of Secrets do Pink Floyd.

A vida de Freddie Mercury e sua carreira com o Queen.

A carreira do R.E.M. a mais importante banda alternativa dos EUA.

Os 50 anos de carreira dos Rolling Stones.

A tresloucada jornada do Sex Pistols, a maior das bandas punks da Inglaterra.

Os 40 anos de morte de Jim Morrison e sua carreira frente à banda The Doors.

E veja as Discografias Completas de: Cazuza, Raul Seixas, Titãs, Eric Clapton, Rolling Stones, Pink Floyd, Foo Fighters.

Morre Tommy Ramone, o último dos membros originais dos Ramones

Tommy Ramone: morte aos 62 anos.

Tommy Ramone: morte aos 62 anos.

A revista Variety noticiou em primeira mão a morte do produtor musical e baterista Tommy Ramone, o último dos membros originais da icônica banda punk norteamericana The Ramones. Tommy estava em tratamento paliativo contra um câncer do ducto biliar e faleceu em sua casa, em Nova York,  nesta sexta-feira (11).

Nascido em Budapeste, na Hungria com o nome de Ederlyi Tamas, o músico migrou com a família para os Estados Unidos. Seus pais eram sobreviventes do Holocausto. Morando em Forest Hills, em Nova York, Tamas estudou no colégio com John Cummings, que mais tarde seria conhecido como Johnny Ramone, o guitarrista da banda. Ederlyi desde bem jovem ingressou na carreira musical como engenheiro de som, trabalhando, em 1970, no álbum Band of Gypsys de Jimi Hendrix.

Tommy Ramone nos anos 1970: pioneiro da cena punk.

Tommy Ramone nos anos 1970: pioneiro da cena punk.

Ele montou um estúdio musical e foi lá que a futura banda Ramones foi ensaiar pela primeira vez. Inicialmente, Tommy, como era chamado, iria ser o empresário do grupo, mas terminou assumindo a bateria para que o titular do instrumento, Joey (Jeffrey Hyman) assumisse os vocais do conjunto no lugar de Dee Dee (Douglas Colvin), que passou a ser apenas o baixista. Eles assumiram o nome Ramones em referência ao pseudônimo que o ex-Beatles Paul McCartney usava antes da fama: Paul Ramon. Meio como piada, também decidiram que cada membro assumiria o sobrenome Ramone, para dar uma ideia de família.

A formação original dos Ramones contava com Joey (v0cais), Johnny (guitarra), Dee Dee (baixo) e Tommy (bateria); e estrearam em 1974 no lendário CBGB Club, palco mais alternativo de Nova York no período. Tommy Ramone permaneceu no grupo durante os três primeiros álbuns da banda (Ramones, Leave Home e Rocket to Russia, lançados entre 1976 e 1977), e também foi compositor de algumas canções importantes do grupo, como I wanna be your boyfriend e Blitzkrieg bop; mas depois seguiu uma renomada carreira como produtor musical.

A formação original dos Ramones: maior banda punk dos EUA.

A formação original dos Ramones: maior banda punk dos EUA.

Os Ramones o substituíram por Marc Bell (advindo da banda de hard rock Dust e da punk Richard Hell’s and Voidoids), que virou Marky Ramone. A banda prosseguiu carreira até 1996, quando encerraram suas atividades. Bastante popular em sua época, os Ramones se configuraram como a maior e mais importante banda punk dos EUA, tornando-se, ainda uma das mais icônicas bandas dos anos 1970 e 1980.

Desde então, todos os membros originais do grupo já faleceram: Joey de um linfoma em 2001; Johnny de overdose em 2002; e Dee Dee de um câncer de próstata em 2004.

Tommy Ramone tinha 62 anos.

DC Comics: Batgirl e Mulher-Gato sofrerão reformulações nas HQs

O novo visual da Batgirl: mais hipster.

O novo visual da Batgirl: mais hipster.

Duas das mais queridas e populares personagens de quadrinhos na editora DC Comics terão mudanças criativas este ano: Batgirl e Mulher-Gato terão status quo alterado e reformulações editoriais a partir de outubro. As revistas Batgirl e Catwoman terão times criativos trocados que darão início a novas fases.

Após três anos comandado pela escritora Gail Simone, a Batgirl sofrerá uma grande mudança criativa. A revista Batgirl passará às mãos do time formado pelo roteirista Cameron Stewart, o desenhista Brenden Fletcher e a artista Babs Tarr. A equipe dará início a uma fase totalmente nova na vida de Barbara Gordon: mudança de visual e de clima nas histórias.

Esquema de design da Batgirl.

Esquema de design da Batgirl.

Segundo o release da DC Comics (via MTV News), tudo começa quando um incêndio destrói todos os pertences de Barbara Gordon. Ela, então, precisa reconstruir sua vida, indo morar no distrito de Burnside, em Gotham City, o lugar dos jovens hipsters. Será uma abordagem mais leve e divertida à personagem, que já viveu dramas muito profundos nas mãos de roteiristas anteriores.

Isso se reflete no visual da heroína, que adota um uniforme mais “vida real” (com jaqueta de couro e acessórios) e um traço mais cartunesco e leve.

A DC também se adiantou em afirmar que Gail Simone já tem outros projetos engatilhados na editora. Isso se deve, provavelmente, à polêmica de alguns anos atrás quando a editora demitiu a escritora do título Batgirl após uma queda nas vendas. (Desde a reformulação dos Novos 52 da DC, em 2011, Batgirl era uma das 20 revistas mais vendidas do mercado de HQs dos EUA). O ato gerou mal estar na indústria e reação do público, obrigando a editora a voltar atrás. (Veja aqui).

A nova Batgirl estreia no mês de outubro em Batgirl 35.

Nos quadrinhos, a Batgirl é Barbara Gordon, filha adotiva do Comissário Gordon. Gênio da informática, ela se tornou uma vigilante contra o crime inspirada na ação do Batman. A personagem foi criada pelo editor Julius Schwartz, o escritor Gardner Fox e o desenhista Carmine Infantino, aparecendo pela primeira vez em Detective Comics 359, de 1967. Ela foi criada especificamente para ser incluída na série de TV do Batman, exibida na CBS na época. A personagem foi a segunda a usar este nome, pois Bob Kane, Bill Finger e Sheldon Moldoff criaram uma primeira Batgirl em 1961, que foi publicada por um curto período de tempo. Barbara Gordon chegou a deixar de ser a Batgirl no fim dos anos 1980 após ficar paralítica em uma história, quando assumiu a alcunha de Oráculo e passou a alimentar os heróis da DC com informações e serviços de informática; no que também foi substituída por outras mulheres no papel de Batgirl, notadamente Cassandra Cain. No reboot da DC de 2011, Barbara Gordon voltou a andar e reassumiu a identidade de Batgirl. Ela é uma das personagens femininas mais populares da DC Comics.

A Mulher-Gato chefe da mafia.

A Mulher-Gato chefe da mafia.

Já a Mulher-Gato passará por uma mudança ainda maior. A escritora Genevieve Valentine assume a revista Catwoman, ao lado do desenhista Garry Brown. Na trama, Selina Kyle descobre que é a herdeira da mafia de Gotham City e decide assumir sua herança. A justificativa da escritora é que a personagem usará isso para ajudar a reconstruir Gotham – a Mulher-Gato não é uma vilã nos quadrinhos, mas uma anti-heroína – mas ao mesmo tempo será seduzida pelo poder que isso representa.

Aparentemente, esta trama aproveita a “pista” de que Selina Kyle é, na verdade, filha bastarda de Carmine Falconi, o chefão máximo do crime na época em que Batman começou a agir. Essa revelação é insinuada na história Batman: O Longo Dia das Bruxas, de Jeph Loeb e Tim Sale, de 1996.

A mudança virá em Catwoman 35, publicada em outubro próximo.

A Mulher-Gato foi criada por Bob Kane e Bill Finger, estreando na revista Batman 01 , de 1940. Inicialmente retratada como vilã, a partir dos anos 1980, a personagem deu uma guinada para o heroísmo. Hoje é retratada como uma ladra com bom coração, uma anti-heroína, que auxilia o Batman de vez em quando. Aliás, a tensão sexual entre o homem-morcego e Selina Kyle é algo que existe desde sua primeira história. Nos últimos anos, os personagens chegaram a ter um relacionamento sério, embora suas vidas impeçam de viver realmente juntos.

O leitor do HQRock já deve ter percebido que, discretamente, a DC Comics está dando uma limpeza em suas revistas e renovando sua grade de artistas ao longo deste ano, como uma maneira de recuperar o estupendo sucesso que foi a iniciativa dos Novos 52, de 2011. Outra personagem feminina da DC Comics, a Mulher-Maravilha, também teve anúncio de mudança de equipe criativa e direcionamento. (Veja aqui).

***

Batman foi criado pelo cartunista Bob Kane em 1939 e estreou na revista Detective Comics 27. Desde então é publicado pela DC Comics.

Flash: Personagem Nuclear também estará na série

Robbie Amell e o Nuclear.

Robbie Amell e o Nuclear.

O site da revista Variety revelou que o ator Robbie Amell (da série Tomorrow People) estará no elenco de The Flash, série de TV que adaptará  o herói velocista homônimo da DC Comics, levado ao ar pelo canal The CW. O personagem que ele fará será Ronnie Raymond, mais conhecido como o super-herói Nuclear (Firestorm no original).

Na trama Ronnie Raymond será noivo da Dra. Caitlin Snow e um dos cientistas dos Laboratórios STAR, tendo participação direta no acidente com o acelerador de partículas que confere a Barry Allen sua supervelocidade.

Uma curiosidade: Robbie Amell é primo de Stephen Amell, o Arqueiro Verde de Arrow.

Nos quadrinhos, Nuclear foi criado por Gerry Conway e Al Milgrom, estreando em Firestorm, the nuclear man 01, de 1978. Na trama, numa característica algo bizarra, o personagem era dotado da fusão de duas pessoas: o jovem Ronnie Raymond e o cientista Martin Stein, com as duas consciências conversando em meio a ação. O personagem fez certo sucesso e integrou a Liga da Justiça. Como é de praxe na DC Comics, desde então, surgiram várias versões diferentes do personagem.

O Flash da TV.

O Flash da TV.

The Flash, a série, será um derivado de Arrow, que conta as aventuras do Arqueiro Verde, no mesmo canal e começará sua terceira temporada. O personagem Barry Allen, que se transforma no Flash, foi introduzido naquela serie, vivido por Grant Gustin e agora terá seu próprio programa. O Episódio Piloto é escrito por Geoff Johns e dirigido por David Nutter e a série será exibida a partir de setembro de 2014.

O elenco traz Grant Gustin (Barry Allen/ The Flash), Candice Patton (Iris West), Jesse L. Martin (Detetive Joe West), Danielle Panabaker (Dra. Caitlin Snow, a vilã Killer Frost); Rick Cosnett (Detetive Eddie Thawne, futuro vilão Flash Reverso), Carlos Valdes (Cisco Ramon), Tom Cavanagh (Dr. Harrison Wells), John Wesley Shipp (Henry Allen, pai de Barry), Michelle Harrison (Nora Allen, mãe de Barry) e Robbie Amell (Ronnie Raymond).

Na trama, Barry Allen (que ganhou seus poderes em um episódio de Arrow) é um cientista forense da Polícia de Central City, obcecado em resolver o assassinato de sua mãe, pelo qual seu pai foi acusado e preso injustamente.

Saiba mais sobre o Flash clicando aqui e lendo o especial do HQRock sobre o personagem.

O Flash foi criado por Gardner Fox e Harry Lampert, aparecendo em Flash Comics 01, de 1940. Em sua primeira versão era o universitário Jay Garrick. Após ser cancelado, o Flash ganhou uma segunda e mais famosa versão em 1956, estreando na revista Showcase 04, reformulado por Robert Kanigher e Carmine Infantino, sendo considerado o marco zero da Era de Prata dos Quadrinhos. Na trama, este novo Flash era o policial forense Barry Allen, que ganha seus poderes em um acidente de laboratório. Este Flash também foi membro fundador da Liga da Justiça, em 1960. Outras versões do Flash surgiram desde então, como Wally West, mas é Barry Allen o mais querido dos fãs e titular oficial do cargo.

Batman v Superman: Mais rumores da presença do vilão Doomsday

O monstro Doomsday pode estar no filme.

O monstro Doomsday pode estar no filme.

O sempre confiável site Bleeding Cool trouxe mais um forte rumor da presença do vilão Doomsday (no Brasil, Apocalipse) em Batman v. Superman – Dawn of Justice, sequência de Superman – O Homem de Aço, o reinício da franquia cinematográfica da Warner Bros. sobre o personagem da DC Comics, que colocará o homem-morcego contra o último filho de Krypton, resultando no primeiro encontro cinematográfico dos dois mais icônicos de todos os super-heróis. O site garante que uma fonte que já se mostrou ser confiável no passado lhe garantiu que viu designs de produção com o monstro.Todos esperam a existência de um vilão de ameaça física para complementar as ações de Lex Luthor e Apocalipse é o maior candidato a essa vaga.

Superman combate Apocalypse na arte de Dan Jurgens.

Superman combate Apocalypse na arte de Dan Jurgens.

Nos quadrinhos, Doomsday é o monstro que matou o homem de aço na saga A Morte do Superman, de 1992, comandada pelo escritor e desenhista Dan Jurgens, mas também com participações dos escritores Louise Simonson, Roger Stern, Jerry Ordway; e desenhistas como Jackson Guice, Tom Grummett e Jon Bogadove. Na trama, o misterioso monstro se liberta de uma prisão subterrânea e sai destruindo tudo o que encontra no caminho, passando por cima até da Liga da Justiça completa. Cabe, assim, ao Superman deter a criatura antes que ela chegue em Metrópolis.

Na colossal batalha final, mostrada em Superman 75, de 1992, por Dan Jurgens, após um esforço monumental, o homem de aço consegue deter a criatura, mas ao preço da própria vida. (Claro que o homem de aço retornou ao mundo dos vivos meses depois).

Doomsday já foi adaptado ao live action na 8ª temporada da série de TV Smallville, que narrava as aventuras do jovem Clark Kent antes de se transformar no Superman.

Já surgiram outros indícios de que não somente Doomsday estará no filme, como também o Superman ou morrerá ou pelo menos será dado como morto em Dawn of Justice. Paparazzis flagraram a gravação de uma cena em que a grande estátua do Superman usada no filme aparece destruída e uma multidão de pessoas – que inclui policiais – faz fila para despejar flores nos destroços, como se fosse um memorial ou um funeral.

O HQRock acha que, caso esses rumores se comprovem verdadeiros, a “morte” do Superman (todo sabe que ele vai voltar) seria um bom mote para que Diana Prince – que vai ser introduzida no filme como a namorada de Bruce Wayne – se revele como a Mulher-Maravilha e se una ao homem de aço e ao Batman na batalha final, dando o primeiro passo para o surgimento da Liga da Justiça, que terá um filme próprio em 2017.

Apocalipse em Smallville.

Apocalipse em Smallville.

Em Batman v. Superman – Dawn of Justice, um Batman mais experiente irá se contrapor ao recém-surgido Superman, criando algum tipo de conflito entre ambos, mais ou menos nos parâmetros da minissérie Batman: O Cavaleiro das Trevas, escrita e desenhada por Frank Miller, em 1986. Segundo os informes até agora, será um “novo” Batman e não uma sequência da Trilogia Cavaleiro das Trevas, embora a premissa de um homem-morcego mais experiente seja justamente adequada a isso.

Mulher-Maravilha também terá uma (pequena?) participação no filme. Lex Luthor é o vilão principal, mas haverá outro antagonista, provavelmente, mais físico, que pode ser alguém como Doomsday (Apocalypse), Metallo ou Parasita. A cidade de Detroit será o modelo para Metrópolis e para Gotham City também. Pretensamente, as filmagens principais já começaram no Estado de Michigan.

Batman v. Superman – Dawn of Justice  é produzido por Deborah Snyder, com história de David S. Goyer (dos filmes do Batman e O Homem de Aço), roteiro de Chris Terrio (de Argo) e dirigido por Zack Snyder (de 300 Watchmen), funcionando como uma sequência de Superman – O Homem de Aço. O elenco traz Henry Cavill (Superman/Clark Kent), Ben Affleck (Batman/Bruce Wayne), Amy Adams (Lois Lane),  Jesse Eisenberg (Lex Luthor), Gal Gadot (Diana Prince/ Mulher-Maravilha), Laurence Fishburne (Perry White), Diane Lane (Martha Kent), Jeremy Irons (Alfred Pennyworth), Tao Okamoto (Mercy Graves), além de Holly Hunter, Callan Mulvey e Scoot McNairy em papeis não revelados; e a participação especial de Jason Mamoa (Orin/ Aquaman). O lançamento é em 06 de maio de 2016.

Superman foi criado por Jerry Siegel e Joe Shuster em 1938 e desde então é publicado pela DC Comics.

Batman foi criado pelo cartunista Bob Kane em 1939 e desde então é publicado pela DC Comics.

A Mulher-Maravilha foi criada pelo psicólogo norteamericano William Moulton Marston e o desenhista H. G. Peters, aparecendo na revista All-American Comics 08, em 1941. A ideia de Marston era apresentar um arquétipo do força do feminino e, em segredo, explorar tendências sexuais não tradicionais à sociedade da época (como bigamia, lesbianismo e sadomasoquismo). A personagem fez bastante sucesso e se manteve sendo publicada até hoje pela DC Comics. Ela foi uma dos membros-fundadores da Liga da Justiça em 1960. A Mulher-Maravilha continua representando um símbolo da força das mulheres no mundo atual, sendo a mais icônica das super-heroínas.

 

Homem-Formiga: Mais dois roteiristas são contratados para o filme

Homem-Formiga original nos quadrinhos.

Homem-Formiga original nos quadrinhos.

Prestes a começar suas filmagens, Homem-Formiga, filme que adaptará o personagem pouco conhecido da Marvel Comics, que será levado aos cinemas pelo Marvel Studios, acaba de ganhar mais dois roteiristas: Gabriel Ferrari e Andrew Barrer.

A dupla será o que se chama de roteiristas de produção, ou seja, responsáveis por qualquer revisão ou reescrita de roteiro durante as filmagens.

Há poucas semanas atrás, Homem-Formiga perdeu o diretor Edgar Wright, foi substituído.

Homem-Formiga será o primeiro filme da Fase 3 do Marvel Studios, que culminará no futuro com Os Vingadores 3. A Marvel o descreve como um grande “filme de assalto”. A trama se desenvolverá em dois tempos diferentes, já que envolve o cientista Hank Pym (vivido por Michael Douglas) ter sido o Homem-Formiga nos anos 1960 e ter sua identidade  “roubada”  no presente por Scott Lang (vivido por Paul Rudd). Provavelmente, Patrick Wilson irá viver o jovem Hank Pym.

Nos quadrinhos, Hank Pym é um cientista genial que cria partículas especiais que lhe permitem diminuir e aumentar de tamanho, o que lhe leva a usar várias identidades heróicas ao longo do tempo, como Homem-Formiga, Gigante, Golias e Jaqueta Amarela. Membro importante dos Vingadores, Pym é tratado nas histórias como alguém com forte tendências esquizofrênicas, o que o torna bastante instável. Ele foi casado com a também heroína Janet Van Dyne, a Vespa. O fato de Pym usar várias identidades, criou oportunidades para que surgissem sucessores, como Scott Lang como o segundo Homem-Formiga; um vilão com o nome Golias; e uma vilã como o nome Jaqueta Amarela.

O filme Ant-Man será dirigido por Peyton Reed (de Sim Senhor) com história por Edgar Wright e Joe Cornish; roteiro final por Adam McKay, Gabriel Ferrari e Andrew Barrer. O elenco traz Paul Rudd, Michael Douglas Patrick Wilson, além de nomes como Michael Pena, Clifton Collins Jr. e Evangeline Lilly, nenhum dos quais com papeis revelados. A produção dará início à Fase 3 do Universo Marvel nos Cinemas. A estreia será em 17 de julho de 2015.

O Homem-Formiga foi criado por Stan Lee e Jack Kirby em Tales to Astonish 27, de 1962, e é membro fundador dos Vingadores.

 

 

Arrow: O Superman de O Retorno, Brandon Routh entra para o elenco da série. Viverá o herói Eléktron

Brandon Routh como o Superman.

Brandon Routh como o Superman.

Depois de viver o Superman no controverso Superman – O Retorno, de 2006, o ator Brandon Routh viverá outro super-herói da DC. O ator acaba de ser anunciado no elenco de Arrowa série de TV que  adapta o herói Arqueiro Verde da DC Comics, exibida pelo canal The CW, pertencente ao conglomerado Warner Bros., onde fará o Dr.Ray Palmer, mais conhecido como Eléktron (ou The Atom, no original).

Na série, incialmente, Palmer será um expert científico que auxiliará o trabalho do Arqueiro Verde, ao mesmo tempo em que irá servir de interesse amoroso para Felicity Smoak. Ainda, Ray Palmer será o novo dono da Queen Consolidated.

O contrato de Routh prevê a participação em 14 episódios da 3ª temporada de Arrow, que estreia em setembro nos EUA.

Nos quadrinhos The Atom primeiramente foi um personagem criado em 1940 por Ben Flinton e Bill O’Conner, estreando na revista All-American Comics 19. Era um herói sem superpoderes chamado Al Pratt, um valentão de baixa estatura, por isso seu nome. Ele fez parte da Sociedade da Justiça, o primeiro grupo de super-heróis da DC.

Elektron: clássico membro da Liga da Justiça.

Elektron: clássico membro da Liga da Justiça.

Décadas mais tarde, já na Era de Prata dos quadrinhos, foi criada uma segunda versão do The Atom (chamado Eléktron no Brasil, embora seja um erro), que na verdade não tinha nenhuma relação com o anterior a não ser o nome. O Elektron estreou em Showcase 34, de 1961, criado pelo editor Julius Schwartz, o escritor Gardner Fox e o desenhista Gil Kane. Na trama, o Dr. Ray Palmer encontra os destroços de uma estrela anã branca e, com ela, consegue diminuir de tamanho até atingir cumprimento subatômico.

O Eléktron foi um dos mais antigos membros da Liga da Justiça e foi bastante atuante na fase clássica da equipe, ao longo dos anos 1960 e 1970. Nas últimas décadas, surgiram inúmeras outras versões do personagem, mas Palmer continua sendo a grande referência para os fãs.

A produção e o roteiro de Arrow são de Greg Berlanti (de Brothers & Sisters), Marc Guggenheim (de FlashForward) e Andrew Kreisberg (de Vampire Diaries e Fringe). O Episódio Piloto foi dirigido por David Nutter, o mesmo diretor do piloto de Smallville. O elenco fixo traz: Stephen Amell (Oliver Queen), Susanna Thompson (Moira Queen, mãe de Oliver), Katie Cassidy (Dinah Laurel Lance, personagem que, na DC Comics, é a heroína Canário Negro, mas na série é uma advogada que atua contra milionários, interesse amoroso de Oliver), Willa Holland (Thea Queen, irmã adolescente de Oliver), David Ramsey (John Diggle, um ex-militar que é o guarda-costas de Oliver), Paul Blackthorne (Detetive Quentin Lance, pai de Laurel), Emily Bett Rickards  (Felicity Smoak) e Colin Salmon (Walter Steele).

Outros atores com participação na Segunda Temporada são: Manu Bennett (Slade Wilson, o Exterminador); Colton Haynes (Roy Harper); Caity Lotz (Canário Negro), Michael Jay White (Tigre de Bronze), Grant Gustin (Barry Allen, o Flash) e Katrina Law(Nyssa Raatko).

Outros atores ocasionais são:  Jamey Sheridan (Robert Queen), John Barrowman (Black Archer); Jessica De Gouw (Caçadora/ Helena Bertinelli); Byron Mann (Yao Fei).

A estreia nos EUA da Primeira Temporada foi em 11 de outubro de 2012 e o horário do programa é às quarta-feiras (nos EUA), às 20h, antes de Supernatural. No Brasil, a estreia foi em 22 de outubro, no canal pago Warner, sendo exibido às segundas-feiras. A Segunda Temporada já foi encerrada e a Terceira já está garantida. Arrow também ganhou um spin-off (série derivada) com The Flash.

Nos quadrinhos, o Arqueiro Verde estreou na revista More Fun Comics 73, de setembro de 1941, criado pelo escritor Mort Weisinger e com desenhos de George Papp. Ele também é um dos principais membros da Liga da Justiça.

 

 

Pink Floyd lançará novo álbum este ano

David Gilmour: novo disco do Pink Floyd?

David Gilmour: novo disco do Pink Floyd?

A notícia pegou todo mundo de surpresa ontem. No Twitter, a esposa do guitarrista David Gilmour, Polly Samson (que atuou como letrista ao lado da banda) revelou que a banda britânica Pink Floyd, uma das de maior sucesso e importância da história do rock, irá lançar um novo álbum em 2014, no mês de outubro. O disco se chamaria The Endless River e é o primeiro do grupo desde exatamente 20 anos, quando chegou às lojas The Division Bell, de 1994.

Depois, a backing vocalista (vocalista de apoio) Durga McBroom-Hudson (que acompanhou o Pink Floyd em gravações e shows ao vivo nos anos 1980 e 1990) também falou sobre o novo álbum, dizendo que fez gravações para algumas das canções.

Ninguém esperava por isso: o Pink Floyd encerrou oficialmente suas atividades em 1996, após o fim da turnê de promoção de The Division Bell, e depois disso, apenas fez algumas reuniões esporádicas. Além disso, o tecladista Richard Wright morreu de câncer em 2008.

The Division Bell, o último álbum da banda, em 1994.

The Division Bell, o último álbum da banda, em 1994.

As informações de Samson e Hudson permitem perceber que, na verdade, o novo álbum será composto de material instrumental gravado nas sessões de 1994 para The Division Bell, que trouxeram a última formação do Pink Floyd, com David Gilmour nos vocais e guitarra, Richard Wright nos teclados e vocais e Nick Mason na bateria, além de alguns músicos de apoio.

As informações confirmam que este é o antigo projeto conhecido como The Big Spliff, que já fora mencionado por Nick Mason em entrevistas. Na verdade, pelo que sabemos hoje, as gravações de The Division Bell envolveram a gravação de muitas canções instrumentais, algumas das quais usadas na trilha sonora do documentário La Carrera Panamericana, sobre uma corrida de automóveis da qual participou Mason como corredor. Também muitos materiais foram registrados e não usados no álbum, já que inclusive serviram de base para o último álbum solo de Richard Wright, chamado Broken China, lançado alguns anos depois.

O Pink Floyd nos anos 1990: Giomour, Manson e Wright.

O Pink Floyd nos anos 1990: Giomour, Manson e Wright.

Pelas declarações de Hudson, David Gilmour e Nick Mason decidiram resgatar esse material e transformá-lo em novas canções, inclusive, acrescentando letras e vocais às músicas instrumentais existentes. Desse modo, será um álbum de canções inéditas, mas que ainda envolverá o falecido Wright, que tocou naquelas sessões.

Não houve uma declaração oficial do Pink Floyd, mas especula-se que a banda irá anunciar oficialmente o projeto na segunda-feira. Também existe a esperança de que o baixista Roger Waters – que deixou a banda em 1985 – participe de algum modo no disco, já que poderia acrescentar letras e vocais às canções. Caso isso acontecesse, seria o primeiro álbum envolvendo a “formação clássica” do Pink Floyd desde The Wall, de 1979.

O quarteto clássico reunido pela última vez, em 2005, no Live 8: Gilmour, Waters, Mason e Wright.

O quarteto clássico reunido pela última vez, em 2005, no Live 8: Gilmour, Waters, Mason e Wright.

Apesar da saída de Waters ter sido traumática e ruidosa, houve uma reaproximação entre Waters e Gilmour nos últimos anos, com os dois tocando juntos em algumas ocasiões; a reunião do quarteto pela última vez (em 2005, no concerto do Live 8); e na abertura da turnê solo de Waters em 2012. Quem sabe?

Curiosamente, o próprio HQRock já noticiou que tanto Gilmour quanto Waters estavam trabalhando em álbuns individuais. Será que há correlação entre todos esses projetos?

[Atualizado, 07/07: De fato, nesta segunda-feira, o site oficial do Pink Floyd confirmou a notícia: The Endless River será lançado em outubro deste ano e será majoritariamente composto por canções instrumentais. O lançamento cita nominalmente David Gilmour, Richard Wright e Nick Mason; o que exclui automaticamente Roger Waters. A menos que o conjunto queira fazer algum tipo de surpresa...

Também foi informado que as gravações do álbum ainda estão acontecendo, já que Gilmour e Mason estão finalizando as canções, que foram gravadas em 1994. Fim da Atualização].

Roger Waters não faz parte do projeto.

Roger Waters não faz parte do projeto.

[Atualizado, 08/07: O site do jornal The Sun, da Inglaterra, trouxe a confirmação de que Roger Waters não irá mesmo fazer parte do álbum, como já se esperava. De fato, tendo em vista o modo extremamente crítico com que o compositor se portou sobre o material da banda produzido após a saída dele do grupo, seria muito estranha sua participação nesse projeto. Mesmo que do ponto de vista meramente conceitual, como são canções instrumentais, não seria difícil imaginar Waters acrescentar letras e seu baixo a algumas delas, como uma maneira de selar minimamente um "acerto" com o grupo.

Waters foi o principal compositor e letrista do Pink Floyd ao longo dos anos 1970 e a grande força motriz da banda. Fim da Atualização].

***

O Pink Floyd surgiu em Londres, em 1965, e se tornou um dos maiores exponentes do Movimento Psicodélico com seu primeiro disco, em 1967. Era formado por Syd Barrett(vocais e guitarra), Roger Waters (baixo e vocais), Richard Wright (teclados e vocais) e Nick Mason (bateria), mas o primeiro foi substituído por David Gilmour em 1968. Depois, a banda se tornou uma das fundadoras do chamado rock progressivo e após anos na cena underground, alçou à categoria de uma das bandas mais populares do planeta pelo sucesso do disco Darkside of the Moon, de 1973. O grupo viveu várias crises nos anos 1980, que resultou na saída de membros, e encerrou as atividades em 1996. Poucas reuniões ocorreram depois disso.

Batman v. Superman: Veja a primeira imagem oficial do homem de aço. E rumores apontam mais três vilões presentes no filme

Primeira imagem do Superman para o novo filme.

Primeira imagem do Superman para o novo filme.

Por meio de uma entrevista do diretor Zack Snyder ao jornal USA Today, foi liberada mais uma imagem oficial de Batman v. Superman – Dawn of Justice, sequência de Superman – O Homem de Aço, o reinício da franquia cinematográfica da Warner Bros. sobre o personagem da DC Comics, que colocará o homem-morcego contra o último filho de Krypton, resultando no primeiro encontro cinematográfico dos dois mais icônicos de todos os super-heróis. E ela traz a primeira visão oficial do Superman! Veja ao lado.

Podemos notar que há algumas pequenas modificações em relação ao visual de O Homem de Aço, mas a essência e o estilo se mantêm, formando um conjunto muito bonito visualmente. Na entrevista, Snyder afirma que “quanto mais tempo passo com Henry [Cavill, o ator que interpreta o homem de aço], mais ele é o Superman para mim!“.

O visual do Batman: compare com o Superman.

O visual do Batman: compare com o Superman.

Como se a imagem não fosse o bastante, o site Latino Review trouxe outro rumor: a presença de mais três vilões no longa. O site é conhecido por acertar seus “palpites”. Segundo suas fontes, três vilões “menores” estarão presentes em Dawn of Justice, talvez para mover a trama adiante – enquanto o vilão físico principal não dá as caras (o que só deve acontecer bem no fim do filme) – e estarão todos, de um modo ou de outro, ligados à figura de Lex Luthor, o vilão principal.

Aqui vão os vilões e o que o Latino Review acha de cada um:

Victor Zsisaz: Um serial killer que já cruzou o caminho do Batman e tem como principal chamativo o fato de que marca na própria pele o número de vítimas que já cometeu. Não é uma grande ameaça, mas pode render algumas cenas de luta e perseguição para o Batman, que com certeza, precisará ser “apresentado” no início do filme, demonstrando suas habilidades. Uma curiosidade é que Zsisaz já apareceu nos cinemas, fazendo um pequena ponta em Batman Begins, de 2005.

Morgan Edge nos quadrinhos.

Morgan Edge nos quadrinhos.

Morgan Edge: nos quadrinhos dos anos 1970 era um grande magnata da mídia que comprava o Planeta Diário – onde trabalham Clark Kent e Lois Lane – e escondia ser um grande mafioso. Depois da reformulação cronológica de Crise nas Infinitas Terras, em 1985, ficou esquecido, porque se tornou redundante em relação à nova versão de Lex Luthor, que partilhava as mesmas características. A nova reformulação cronológica dos Novos 52, de 2011, reintroduziu Edge segundo as velhas características. Morgan Edge já foi adaptado às telinhas, participando da terceira temporada de Smallville, vivido pelo grande Rutger Hauer. Segundo o site, no filme, Morgan Edge será o porta-voz da LexCorp, portanto, alguém bastante próximo de Luthor. Inclusive, no background do longa, Edge e Luthor terão feito parte, no passado, da maior quadrilha da Baía de Hob (ponto geográfico onde se posiciona a ficcional Metrópolis). Mais um reforço ao velho rumor de que Luthor terá um passado com as gangues de rua no filme. Por fim, o Latino Review aposta que o ator Scoot McNairy que recentemente foi contratado para Dawn of Justice irá interpretar Edge e não o Asa Noturna ou o Flash, como correm os rumores (Veja aqui). Ao dizer isso, porém, o site afirma que Asa Noturna está mesmo no filme.

David Cain: velho mestre e inimigo.

David Cain: velho mestre e inimigo.

David Cain: Um dos maiores assassinos de aluguel do Universo DC nos quadrinhos, Cain tem uma relação bastante próxima com o Batman: foi um dos mestres do homem-morcego na longa jornada de Bruce Wayne para se tornar o cavaleiro das trevas. Mais tarde, por pura coincidência, Batman encontrou a fugitiva filha do vilão, Cassandra Cain, que se tornou a nova versão da Batgirl. Isso fez Cain querer se vingar do Batman por “roubar” sua filha. Então, outra coincidência infeliz cruzou o caminho dos dois: para se vingar da interferência de Bruce Wayne na reconstrução de Gotham City após um terremoto, Luthor (sem nem suspeitar que Wayne é o Batman) contratou Cain para matar a namorada do empresário-playboy, Vesper Fairchild, e acusar Wayne, o que deu certo no arco Bruce Wayne: Assassino, de 2000. Cain logo percebeu que Wayne era o jovem que havia treinado anos antes, descobriu que ele era o Batman e se aproveitou da ocasião para mover sua vingança, mas terminou reconhecendo que Batman fez o melhor por Cassandra e, no fim, se entregou à justiça e assumiu o crime. Caso a presença de Cain fosse confirmada no filme, isso nos enche de ideias…

Amanda Waller em Smallville.

Amanda Waller em Smallville.

O site ainda aponta uma quarta nova personagem que irá aparecer no filme: Amanda Waller. Nos quadrinhos, ela é uma impetuosa política que se torna a chefe do programa Esquadrão Suicida, que recruta criminosos para executar missões secretas em troca de alívio de penas. Personagem bastante importante no Universo DC, Waller é como uma versão feminina de Nick Fury, só que um pouco menos dúbia. Para se ter uma ideia da importância da personagem, ela já foi adaptada ao live-action em três ocasiões diferentes: Angela Basset no filme Lanterna Verde; Pam Grier na nona temporada de Smallville; e agora Cynthia Addai-Robinson em Arrow. O site ainda acrescenta que, no filme, Amanda será uma senadora.

SE o Latino Review estiver minimamente correto, é fácil imaginar Callan Mulvey no papel de David Cain, não acham? O ator não teve seu papel revelado ainda. E a presença de Cain nos abre algumas perspectivas de trama: afinal, em comum com a história dos personagens nas HQs, teremos a reconstrução de uma cidade, neste caso, Metrópolis e não Gotham como no original. Ainda assim, é fácil imaginar que Bruce Wayne e Lex Luthor estarão profundamente envolvidos na reconstrução de Metrópolis após a destruição liderada por Zod em O Homem de Aço. Também é fácil imaginar que Luthor tem mil motivos para contratar David Cain para matar Wayne, o que colocará o Batman em ação.

Gal Gadot faz a Mulher-Maravilha no filme.

Gal Gadot faz a Mulher-Maravilha no filme.

E SE essa trama seguir ainda mais de perto o arco Bruce Wayne: Assassino, há uma namorada na jogada: Diana Prince, que é ninguém menos do que a Mulher-Maravilha, que – segundo o que se imagina que se sabe sobre o filme – viverá escondida como a namorada de Wayne. Uma tentativa de assassinato contra Diana Prince pode ser o modo do filme apresentar que a personagem não é uma mulher comum.

Boas ideias… Contudo, tudo isso é rumor. Temos que aguardar para ver se haverá algum tipo de confirmação no futuro.

Para encerrar, falando na Mulher-Maravilha, correu um pequeno rumor de que a atriz Gal Gadot já teria encerrado suas filmagens em Dawn of Justice, mas na entrevista de hoje no USA Today, Zack Snyder desmentiu isso, afirmando que ela não gravou nenhuma cena como a heroína ainda, apenas em sua identidade civil, Diana Prince.

***

Revelados os visuais de Batman e Superman, agora, falta a Mulher-Maravilha.

Revelados os visuais de Batman e Superman, agora, falta a Mulher-Maravilha. Arte de Michael Turner.

Em Batman v. Superman – Dawn of Justice, um Batman mais experiente irá se contrapor ao recém-surgido Superman, criando algum tipo de conflito entre ambos, mais ou menos nos parâmetros da minissérie Batman: O Cavaleiro das Trevas, escrita e desenhada por Frank Miller, em 1986. Segundo os informes até agora, será um “novo” Batman e não uma sequência da Trilogia Cavaleiro das Trevas, embora a premissa de um homem-morcego mais experiente seja justamente adequada a isso.

Mulher-Maravilha também terá uma (pequena?) participação no filme. Lex Luthor é o vilão principal, mas haverá outro antagonista, provavelmente, mais físico, que pode ser alguém como Doomsday (Apocalypse), Metallo ou Parasita. A cidade de Detroit será o modelo para Metrópolis e para Gotham City também. Pretensamente, as filmagens principais já começaram no Estado de Michigan.

Batman v. Superman – Dawn of Justice  é produzido por Deborah Snyder, com história de David S. Goyer (dos filmes do Batman e O Homem de Aço), roteiro de Chris Terrio (de Argo) e dirigido por Zack Snyder (de 300 Watchmen), funcionando como uma sequência de Superman – O Homem de Aço. O elenco traz Henry Cavill (Superman/Clark Kent), Ben Affleck (Batman/Bruce Wayne), Amy Adams (Lois Lane),  Jesse Eisenberg (Lex Luthor), Gal Gadot (Diana Prince/ Mulher-Maravilha), Laurence Fishburne (Perry White), Diane Lane (Martha Kent), Jeremy Irons (Alfred Pennyworth), Tao Okamoto (Mercy Graves), além de Holly Hunter, Callan Mulvey e Scoot McNairy em papeis não revelados; e a participação especial de Jason Mamoa (Orin/ Aquaman). O lançamento é em 06 de maio de 2016.

Superman foi criado por Jerry Siegel e Joe Shuster em 1938 e desde então é publicado pela DC Comics.

Batman foi criado pelo cartunista Bob Kane em 1939 e desde então é publicado pela DC Comics.

A Mulher-Maravilha foi criada pelo psicólogo norteamericano William Moulton Marston e o desenhista H. G. Peters, aparecendo na revista All-American Comics 08, em 1941. A ideia de Marston era apresentar um arquétipo do força do feminino e, em segredo, explorar tendências sexuais não tradicionais à sociedade da época (como bigamia, lesbianismo e sadomasoquismo). A personagem fez bastante sucesso e se manteve sendo publicada até hoje pela DC Comics. Ela foi uma dos membros-fundadores da Liga da Justiça em 1960. A Mulher-Maravilha continua representando um símbolo da força das mulheres no mundo atual, sendo a mais icônica das super-heroínas.

 

Mulher-Maravilha: Brian Azzarello encerra sua passagem pela personagem. Artista David Finch e esposa, Meredith, assumem a revista

Detalhe da capa de Woner-Woman 35, por David Finch.

Detalhe da capa de Woner-Woman 35, por David Finch.

A editora norteamericana DC Comics anunciou estes dias que o escritor Brian Azzarello e o desenhista Cliff Chiang encerram sua longeva temporada na revista Wonder-Woman, que publica as aventuras da Mulher-Maravilha. A dupla comandava a princesa amazona desde setembro de 2011, quando foi lançada a reformulação cronológica e editorial chamada de Os Novos 52. A empreitada criou uma nova cronologia para os heróis da DC, na qual os super-heróis são mais jovens e aguerridos, tendo surgido há somente cinco anos atrás.

Azzarello – famoso pela saga 100 Balas – investiu em uma interpretação moderna dos deuses gregos – aos quais a Mulher-Maravilha está vinculada em sua origem – e em uma série de novos desafios à heroína.

Quem assume a empreitada daqui em diante é a escritora Meredith Finch, que trabalhará ao lado do marido, o artista David Finch, famoso por suas passagens em Batman e na recém-encerrada saga Forever Evil. Segundo o anúncio realizado via o jornal USA Today, a dupla irá se afastar um pouco da temática dos deuses gregos e irá se concentrar em uma abordagem mais feminina, visando atrair o público feminino para a revista.

A nova dupla Finch assumirá a revista a partir do número 35, em outubro deste ano.

Como missão, o casal terá que chamar a atenção para a personagem, que irá ganhar sua primeira versão nos cinemas, participando do filme Batman v. Superman – Dawn of Justice, que estreará em 2016. (Veja mais aqui).

A Mulher-Maravilha foi criada pelo psicólogo norteamericano William Moulton Marston e o desenhista H. G. Peters, aparecendo na revista All-American Comics 08, em 1941. A ideia de Marston era apresentar um arquétipo do força do feminino e, em segredo, explorar tendências sexuais não tradicionais à sociedade da época (como bigamia, lesbianismo e sadomasoquismo). A personagem fez bastante sucesso e se manteve sendo publicada até hoje pela DC Comics. Ela foi uma dos membros-fundadores da Liga da Justiça em 1960. A Mulher-Maravilha continua representando um símbolo da força das mulheres no mundo atual, sendo a mais icônica das super-heroínas.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 112 outros seguidores